Carlesse reafirma cumprimento de decisão judicial e lamenta ação de Vicentinho que prejudica Estado e Municípios

O governador interino Mauro Carlesse reafirmou na tarde desta quinta-feira, 14, que tem cumprido a decisão judicial que proíbe o Governo do Estado de realizar pagamentos de convênios, inclusive de emendas parlamentares.

O Governador lamentou que o candidato Vicentinho Alves (PR) prossiga realizando denúncias apenas para tumultuar o processo eleitoral, por já saber da derrota que acontecerá no próximo dia 24. 

“Desde que a Justiça fez a proibição nós estamos cumprindo. Só fico triste é que por causa de uma eleição a população fica prejudicada. São muitos municípios que estão sem receber recursos. Mas a decisão da Justiça estamos cumprindo”, disse o Governador. 

Carlesse também lamentou que seu adversário esteja pensando somente em seu projeto de poder e não se preocupa com as dificuldades que a população tem passado, em virtude da ação na Justiça visando paralisar o Governo. “O povo sabe que toda eleição eles fazem a mesma coisa. É o denuncismo, o desespero com medo de perder a eleição e de ficar de fora do poder. O problema que é o povo fica prejudicado”, declarou. 

Carlesse também se solidarizou com os tocantinenses que aguardavam o repasse de recursos do Governo para a temporada de praias. Carlesse informou que devido a proibição pela Justiça, pedida por Vicentinho, não é possível o Governo fazer esse investimento, o que irá impactar diretamente na economia dos municípios e na geração de empregos e renda nas cidades do interior do Estado. 

“É uma pena que a eleição possa atrapalhar a vida dessas pessoas. Porque é a eleição que está fora de época e não a temporada de praia. São muitos os municípios que precisam do apoio do Governo para fazer os investimentos que vão aquecer a economia e gerar emprego e renda para os tocantinenses. Infelizmente, a politicagem está impedindo que isso aconteça”, finalizou.

Coligação Governo de Atitude

Justiça Eleitoral proíbe veiculação de propaganda de Vicentinho: “injúria e armação de publicidade”

A Justiça Eleitoral proibiu nesta sexta-feira, 8, a veiculação de inserção da coligação do candidato Vicentinho Alves por conter “injúria e armação de publicidade” contra o governador interino e candidato ao Governo do Estado, Mauro Carlesse.

Em caso de descumprimento da decisão, a coligação de Vicentinho terá que pagar multa de R$ 10 mil por inserção. O vídeo contém publicação da Folha de São Paulo, e se utiliza de adjetivos pejorativos e informações inverídicas, distorcendo acontecimentos e situações.

Na decisão, o juiz eleitoral Antiógenes Ferreira de Souza entendeu que, em nome da liberdade de expressão, qualquer candidato está sujeito a críticas durante o período eleitoral, desde que não ofenda a honra dos concorrentes. “É preciso contrabalancear o direito individual da pessoa em preservar sua honra e imagem, de modo que a liberdade de expressão não possa descambar para ataques pessoais inconsequentes, tampouco em permissão da utilização de meios e expressões que isoladamente configurem propaganda negativa, inspiradora de quebra da igualdade entre os concorrentes no pleito eleitoral”, fundamentou o magistrado.

Ainda de acordo com a decisão, ao invés de apresentar propostas, Vicentinho usou o tempo integral da inserção para impor uma propaganda negativa, sem qualquer menção às propostas ou plano de governo vinculados ao próprio candidato ao qual o tempo estava destinado. “Diante do exposto, concedo a tutela de urgência para fins de ordenar a imediata suspensão da propaganda eleitoral em epígrafe, na forma como apresentada nestes autos”, decidiu.

Decisao CONCEDEU LIMINAR (2)

Asccom Mauro Carlesse

Campanha de Carlesse ganha mais força e recebe adesão de nove prefeitos que apoiaram Kátia e Vicentinho

O governador interino e candidato ao Governo do Estado no segundo turno das eleições complementares, Mauro Carlesse, recebeu na manhã desta terça-feira, 5, o apoio de mais nove prefeitos.

Pertencentes a várias siglas, eles apoiaram, no primeiro turno, os candidatos Vicentinho Alves e Kátia Abreu. Junto com os gestores municipais vieram também vice-prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e lideranças políticas.

Declararam apoio à coligação de Carlesse, os gestores: Luciano Pereira (PSD), de Goianorte; Padre Florisvane (PSD), de Divinópolis; Suelen Lustosa, conhecida como Sussu, (PSD) de Lizarda; Valdemir Barros (PSDB), de Pium; Wesley Camilo (PSDB), de Centenário; Itamar Barrachini (SD), de Santa Maria; Doutor Natan (PP), de Tupirama; Isabela Simas (MDB), de Araguacema; e Olímpio Arraes (PSD), de São Valério da Natividade, Onassys Moreira de Jaú e Fabio Vaz de Palmeirópolis..

Carlesse ouviu de cada um deles o motivo pelo qual resolveram apoiá-lo neste segundo turno. A principal razão apontada é a certeza de que, neste momento, Carlesse é o único que pode garantir estabilidade ao Estado.

Outro motivo seria a saída da senadora Kátia Abreu da disputa e a rejeição ao candidato Vicentinho. “Tomamos a decisão de apoiar o governador Carlesse porque entendemos que ele é o melhor para o Estado. Ele está há muito pouco tempo à frente do Governo e já resolveu muitos problemas, por isso agora estamos com o 31”, explicou Padre Florisvane, prefeito de Divinópolis.

Aliado de Vicentinho no primeiro turno, o prefeito de Pium, Valdemir Barros, defendeu Carlesse como melhor nome para o Governo. “Ele atende aos anseios de todos os tocantinenses. É um nome novo na política, com boas intenções e que já mostrou trabalho. Tenho certeza que ele sendo eleito no próximo dia 24, o Estado estará em boas mãos”, disse Barros. 

Para Mauro Carlesse, todos aqueles que defendem um Tocantins com estabilidade são bem-vindos à sua coligação Governo de Atitude. “Agora é uma nova eleição, entendemos e respeitamos o fato de que muitos companheiros gostariam de estar conosco no primeiro turno, mas não podiam por questões partidárias. Mas agora, nessa “nova eleição”, eles são todos bem-vindos porque, assim como nós, também defendem o melhor para o Tocantins, que é o equilíbrio das contas públicas e o investimento nos municípios, o que só se consegue com estabilidade”, declarou Carlesse.

Ascom Mauro Carlesse

Carlesse e Vicentinho: Conheça o perfil dos dois candidatos a governador no 2º turno

Eles vão disputar o Palácio Araguaia no dia 24 de junho. Quem for eleito vai ficar no comando do estado até o dia 31 de dezembro.

O governador interino Mauro Carlesse (PHS) e o senador Vicentinho Alves (PR) vão disputar no segundo turno o cargo de governador do Tocantins. Carlesse teve 30% dos votos válidos e Vicentinho 22% no primeiro turno da Eleição Suplementar. Agora os eleitores têm mais três semanas para decidir qual deles vai ficar no comando do Palácio Araguaia

G1 fez um resumo dos perfis dos dois candidatos. Tanto Carlesse quanto Vicentinho são agropecuaristas e começaram as carreiras políticas no interior do estado, mas há várias diferenças nas trajetórias deles. Confira:

Mauro Carlesse (PHS)

Carlesse nasceu em Terra Boa (PR) e no Tocantins atuou como empresário e agropecuarista. Ele iniciou na política ao se filiar no Partido Verde (PV) em 2011. Foi candidato a prefeito em Gurupi nas eleições de 2012. No ano seguinte, filiou-se ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e venceu as eleições de 2014 para deputado estadual.

Foi eleito em julho de 2016 e assumiu o cargo de presidente da Assembleia Legislativa para o biênio 2017/2019.

Em 2015, Carlesse se envolveu em uma polêmica ao ser preso no departamento de assessoria militar da Assembleia Legislativa, em Palmas. A prisão foi decretada por causa de um processo de execução de pagamento de pensão alimentícia contra o parlamentar, que corre na comarca de Barueri (SP). Na época, o advogado do parlamentar, Sandro Henrique Armando, disse que houve uma divergência nos valores defendidos pelas partes.

O deputado assumiu o governo do Tocantins após a cassação de Marcelo Miranda (MDB) e Cláudia Lelis (PV) e se candidatou para permanecer no cargo.

Vicentinho Alves (PR)

Vicentinho Alves tem 60 anos e é natural de Porto Nacional, na região central do Tocantins. Ele foi prefeito da cidade entre 1989 e 1992. Ficou alguns anos fora da política e voltou em 1999, quando se elegeu deputado estadual ficando no cargo até 2007.

Em 2008 foi eleito deputado federal e em 2011 ficou como suplente de senador. Alves assumiu a vaga que Marcelo Miranda não pode ocupar após ser barrado pela Lei da Ficha Limpa. Hoje é primeiro-secretário da mesa diretora do Senado.

Além da carreira política, Alves é piloto comercial, agropecuarista e empresário.

G1 Tocantins

Carlesse e Vicentinho vão disputar o governo do Tocantins no segundo turno

A votação será no dia 24 de junho e o eleito fica no cargo até o fim do ano. Campanha deve ser retomada nesta segunda-feira (4).

O segundo turno da eleição suplementar para governador do Tocantins será entre Mauro Carlesse (PHS) e Vicentinho Alves (PR). Carlesse ficou em primeiro lugar com 30% dos votos válidos e Vicentinho teve 22%.

Discurso e ação faz campanha de Carlesse decolar e provoca baixa em grupos de Kátia e Vicentinho

O governador interino e candidato Mauro Carlesse (PHS) vem realizando uma intensa campanha pelos quatro cantos do Tocantins, com o apoio de lideranças regionais.

Neste final de semana, ele visitou vários municípios na região do Bico do Papagaio e ainda participou do Festejo do Divino Espírito Santo em Natividade. 

Há poucos dias da eleição suplementar, Carlesse vem ampliando a conquista de mais aliados. O crescimento da campanha do candidato governista pode estar ligado a dois fatores básicos: a estabilidade política e as próprias ações de governo que vêm sendo implantadas no pouco período de gestão de Carlesse à frente do Executivo Estadual.

O governador interino defende que tem levado para a máquina pública a mesma experiência que conseguiu impor na iniciativa privada e ao que tudo indica, os discursos e as ações do governo tem surtido efeito positivo em sua jornada rumo à sua permanência no Palácio Araguaia. 

Em menos de um mês à frente do governo, Carlesse já mostrou avanços, resolvendo problemas que se arrastavam há anos, como ações na área da saúde, pagamento de fornecedores e o pagamento da data-base dos servidores efetivos que agora passaram a receber também em dia seus vencimentos.

Uma das ações que mais chama atenção para a gestão de Carlesse é o programa “Opera Tocantins”, que tem como objetivo acabar com a fila de espera por cirurgias em hospitais públicos do Estado, onde quase 6 mil pacientes aguardam um procedimento. Ainda na área da Saúde, Carlesse também está quitando dívidas do Plansaúde acumuladas junto aos profissionais, hospitais e clínicas do setor.

Outras medidas do governo estão em andamento e abrangem áreas como segurança, com mais policiais nas ruas, estradas sendo recuperadas. O governador determinou que nenhuma obra fique parada.

A velocidade imprimida por Carlesse na gestão e execução das ações do governo estão restaurando a confiança da população na administração do Estado“, ressaltou o deputado estadual Rocha Miranda que em discurso no Bico do Papagaio revelou que já tinha desistido de subir em palanques para pedir apoio a políticos aliados: “Mas Carlesse surgiu como uma luz no fim do túneo. Deposito minha confiança nas mãos desse homem honesto e trabalhador. Chega de bandidagem, chega de quadrilha no poder, agora é a vez do povo!” 

Adesão de aliados de Adversários

Arapoema

A forma como Carlesse tem trabalhado também está chamando a atenção de integrantes da oposição e provocado a debandada em grupos políticos adversários.

Prova disso é o caso de Arapoema, onde o projeto pela eleição de Carlesse uniu situação e oposição. Carlão que disputou a prefeitura e perdeu o pleito para Professora Lú agora caminha ao lado da prefeita que neste fim de semana declarou apoio à Carlesse.

A prefeita era aliada e amiga pessoal da também candidata Kátia Abreu e sua decisão reflete um desgaste no grupo político da senadora que em tese contava com o apoio de Arapoema.

Natividade

A campanha do candidato Vicentinho Alves (PR) também sofreu um duro golpe neste domingo, 19, no sul do Estado, em Natividade, município administrado pela sua até então aliada, prefeita professora Martinha (PV).

Durante passagem do governador interino, a prefeita declarou apoio incondicional a Carlesse e justificou a escolha dizendo que, apesar do pouco tempo à frente do governo, Carlesse vem atendendo os municípios. “Desde que ele assumiu o governo, sempre nos atendeu, ajudando no desenvolvimento dos municípios. Natividade já perdeu muito por conta de interesses pessoais e políticos”, disse Martinha.

Ainda, durante a declaração de apoio a Carlesse, a professora Martinha foi enfática ao dizer que as constantes mudanças no comando do governo prejudicam o Estado e que por isso decidiu pela estabilidade. “Acho muito ruim essas trocas que vêm acontecendo; já que estamos com o Carlesse no governo, vamos deixar ele até o fim, pois isso garante estabilidade e segurança para o Estado”, finalizou.

Ascom Mauro Carlesse

Anunciada por Vicentinho, prefeita de Recursolândia declara apoio a Carlesse

O anúncio foi feito durante encontro entre os dois na Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins).

A prefeita de Recursolândia, Nadi Pinheiro (PV), anunciou nesta sexta-feira, 11, apoio à candidatura do governador interino e candidato ao Governo do Estado, Mauro Carlesse, da coligação Governo de Atitude

Na quarta-feira, 9, o candidato Vicentinho Alves (PR), da coligação a vez dos tocantinenses, garantiu que a prefeita estaria com ele na eleição suplementar de 3 de junho.

No entanto, a gestora de Recursolândia explicou que optou por Carlesse pelo compromisso do governador interino porque ele sempre teve como uma de suas principais bandeiras o municipalismo.

“Ele assumiu o Governo e tem mostrado que quer fazer a diferença no nosso Estado”, disse, destacando que os municípios tocantinenses precisam de parceria com o Governo estadual.

Ainda segundo a prefeita, está na hora do Tocantins ter um governador que de fato conheça o Estado, que não visite os municípios, sobretudo os mais distantes, apenas em época de eleição. “Acredito que ele vai olhar para todos nós, não só para as cidades grandes, mas as pequenas também. Os produtores precisam desse carinho e do apoio do governador”.

Coligação Governo de Atitude

Em Palmeirópolis Vicentinho é recebido com carreata e ganha apoio de ex-prefeitos

Vicentinho Alves anuncia adesão do senador Ataídes e de Cláudia Lelis à sua candidatura.

O candidato a governador pela coligação “A vez dos tocantinenses”, Vicentinho Alves (PR), esteve neste sábado (5), em Palmeirópolis e foi recebido com uma grande carreata que percorreu as principais ruas da cidade.

Ele anunciou que receberá na segunda-feira 7, a adesão do presidente do (PSDB) e do (PV) à sua candidatura. O anúncio foi em Palmeirópolis, onde começou o roteiro pelo Sul do estado.

A reunião com o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), presidido no estado pelo senador Ataídes de Oliveira, está marcada para 11 horas da manhã. E o encontro com o Partido Verde (PV), que tem Cláudia Lélis, como presidente regional, será às 14 horas, ambos em Palmas. Prefeitos das duas agremiações também empenharão apoio a Vicentinho.

Em Palmeirópolis foi acolhido pelos ex-prefeitos, Jonas Macedo, Enoque Sousa Alves, Ulisses Barros, Mercio Viana, vereadores e lideranças.

Também teve o apoio fiel da ex-vereadora Marcia Araújo na qual representa Vicentinho Alves e Vicentinho Junior no município a muito tempo.

 

Participaram do evento em Palmeirópolis a deputada federal Josi Nunes, pré-candidatos a deputado estadual Dr João, Major Edvards e Janadi Valcari, presidente regional do Partido da Mulher Brasileira (PMB).

O candidato teve o seu primeiro compromisso do dia em São Salvador do Tocantins onde foi recebido pelo prefeito André Borba, vereadores e lideranças políticas. Paranã foi a última cidade do sudeste do estado a ser visitada por Vicentinho Alves (PR) neste sábado, 5.

Em Paranã ele foi recepcionado pelo ex-prefeito Edson Lustosa, ex-prefeitos, vereadores e lideranças locais e regionais.

Fotos: Divulgação

 

Vicentinho Júnior entrega quatro caminhonetes para atender povos indígenas no TO

Os recursos são oriundos de emenda individual do parlamentar no valor total de R$ 425.558,00 que atenderão os povos indígenas de várias etnias do Tocantins.

O deputado federal Vicentinho Júnior (PR/TO) entregou na segunda, 16, quatro caminhonetes Triton 4×4 para a Coordenação Regional da Fundação Nacional do Índio (Funai) de Palmas, sob o comando do coordenador regional Eduardo Macedo.

Os recursos são oriundos de emenda individual do parlamentar no valor total de R$ 425.558,00 que atenderão os povos indígenas das etnias Carajá Xambioá da Coordenação Técnica Local (CTL) de Araguaína, etnia Apinajé da CTL de Tocantinópolis e as etnias Javaé, Carajás e Krahô-Kanela da CTL de Gurupi.

No total, o senador Vicentinho Alves e deputado federal Vicentinho Júnior já destinaram sete caminhões e doze caminhonetes para atender os indígenas. “Os veículos vão garantir o trabalho de assistência social, direitos sociais, monitoramento e fiscalização em terras indígenas, com o objetivo de coibir atividades ilícitas com o apoio de parceiros. Como o combate ao desmatamento e ao corte das florestas, repressão à caça e pesca ilegal e invasões”, disseram os parlamentares.

T1noticias

 

Deputado Federal Vicentinho Júnior participa da entrega de 94 tratores para 88 municípios do TO

O investimento demandou mais de R$ 15 milhões, recursos oriundos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio do programa Terra Forte. 

O Deputado Federal Vicentinho Júnior (PR/TO) participou nesta manhã, 16, da entrega de 94 tratores equipados com carreta para a produção do segmento da Agricultura Familiar em 88 municípios tocantinenses, no Palácio do Araguaia, em Palmas.

Vicentinho Júnior destacou que 20 municípios foram indicados por ele e pelo Senador Vicentinho Alves a serem contemplados com a aquisição dos tratores com recursos de emenda de bancada, aprovados na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2016 e empenhados em dezembro do mesmo ano, são eles:

Aliança do Tocantins, Bom Jesus do Tocantins, Goiatins, Itaguatins, Monte do Carmo, Ponte Alta do Tocantins, Riachinho, Sampaio, Sandolândia, São Miguel do Tocantins, Itapiratins, Dianópolis, Lagoa da Confusão, Luzinópolis, Mateiros, Palmeirópolis, Pedro Afonso, Presidente Kennedy, São Bento e Tupiratins.

“Este é o nosso objetivo, permitir que os agricultores aumentem sua renda e tenham melhores condições de vida. O principal investimento do Tocantins é naquele que faz o Estado crescer, o produtor rural”, disse Vicentinho Júnior.

Fonte: Ascomdeputadovicentinhojunior