Tribunal entendeu que campanha de Silvinha Pereira da Silva (PR) foi financiada com recursos de origem não identificada. Data de nova eleição será definida após o fim do prazo de recurso.

O Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins confirmou nesta segunda-feira (27) a cassação da prefeita de Sandolândia, Silvinha Pereira da Silva (PR). O TRE entendeu que a campanha de Silvinha foi financiada com recursos de origem não identificada, o que é considerado captação ilícita.

A decisão determina que a cidade deve passar por novas eleições, mas a data só será definida após o julgamento de possíveis recursos da defesa.

Por telefone, a prefeita confirmou que vai recorrer, mas disse que só se manifestaria sobre as acusações através dos advogados. O site tentou contato com o advogado Solano Donato, que representa Silvinha Pereira, mas as ligações não foram atendidas.

Como o crime investigado é eleitoral, o vice-prefeito Cláudio Pereira de Paula também foi cassado. Até a nova eleição, a cidade deve ficar sob o comando do presidente da Câmara de Vereadores.

G1 Tocantins.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here