quinta-feira, outubro 28, 2021

Últimas Notícias

Motoristas de Uber cancelam ato após supostas ameaças de taxistas; áudio

Protesto iria reivindicar atuação livre no Terminal Rodoviário de Goiânia.
Em áudio, homem convoca colegas para briga: ‘Moer eles no cacete’.

Motoristas de Uber cancelaram um protesto marcado para a noite desta quarta-feira (7) após sofrerem supostas ameaças de taxistas em um aplicativo de conversas de celular, em Goiânia. O ato seria realizado no Terminal Rodoviário do Setor Central com o intuito de reivindicar o direito de atuar no local de forma livre. Atualmente, eles evitam entrar com medo de represálias.

Em um dos áudios recebidos pelos motoristas, um homem convoca os colegas para agredir os motoristas. “Irmão, esses caras tão [sic] folgados hein. Aí, estou de falando moço, é hora da gente reunir todo mundo e quebrar eles no pau moço. Pegar eles lá dentro da rodoviária, fechar eles e quebrar eles na porrada. Pegar todo mundo … moço, quebra tudo na pancada. Você tá é doido moço”.

Já em outra conversa, além de dizer que pretender bater nos motoristas, o homem também afirma que vai quebrar os veículos dos concorrentes.

“Demorou, nós tem [sic] que pega ele lá dentro do estacionamento e moer eles no cacete. Hora que eles entrarem lá para dentro juntar uma galera e arrebentar no pau, quebrar carro, rasgar pneu, fazer o diabo a quatro para eles aprender”.

Um dos motoristas de Uber que participaria do ato disse ao G1, sem se identificar, que a manifestação foi cancelada após os áudios vazaram. Ele afirmou que pelo menos 50 profissionais participariam do movimento.

“Íamos entrar na rodoviária como o carro e o pisca-pisca ligados porque é proibido a gente entrar lá. Queremos ter o direito de entrar lá e pegar e deixar o passageiro. Mas depois dos áudios, a gente declinou para evitar o confronto”, destacou.

Orientação
O presidente da Associação dos Permissionários de Táxi no Município de Goiânia (Aspertagyn), Hugo Nascimento, disse que a orientação do órgão aos taxistas é não partir para o conflito. No entanto, ele afirma que há “um certo abuso” nas atitudes dos motoristas de Uber.

“Nós também temos áudios deles dizendo que vão travar as entradas da rodoviária e do aeroporto se não terem a garantia de que vão poder parar nos locais. Não há problemas em passar e embarcar ou desembarcar um passageiro. O problema é que eles estão marcando ponto lá. Isso tem gerado atrito”, destaca.

O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa do Uber, por email, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.(fonte:g1/go)

Latest Posts

spot_imgspot_img

Não deixe de ler

RECEBA NOSSAS NEWSLETTERS

Quer ficar informado em primeira mão? Se cadastre na nossa Newsletter e receba o Mapa da Notícia no seu e-mail.