Suspeito de matar policial militar é velado na Câmara Municipal de Barrolândia; FASPRA-TO repudia ato

A Federação dos Praças Militares do Estado do Tocantins (FASPRA-TO), através desta nota, repudia o ato da Câmara de Vereadores do Município de Barrolândia – TO, que abriu as portas para velar o jovem Lucas Lustosa Maciel, suspeito de matar, na ultima sexta-feira (01), o policial militar Ivan Borges de Lima.

A Federação entende que a atitude da casa de leis ofende toda a categoria militar, a sociedade e os familiares que perderam o SD Ivan de forma tão injusta e inesperada. Com todo respeito à família de Lucas, mas não podemos tentar encobrir o fato de que o jovem era um criminoso. Em tempos de crise econômica e social, o ato da Câmara de Vereadores é exemplo típico da inversão de valores na qual um criminoso é sepultado com “honrarias” em detrimento da imagem de um agente de segurança morto na tentativa de impedir o crime.

Sobre o caso

O soldado Ivan Borges de Lima foi morto na ultima sexta-feira (01), alvejado durante uma troca de tiros na tentativa de impedir uma pratica de assalto na Ferrotec, quadra 1.012 Sul em Palmas.

http://www.aprato.com.br/

Deixe um comentário