Gurupi: PTN, PHS e PSL se articulam para eleições municipais

Aproveitando os últimos prazos da janela da infidelidade, os vereadores Dr. Macêdo (ex-PMDB) e Glaydson Nato (ex-PR) filiaram no PTN e PHS, respectivamente. Enquanto, 30 dissidentes do PTN, que defendem chapa sem vereador com mandato, enfileiraram no PSL.

Nos últimos dias, alguns partidos da oposição articula para fortalecer um nome de consenso para a disputa da Prefeitura e das 13 vagas de vereadores em Gurupi.

Depois do anúncio do deputado Mauro Carlesse ir para PHS e do Dr. Iury Garcia para o PR, no último final de semana a movimentação política envolveu os vereadores da oposição:  Glaydson Nato, que deixou o PR para filiar no PHS e Dr. Macêdo  que deixou o PMDB para se filiar no PTN.

Gustavo 1

Gustavo Adriano

Por não aceitarem a presença de vereador com mandato no grupo, 30 pré-candidatos  a vereador deixaram o PTN e passaram a fazer parte do PSL.

Segundo o ex-presidente do PTN, Gustavo Adriano, agora presidente do PSL, a decisão foi tomada na quinta-feira, 17.

“Em decisão unânime, reafirmamos o compromisso de estarmos em grupo igualitário, sem vereador de mandato, e com autonomia de decisão dos rumos do grupo e por isso os 30 lideres e pré-candidatos do PTN decidiram ingressar em uma nova sigla, escolhendo o PSL”, disse Gustavo.

© Atitude Tocantins – Jornalismo com Rigor e Seriedade – Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário