Ministro do STF afasta Renan da presidência do Senado

Marco Aurélio Mello atendeu ao pedido do partido Rede Sustentabilidade

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), foi afastado da presidência da Casa, por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello. 

O ministro atendeu ao pedido do partido Rede Sustentabilidade e entendeu que, como Renan Calheiros virou réu, não pode continuar no cargo em razão de estar na linha sucessória da Presidência da República. As informações são do portal G1.

“Defiro a liminar pleiteada. Faço-o para afastar não do exercício do mandato de Senador, outorgado pelo povo alagoano, mas do cargo de Presidente do Senado o senador Renan Calheiros. Com a urgência que o caso requer, deem cumprimento, por mandado, sob as penas da Lei, a esta decisão”, diz trecho da liminar.

Marco Aurélio deverá levar a decisão liminar, ou seja, provisória, a referendo do plenário do Supremo, o que ainda não tem data.

Notificação

Renan Calheiros deve receber a notificação nesta terça (6), às 11h, no Senado. No entanto, na noite desta segunda (5), um oficial de Justiça foi até à residência oficial do Senado, onde mora Renan. “Vim entregar a decisão do ministro”, teria dito o oficial. Segundo o G1, o homem esperou ser recebido na porta da casa, mas após alguns minutos, uma mulher conversou com o oficial de Justiça e ele foi embora sem falar com a imprensa.(fonte:noticias ao minuto)

Deixe um comentário