Mulheres de PMs continuam a bloquear saída de batalhões no ES

Acordo entre governo e associações de PMs e bombeiros previa a volta das atividades para às 7h deste sábado (11)

O prazo para os policiais militares voltarem às atividades no Espírito Santo sem punição acabou às 7h deste sábado (11). No entanto, mulheres de PMs continuam acampadas em frente a batalhões em Vitória.

O acordo para o término do movimento de paralisação da PM foi feito entre associações de policiais militares e o governo do Estado nesta sexta-feira (10).

O governo estadual não atendeu ao pedido de reajuste salarial, mas ficou de apresentar uma proposta no final de abril deste ano, caso a apuração das contas públicas e os resultados fiscais do Estado permitam.

Segundo informações da Fonte, nenhuma viatura foi vista deixando os batalhões da capital. Nesta manhã, os veículos da PM continuavam estacionadas no pátio do 1º Batalhão, mesmo após o prazo dado pelo governo.

Os PMs que não voltarem a trabalhar estão sujeitos a julgamento pelo crime militar de revolta, cuja pena prevista é de 8 a 20 anos de prisão, além da expulsão do militar.(fonte:noticias ao minuto)

Deixe um comentário