Em Goiânia, Romário diz que governo “passou do limite”

Senador pelo PSB-RJ, ex-atacante está na capital para jogo beneficente e reafirma voto pelo impeachment de Dilma Rousseff

Em Goiânia nesta sexta-feira (8) para uma partida de futebol beneficente que será realizada neste sábado (9), o senador Romário (PSB-RJ) afirmou que votará a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff. O relator da comissão especial na Câmara dos Deputados, Jovair Arantes (PTB-GO), deu parecer favorável ao impeachment na quarta-feira (6) e agora o relatório vai a votação para que a abertura do processo seja autorizada.

“Definitivamente esse governo que nós temos já deu o que tinha de dar. Na verdade, passou até do limite. Eu já tinha dito que iria conversar, ouvir, entender esse processo, mas a conclusão é que realmente o impeachment hoje é a melhor solução para o Brasil”, comentou Romário em entrevista coletiva no centro de treinamento do Goiás. “Esse governo tem de sair, está fazendo mal ao nosso País e a todos os brasileiros. Votarei a favor (do impeachment).”

Para Romário, o ideal seria o País passar por um novo processo eleitoral. “Se não puder atingir o ideal, tem de ter atitude, que é tira esse governo daí e esperar que os que entrarem possam fazer um governo mais decente, mais justo”, disse o ex-jogador, que participará de uma partida em que seu time enfrentará os “amigos de Alex Dias”.

O senador deu sequência aos ataques à CBF e, diante da recusa de Tite em assumir como técnico do Brasil, notícia que percorreu os batidores da seleção brasileira nesta semana, disse que o treinador corintiano está certo. “O momento que vive o futebol e a CBF, aquele treinador que quer fazer um trabalho digno, decente e entrar para dirigir a seleção brasileira com nenbum tipo de peso na consciênia, tem de fazer o que o Tite fez, dar não.”

Romário voltou a dizer que Marco Polo del Nero “é a grande praga do nosso futebol” e que “a CBF está desgovernada”.

Fonte:opopular

Deixe um comentário