Aluna precisa fazer prova para tentar transferência em escola, diz mãe

Menina tentou vaga para a instituição Padre Josimo, da rede municipal. Exame está fora das regras estabelecidas por Secretaria de Educação.

Para conseguir fazer a transferência entre escolas da rede municipal de Palmas, além de colocar o nome na lista de espera, alguns estudantes precisaram passar por um processo seletivo. A situação não está prevista nas regras estabelecidas pela Secretaria de Educação do município.

Mas foi o que aconteceu com a Vitória Gabriela, de 8 anos. Ela está indo para o quarto ano. A menina estudava na Escola Municipal Pastor Paulo Leiva Macalão, que fica na quadra 407 Norte. Mas a mãe dela está tentando transferi-la para a Escola de Tempo Integral Padre Josimo, na 301 Norte.

A tarefa que não está nada fácil porque a escola está aplicando uma prova aos alunos que buscam uma vaga. A vitória fez o exame e ficou em 20° lugar, mas só havia 14 vagas.

“Eles nos disseram para esperar que no decorrer dos dias, quando fossem surgindo novas vagas, eles iriam chamar as crianças que ficaram na lista de espera. Mas não adianta nada colocar o nome na lista de espera porque está sendo feita uma seleção. Só para os melhores, os outros não tem chance nessa escola”, reclama a mãe de Vitória, a secretária Lilian Ribeiro Martins.

O processo seletivo feito pela Escola de Tempo Integral Padre Josimo para realização de novas matrículas não está de acordo com as normas estabelecidas pela Secretaria Municipal de Educação, já que o correto é o sistema de lista de espera. A secretaria informou que vai investigar o caso e tomar as medidas cabíveis.

Enquanto isso, a vitória aguarda ansiosamente pela vaga. “Não gosto muito de ficar esperando. Eu queria que fosse bem mais rápido para poder saber logo a resposta”, diz a menina.

 O secretário de Educação Danilo de Melo diz que a secretaria não autorizou a escola a fazer nenhum processo seletivo. 
“Vamos apurar as responsabilidades. A informação que temos da escola é que esse é um teste cuja a finalidade é fazer a enturmação. Justifica-se nesse sentido porque esse ano não tínhamos previsão de matrículas no primeiro ano e acabamos por abrir quatro turmas do primeiro ano do ensino fundamental.”

Matículas
O período de matrículas de novos alunos na rede municipal de ensino de Palmas começa na nesta segunda-feira (9) e vai até o próximo dia 13 de janeiro. Segundo a Secretaria de Educação, em 2017 serão 27.177 vagas, sendo 1.780 para novos alunos. Também são ofertadas 1.306 vagas para alunos da educação de jovens e adultos em cinco escolas.

O horário de funcionamento das secretarias das Unidades Escolares é das 8h30 às 14h30.

No caso dos Cmeis, atualmente a rede municipal possui 10.411 vagas, mas 7.411 são preenchidas de forma automática com a renovação de matriculas. As outras 3 mil vagas são distribuídas após análise dos cadastros.

Deixe um comentário