Suspeito de estupro virtual ameaçava vítima em rede social: ‘Vou espalhar teus nudes’

Suspeito foi preso após exigir fotos íntimas de uma mulher de Miracema do Tocantins. Agora, a Polícia Civil investiga se ele abusou de outras mulheres.

A Polícia Civil investiga se o jovem Tarllys Andrade Aguiar, preso na manhã desta quarta-feira (11) suspeito de estupro virtual, também abusou de outras mulheres. O jovem suspostamente agia pelas redes sociais, onde mantinha perfis falsos em redes sociais.

A defesa do suspeito informou ao G1 que “está analisando o andamento do inquérito e aguardando a conclusão das investigações. Quando as diligências forem encerradas, a defesa vai analisar qual a melhor medida para ser aplicada no caso.”

Aguiar foi preso em uma oficina mecânica em Palmas durante a manhã. Ele é apontado pela polícia como um “estuprador virtual”. A TV Anhanguera teve acesso a conversas que o rapaz teve com a vítima de 21 anos, utilizando um aplicativo de mensagem.

Suspeito de chantagear mulher para receber fotos íntimas é preso pela Polícia Civil

Suspeito de chantagear mulher para receber fotos íntimas é preso pela Polícia Civil

O suspeito ameaça divulgar fotos íntimas caso a jovem não continuasse a fornecer novas fotos: “Posso espalhar suas fotos ou vamos ficar de boa? Seu tempo tá acabando.”

Em outro ponto da conversa, ele demonstra agressividade: “Se tu não mandar as fotos pra mim vou espalhar tudo no Facebook do seus amigos. Vai logo tirar essas fotos. Se tu não mandar agora, vou espalhar teus nudes e teus vídeos se masturbando [sic].”

Segundo a delegada Milena Lima, os dois teriam um relacionamento virtual e o crime estava sendo investigado há cerca de três meses. Para atrair as vítimas, o suspeito fez um perfil falso com o nome de Emanuel Rodrigues Lima.

“Ela passou a ter que se ‘autofografar’ e fazer vídeos íntimos, inclusive, se masturbando. As ameaças constam desde o meio de 2017 até fevereiro deste ano. A figura do estupro contempla a conjunção carnal e os atos libidinosos diversos, desde que praticados de forma coativa. Nesse caso, ela foi obrigada e constrangida a fazer aquilo. Não havia espontaneidade”, explicou a delegada.

A prisão foi feita pela Delegacia Especializada na Repressão a Crimes Cibernéticos, com apoio da Delegacia de Investigação Criminal e Delegacia Estadual de Repressão a Crimes contra a Ordem Tributária.

O suspeito ficará preso temporariamente por ordem da Justiça.

G1 Tocantins.

Jovem é preso por estupro virtual após exigir ‘nudes’ de vítima em rede social

Conforme investigação da Polícia Civil, criminoso ameaçava divulgar imagens íntimas caso não continuasse a receber nudes. Caso começou a ser investigado após mulher fazer denúncia em Palmas.

Um homem foi preso na manhã desta quarta-feira (11) em Palmas suspeito de estupro virtual. De acordo com a Delegacia Especializada na Repressão a Crimes Cibernéticos, a prisão foi feita em cumprimento a um mandado de prisão temporária.

Conforme as investigações da Polícia Civil, o suspeito teria exigido fotos e vídeos íntimos para não divulgar outras imagens que ele já possuía da vítima. Segundo a delegada Milena Lima, o crime estava sendo investigado há cerca de três meses.

“A vítima nos procurou relatando que teve um relacionamento virtual com o suspeito, acreditava que ele era a pessoa de um perfil falso inicialmente no Facebook. Para dar credibilidade, ele criou também um perfil falso no WhatsApp”, explicou.

Ainda conforme a delegada, no início do relacionamento, a vítima fornecia fotos íntimas de forma espontânea. Porém, após o fim do relacionamento o homem começou a ameaçar a vítima. “Se ela não continuasse a fornecer aquele material ele divulgaria o que já tinha conseguido perante a comunidade e nas redes sociais”, disse.

O crime, segundo a delegada, caracteriza estupro mesmo sem ter ocorrido contato físico.

“Ela passou a ter que se ‘autofografar’ e fazer vídeos íntimos, inclusive, se masturbando. As ameaças constam desde o meio de 2017 até fevereiro deste ano. A figura do estupro contempla a conjunção carnal e os atos libidinosos diversos, desde que praticados de forma coativa. Nesse caso, ela foi obrigada e constrangida a fazer aquilo. Não havia espontaneidade”, explicou.

G1 Tocantins.

Policial é preso suspeito de cobrar dinheiro de vítima para terminar investigação

Agente da polícia civil cobrou dinheiro de vítima após recuperar máquinas agrícolas na região norte do estado. Servidor foi preso em Gurupi, na região sul do estado.

Um policial civil foi preso na manhã desta quarta-feira (4) na região sul do estado suspeito de cobrar dinheiro de uma vítima para concluir uma investigação sobre o roubo de máquinas agrícolas. Ele ainda chegou a receber R$ 8 mil da vítima. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a operação foi feita pela corregedoria-geral e chamada de Caro Infirma.

De acordo com a SSP, após a recuperação de máquinas agrícolas roubadas em Nova Olinda, o policial teria exigido dinheiro, em nome da equipe policial, para concluir as investigações. Ele foi preso por corrupção passiva.

Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão de aparelhos celulares do policial e de outros quatro membros da equipe. O nome do policial não foi divulgado para não atrapalhar as investigações e para preservar a integridade do agente dentro da cadeia, segundo a SSP.

O homem foi levado para a Casa de Prisão Provisória de Gurupi.

G1 Tocantins.

Homem que matou companheira na frente do filho da vítima é condenado a 14 anos

Ele foi considerado culpado pelo assassinato da companheira, em 2015, na Capital. A vítima foi esfaqueada na frente do filho de três anos de idade.

Cleone da Silva Souza foi condenado a 14 anos e três meses de prisão em sessão do Tribunal do Júri na terça-feira, 10, em Palmas. Ele foi considerado culpado pelo assassinato da companheira, em 2015, na Capital. A vítima foi esfaqueada na frente do filho de três anos de idade.

Após uma discussão com Ana Lúcia Feitosa da Silva, Cleone a matou utilizando uma faca. De acordo com o Ministério Público Estadual, o acusado já colecionava uma série de processos relacionados à Lei Maria da Penha.

Na sessão do Tribunal do Júri, o promotor de Justiça André Henrique Oliveira Leite demonstrou a crueldade e a frieza do réu, pois cometeu o crime na frente do filho da vítima. Pelos fatos apresentados na denúncia criminal, os jurados consideraram Cleone culpado, sendo condenado, nos termos da pronúncia, pelo crime de homicídio qualificado, cometido mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Ele cumprirá a pena em regime inicialmente fechado.

T1noticia

Ladrão invade casa de aposentado, rouba dinheiro e espanca vítima de 79 anos

Crime ocorreu em Silvanópolis, na região central do estado. Vítima foi encontrada com vários ferimentos e socorrida por vizinhos.

Suspeito de estupro é preso após tentar matar pai de vítima com facão

Conforme a polícia, estupro aconteceu em 2014. Desde então, pais de criança estavam sendo ameaçados; tentativa de homicídio aconteceu no último mês de julho.

Um homem foi preso em Araguaína, norte do Tocantins, suspeito de estuprar uma menina de nove anos e tentar matar os pais dela com um facão. O estupro teria acontecido em 2014 e a tentativa de assassinato no último mês de julho, segundo a Polícia Civil. O suspeito foi detido na casa dele, na manhã desta quinta-feira (10).

O homem tem 36 anos, estaria ameaçando o casal desde que foi denunciado pelo estupro. Ainda de acordo com a polícia, no início de julho o suspeito seguiu os pais da criança e bloqueou a passagem deles no setor Ana Maria.

Uma câmera de segurança mostra o momento em que um carro bloqueia a passagem do casal e um homem desce do veículo. Depois, o agressor dá golpes de facão no pai da criança. A vítima foi socorrida pelo Samu e sobreviveu ao crime.

O suspeito foi preso em cumprimento a um mandado de prisão e levado para a Casa de Prisão Provisória de Araguaína. Ele foi indiciado por tentativa de homicídio qualificado.

G1/TO

 

Neymar retorna ao Barça em estádio onde já foi vítima de racismo

Brasileiro volta de suspensão em partida contra o Espanyol, neste sábado (29).

Após três jogos de suspensão pelo Campeonato Espanhol, Neymar finalmente retorna ao Barcelona neste sábado (29), contra o Espanyol. E se a punição que agora acaba foi motivada pelo descontrole emocional do jogador, na partida contra o Málaga, agora o atacante será posto novamente a prova. Afinal, nas três vezes em que jogou no estádio Cornellá, local da partida de logo mais, o brasileiro foi vítima de atos racistas por parte da torcida adversária. 

Em 2014, na primeira visita, uma casca de banana chegou a ser jogada em campo. Nas outras duas ocasiões, Neymar teve de ouvir imitações de macaco vindas das arquibancadas.

O técnico Luis Enrique garante, no entanto, que seu camisa 11 está com o emocional em dia, inclusive para aguentar as faltas e as eventuais provocações dos jogadores do Espanyol.

“Neymar é um especialista em aguentar este tipo de situação. Se há um jogador que recebe tantas faltas, e de grande potencial, esse é o Neymar. Ele foi poucas vezes expulso em sua carreira e controla bem as emoções”, pondera o treinador.

Noticias ao Minuto

Avião agrícola cai às margens da BR-080, em Barro Alto, GO

Piloto sobreviveu e é socorrido de helicóptero, diz Corpo de Bombeiros.
Segundo corporação, aeronave bateu em linha de transmissão elétrica.

Um avião agrícola caiu nesta terça-feira (7) após bater em uma linha de transmissão de energia elétrica, em Barro Alto, na região central de Goiás. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o piloto da aeronave ficou ferido, foi socorrido de helicóptero e é atendido no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

De acordo com a cabo Jordana Melo, da assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros, o piloto pode ter sofrido traumas na cabeça e no tórax.

“Há a possibilidade de ter sofrido um traumatismo crânico-encefálico, mas ele está consciente. Ele não verbaliza mas foi transferido com consciência para Goiânia. A vítima ainda não foi identificada”.

O acidente aconteceu na manhã desta terça-feira dentro de um canavial, às margens da BR-080, na zona rural da cidade. Ele foi socorrido em um helicóptero do Corpo de Bombeiros e deu entrada no Hugo por volta das 12h desta terça-feira (7).

Segundo a corporação, quatro equipes, divididas em três ambulâncias e um helicóptero, participaram do  resgate ao piloto.

A assessoria de imprensa da Força Aérea Brasileira (FAB) informou  que uma equipe do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes (SERIPA VI) está a caminho do local do acidente.

Piloto foi socorrido de helicóptero e é levado para Goiânia, Goiás (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Piloto foi socorrido de helicóptero e é levado para Goiânia, Goiás (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Avião agrícola caiu em canavial, na zona rural de Barro Alto, em Goiás (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Piloto foi socorrido de helicóptero, na zona rural de Barro Alto (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Fonte:G1

Jovem é morta após ser baleada em tentativa de roubo de caminhonete

Dupla fez emboscada com galhos na pista, obrigando condutor a parar.
Adolescente prima da vítima se feriu; suspeitos foram presos em Luziânia, GO

Uma jovem de 23 anos morreu após ser baleada durante uma tentativa de roubo a caminhonete em que ela estava, em Luziânia, no Entorno do DF. Segundo a Polícia Civil, Yasmin Luciene foi atingida depois que dois homens criaram uma emboscada para parar o veículo, colocando galhos de árvore na pista. Uma prima da vítima, de 15 anos, ficou ferida. Os suspeitos foram presos. 

De acordo com o delegado Marcus Brener, as duas estavam acompanhadas do marido de Yasmin e de um amigo quando voltavam no Lago Corumbá IV, no sábado (5), depois de passar o dia em um barco no local. Ao verem o obstáculo na pista, o esposo da jovem desceu para retirá-lo.

“Nesse momento, os autores saíram de um matagal com armas na mão. O outro rapaz, que estava de carona e era o dono da caminhonete, se apavorou , pulou para o banco do motorista e acelerou, deixando o outro homem para trás. Os suspeitos se assustaram e acabaram atirando, acertando a jovem na cabeça”, disse o delegado .

Ela foi levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Já a adolescente teve o rosto atingido com estilhaços do vidro que a bala acertou. Segundo a polícia, ela não corre risco de morte.

Brener explicou que o marido de Yasmin foi agredido pela dupla, que fugiu em seguida. Logo depois, ele seguiu à pé até o lago, onde pediu ajuda e pegou uma carona até o hospital.

Horas após o crime, a dupla foi detida no Setor Fumal, também em Luziânia. O responsável pelo caso disse que, em depoimento informal, eles confessaram o assassinato e disseram que queriam roubar a caminhonete.

Eles devem ser indiciados por latrocínio – que é o roubo seguido de morte. Se condenados, podem pegar até 30 anos de prisão.

Jovem Yasmin Luciene é morta após ser baleada em tocaia para tentar roubar caminhonete em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Yasmin foi atingida em caminhonete quando voltava de lago em Luziânia(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Fonte:G1/Go

Loja de Móveis terá de indenizar cliente que sofreu queimaduras ao cair após escorregar em produtos de limpeza

A empresa Maxims Indústria e Comércio de Móveis Ltda terá de pagar R$ 28,9 mil de indenização por danos morais a Tânia Mara Arruda Borges. Ela estava no interior da loja quando escorregou e caiu em uma poça de produtos de limpeza, o que lhe causou queimaduras de segundo grau.

A decisão é da juíza Luciana de Araújo Campum Ribeiro (foto à esquerda), do 3ª Juizado Especial Cível de Anápolis, que teve sentença mantida por unanimidade pela 1ª Turma Julgadora Cível da 3ª Região dos Juizados Especiais Cíveis, instalada na comarca.

Segundo consta dos autos, o acidente ocorreu na loja de móveis em 20 de agosto de 2013. A mulher estava no local para fazer orçamento de uma cozinha, quando escorregou em uma poça de produtos para limpeza.

Em sua defesa, a vítima alega que em nenhum momento recebeu socorro por parte dos funcionários da empresa e que somente foi socorrida pelo seu irmão, que a encaminhou a um hospital especializado em queimaduras, em que foi submetida a tratamento de urgência.

Já a Maxims alega que prestou toda assistência à cliente, pois acionou de imediato o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Em primeira instância, a empresa foi condenada a pagar indenização por danos morais.

Inconformada, a Maxims interpôs apelação alegando que prestou todo socorro necessário e, por isso, não merecia ser condenada. Entretanto, a relatora do processo em segunda instância, juíza Edna Maria Ramos da Hora salientou que a indenização por dano moral deve ser fixada de molde a compensar o ofendido, no sentido de inibir novas condutas idênticas por parte do ofensor. Por isso, segundo disse, a decisão da magistrada em primeira instância não merece ser reformada. Processo n°5531704.51.2014.8.09.0007(Centro de Comunicação Social do TJGO)