Com salário ridículo de R$ 937, Marconi e Eliton contratam na Educação

A Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan) do Estado, por meio da Escola de Governo, publicou ontem, segunda-feira, o Edital 001/2017 do processo seletivo simplificado para a Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esporte (Seduce). As 5910 vagas ofertadas estão distribuídas por municípios divulgados no Anexo 1 do Edital, onde os contratados serão lotados e chama atenção a remuneração de apenas R$ 937,00 para uma carga horária de 40 (quarenta) horas semanais.

Em vez de fazer um concurso público, o governador Marconi Perillo (PSDB) e o vice José Eliton (PSDB) optam por “oferecer” 5.910 vagas para a contratação temporária de pessoal para atuar na área de apoio administrativo distribuído nas funções de auxiliar de secretaria, motorista, merendeira, higienizador, auxiliar de serviços gerias e vigia – tudo isso nas escolas estaduais.

Na prática, a contratação temporária vai contra todos os princípios da administração pública. É o que diz, por exemplo, o líder do PMDB na Assembleia Legislativa, deputado José Nelto (PMDB). “O governador está querendo contratar 5910 cabos eleitorais, por isso faz um processo seletivo obscuro em vez de um concurso público, como exige a lei”, afirma Nelto. Sem estabilidade, os novos 5910 contratados ficarão sujeitos à pressão política – especialmente em 2018, ano eleitoral.(fonte:Goiás Real)

Deixe um comentário