PM de GO critica congelamentos e pode parar nesta quarta-feira

A União dos Militares do Estado de Goiás (Unimil) está convocando todos os policiais militares e famíliares, para assembleia geral para próxima quarta-feira,15, na Assembléia Legislativa contra a PEC 3548/16, defendida pela gestão Marconi Perillo/José Eliton (PSDB). 

A proposta congela por 10 anos, de 1º de janeiro de 2017 a 31 de dezembro de 2026, promoções, salários, crescimento na carreira. Acaba de uma vez com a Segurança Pública de Goiás. 

Entre as reivindicações, está o fim da proposta do governo que diminui de 30.600 para 16.000 o contingente ideal para o Estado. Goiás conta hoje com cerca de 11 mil homens na PM. 

A categoria aponta um déficit de 19 mil policiais e alerta para a recomendação da Organização das Nações Unidas (ONU) que prevê 1 policial para cada 200 habitantes. Goiás tem 1 para cada 4 mil habitantes.(fonte:Goiás Real) 

Deixe um comentário