PF faz operação contra desvios de recursos públicos no norte do TO

Polícia cumpre 20 mandados em Sampaio e Augustinópolis.
Políticos estariam usando empresa de fachada para praticar crime.

A Polícia Federal realiza na manhã desta quinta-feira (15) a operação Maginot para investigar desvios de recursos públicos supostamente praticados pela prefeitura de Sampaio, norte do Tocantins. Segundo a polícia, para cometer o crime, os políticos e servidores usavam uma empresa de fachada.

O fonte não conseguiu contato com o prefeito até a publicação desta reportagem.

Ao todo, estão sendo cumpridos 20 mandados judiciais, sendo 11 de busca e apreensão e nove de condução coercitiva em Sampaio e Augustinópolis. Mais de 40 policiais federais participam da operação.

A investigação foi iniciada no ano passado. Segundo a polícia, a empresa está registrada no nome de um servidor do município, mas foi identificada como de propriedade do secretário municipal de Administração e Finanças, filho do atual prefeito da cidade.

A PF explica que a empresa era contratada mediante fraude em licitações, através de dispensa. Entretanto, as obras estariam sendo executadas pelos próprios servidores. As investigações apontam que o esquema funcionava desde 2013, mas não se descarta a possibilidade de que as fraudes aconteçam desde a criação da empresa em 2009.(fonte:g1/to)

Deixe um comentário