Adolescentes são suspeitos de invadir casa de vereador e fazer família refém

Quatro pessoas invadiram a casa e amarraram o vereador e a família em Riachinho, no norte do Tocantins. Dois suspeitos foram encontrados em um matagal, os outros dois conseguiram fugir.

Dois adolescentes, de 14 e 15 anos, foram detidos pela Polícia Civil como suspeitos de fazer parte de um grupo que invadiu a casa de um vereador em Riachinho, no norte do Tocantins, e fez ele e a família de refém. O caso foi na madrugada desta segunda-feira (14), quando um grupo de quatro pessoas invadiu o imóvel e amarrou os moradores para assaltar.

Corpo de vereador presidente da Câmara que morreu em acidente é velado em Peixe Tocantins

Sandro Cássio Cordeiro era presidente da Câmara de Vereadores da cidade. Ele morreu após acidente na BR-242, entre Peixe e o povoado Vila Quixaba.

O corpo do presidente da Câmara de vereadores de Peixe, Sandro Cássio Cordeiro de Souza (PMN), está sendo velado na casa dos pais, que fica no setor Aeroporto.

O vereador morreu em um acidente neste sábado (31). Segundo o prefeito da cidade, José Augusto, o velório vai ser realizado na Câmara Municipal, a partir do meio-dia.

O acidente aconteceu na BR-242, entre a cidade de Peixe e o povoado Vila Quixaba, após a caminhonete em que ele estava capotar.

A previsão é que às 16h, parentes e amigos celebrem uma missa na Câmara. O corpo será enterrado logo em seguida no cemitério público municipal.

Souza estava no primeiro mandato e era presidente da Câmara desde o ano passado.

O governador interino Mauro Carlesse lamentou a morte do vereador. “Jovem engenheiro, filho da cidade de Peixe, um homem de bem, promissor na política e referência em seu município. Peço a Deus que conforte os corações de todos que conviveram proximamente a ele e que tiveram o privilégio de ser seu amigo”.

G1 Tocantins

Vereador que presidia a Câmara de Peixe Tocantins, morre em acidente na BR-242

O corpo do vereador foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Gurupi e será velado na Câmara Municipal de Peixe.

Faleceu na tarde deste sábado 31, na BR-242, vítima de um acidente de trânsito, o vereador e presidente da Câmara Municipal de Peixe, Sandro Cássio Cordeiro de Souza (PMN), de 37 anos.

O parlamentar exercia seu primeiro mandato e sua morte está sendo lamentada por várias lideranças políticas da região Sul e do Estado.

Conforme apurado a caminhonete em que o vereador estava capotou na rodovia, entre a cidade de Peixe e o povoado de Vila Quixaba. O passageiro do veículo foi socorrido e encaminhado ao Hospital Regional de Gurupi e não corre risco de morte.

A Polícia Rodoviária Federal esteve no local e as causas do acidente serão investigadas. O corpo do vereador foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Gurupi e será velado na Câmara Municipal de Peixe.

O prefeito de Peixe José Augusto, lamentou profundamente a morte do parlamentar e decretou luto oficial de três dias.

O deputado estadual Wanderlei Barbosa também lamentou o ocorrido por meio de nota de pesar.

“Lamentamos, profundamente, eu e minha família, esta perda tão precoce de Cássio. Cidadão de bem, compromissado com o município de Peixe, deixa um legado de companheirismo, altruísmo e respeito ao próximo. Nesse momento de tristeza, nos solidarizamos com a sua família e amigos. Tenho a certeza de que Sandro Cássio deixa uma lacuna no coração e na memória de todos os que tiveram a oportunidade de desfrutar de sua amizade. Que Deus conforte sua família neste momento de dor”.

T1noticias

Vereador de Palmeirópolis Fábio Gonçalves, otimista acredita no projeto de Carlesse para o Tocantins

Carlesse assumiu interinamente o Governo nesta terça após o governador Marcelo Miranda e sua vice, Claudia Lelis, serem afastados dos cargos nesta última quinta-feira, 22.

Vereador pelo segundo mandato em Palmeirópolis Fábio Gonçalves esteve participando nesta terça-feira (27), da solenidade de posse do Governador Interino do Tocantins, e presidente da Assembléia Legislativa, Mauro Carlesse.

Fábio Gonçalves chegou em Palmas na segunda-feira e ficou acompanhando junto com a equipe de governo até o momento da posse.

O vereador, que é uma das principais lideranças em Palmeirópolis, vê com otimismo esse período provisório que Carlesse vai estar à frente do Estado até que aconteça as eleições suplementares.

De acordo com Fábio Gonçalves renasce a esperança de ver a serra “cortada” e o problema do apertado da hora resolvido.

“Nunca imaginei que ia acontecer esta cassação! Mas confesso que fiquei animado, renasceu a esperança que já havia morrido dentro de mim e de muitos da sociedade de Palmeirópolis. Sei que os moradores da minha região, ainda esperam uma pessoa que olhe para aquele trecho com seriedade e compromisso e resolva. Eu acredito e estou confiante que agora, o Carlesse vai levar adiante este projeto da curva da morte”, explicou Fábio Gonçalves.

No início deste ano, foi aprovado na Assembléia Legislativa (um milhão e duzentos mil) projeto do Carlesse, com a finalidade de ser invertido no trecho da “curva da morte”, até agora nada tinha feito. Como governador fica mais  fácil dar andamento à ordem de serviço.

O vereador ainda acrescentou que vai tentar trazer o governador em Palmeirópolis mês que vem. 

Da redação

Vereador ferido em acidente segue internado; pai e tio morreram após carro bater em kombi

Colisão foi registrada na TO-050 perto de Conceição do Tocantins. Motorista de kombi escolar também morreu e três alunos ficaram feridos.

O vereador Ricardo Brito (PV) do município de Combinado, ferido durante um acidente na manhã deste sábado (24) na TO-050, segue internado no Hospital Regional de Gurupi.

A informação é do amigo, o vereador Eli Pereira, que o acompanha na unidade. O carro em que ele e mais quatro pessoas estavam bateu numa kombi escolar, próximo a Conceição do Tocantins.

Ricardo passou por uma drenagem no tórax nesta tarde e deve fazer cirurgia neste domingo. O amigo disse que ele está consciente.

O pai do vereador, José de Brito Filho, chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital de Arraias. O motorista Juarez Brito, tio do parlamentar, ficou preso às ferragens e também morreu no local.

A mulher de Juarez ficou ferida e está internada no Hospital Regional de Gurupi. Já a filha do casal, uma adolescente de 12 anos está no Hospital de Arraias. A unidade informou que ela está em observação.

O vereador Eli disse que chegou a conversar com Ricardo e que ele estava desorientado e perguntou pelo pai.

O acidente também provocou a morte do motorista da Kombi, Joaquim Ramalho dos Santos. Ele morreu a caminho do hospital de Arraias.

Três adolescentes que estavam no veículo foram socorridos por pessoas que passavam pelo local e levados para essa mesma unidade.

Momentos depois, um deles foi levado para Gurupi. Os outros foram encaminhados para o hospital de Campos Belos para fazer tomografia. 

Segundo informações da Polícia Civil, o carro de passeio bateu em um bezerro, fazendo o motorista perder o controle da direção e bater na kombi escolar que trafegava no sentido contrário.

G1 Tocantins

Caminhonete com prefeita e vereador capota na TO-080 durante chuva

Acidente aconteceu na TO-080, próximo de para Paraíso do Tocantins. Conforme os Bombeiros, o motorista contou que aquaplanou na pista.

Uma caminhonete capotou na manhã desta quarta-feira (21) na TO-080, próximo de Paraíso do Tocantins. No veículo estavam a prefeita de Araguacema, Isabela Alves Simas Pereira (MDB), o marido dela, Fábio Dias Pereira, e o vereador Mardônio Guedes Araújo.

Além do motorista Fabio Dias Pereira. Segundo o Corpo de Bombeiros, nenhum deles apresentava lesões aparentes.

O acidente aconteceu por volta de 11h, na saída para Monte Santo. Conforme os Bombeiros, chovia no momento do acidente e o motorista da caminhonete contou que aquaplanou na pista – quando o veículo perde aderência e desliza pela pista.

As vítimas contaram aos bombeiros que somente o motorista estaria sem o cinto de segurança. A avaliação feita pela equipe de resgate apontou que ele era o único apresentado sinais vitais alterados.

Além do motorista, a prefeita e o marido foram levados para o Hospital Regional de Paraíso. O vereador recusou atendimento.

G1 Tocantins

Vereador é preso suspeito de mandar matar radialista em Goiás

Questões políticas e ciúme motivaram crime, diz polícia; vereador José Eduardo Alves da Silva (PR) nega. Jornalista conduzia programa de rádio polêmico na cidade.

O vereador José Eduardo Alves da Silva (PR), de 39 anos, foi preso nesta sexta-feira (9) suspeito de mandar matar o radialista Jefferson Pureza Lopes, 39 anos, em Edealina, no sul de Goiás.

Segundo a Polícia Civil, ele planejou o crime por questões políticas e por a vítima ter se relacionado com a ex-mulher dele. O político nega, informou a corporação.

“O motivo foi um misto de questões políticas com passional. Ele vinha carregando a vontade de eliminar a vítima e o estopim foi quando descobriu que a ex-mulher tinha se relacionado com o radialista”, explicou o delegado responsável pelo caso, Quéops Barreto.

Outros dois homens e um adolescente também foram detidos suspeitos de envolvimento no crime. Nenhum dos presos foi apresentado à imprensa.

De acordo com a investigação, o caseiro Marcelo Rodrigues Santos, de 39 anos, era amigo do vereador e intermediou o contato entre os executores e o mandante. Ele foi preso na fazenda em que trabalha, em Edealina.

Já os supostos executores foram localizados em Aragoiânia, também na região sul do estado. Um deles é o dono de um lava a jato da cidade, Leandro Cintra da Silva, de 23 anos, e o outro é um adolescente de 17 anos.

Ao delegado, o vereador alegou que já havia planejado matar o radialista em duas ocasiões, sendo a primeira em janeiro de 2017, quando foi descoberto e desistiu de ordenar o crime.

A segunda vez que o político pensou em matá-lo foi em dezembro do ano passado, após descobrir que a mulher, de quem tinha se separado em novembro, havia se relacionado com o rival. Apesar das tentativas, ele negou ter concluído o plano.

Policiais civis prendem suspeito de matar radialista em Edealina, em Goiás, a mando de vereador (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Lopes foi encontrado morto em 17 de janeiro, na casa em que morava. Ele foi atingido por três tiros no rosto. Ele era conhecido por conduzir programa de rádio polêmico na cidade.

Após a morte do jornalista, a Polícia Civil montou uma força-tarefa para investigar o crime, o que resultou na Operação Nuntius, realizada nesta manhã. A ação contou com 20 servidores das delegacias de Edealina, Acreúna, Rio Verde e do setor de inteligência.

Ameaças

Um amigo dele, o agropecuarista Márcio Carlos de Souza, 36 anos, disse que ele era ameaçado de morte por ligações anônimas.

“Ele recebia ligações anônimas de pessoas dizendo que se ele gostasse da família e dos filhos para ele parar com denúncias, se não ele morreria. Falavam para não deixar o carro aberto, que iam colocar droga lá dentro para incriminar ele”, disse.

G1 Goiás

Eduardo Siqueira rebate Tiago Andrino após vereador sair em defesa de Amastha

Eduardo Siqueira afirma que “o vereador Tiago Andrino acusa adversários sem olhar o histórico de seus aliados e tenta mudar o foco do debate”.

Em nota enviada à imprensa nesta sexta-feira, 19, o deputado estadual Eduardo Siqueira Campos rebateu as declarações do vereador de Palmas, Tiago Andrino, que se manifestou nesta semana à respeito de críticas feitas ao prefeito Carlos Amastha, motivadas por suas declarações durante a posse da Federação Nacional dos Prefeitos (FNP) em que citou Palmas como o “Patinho Feio” que ele transformou em “Cisne”.

Eduardo Siqueira afirma que “o vereador Tiago Andrino acusa adversários sem olhar o histórico de seus aliados e tenta mudar o foco do debate. Não há qualquer distorção da fala do prefeito. Ele disse sim, com todas as letras, que antes dele Palmas era um ‘Patinho Feio’. Assim como em outra oportunidade, o prefeito Amastha afirmou que preferia administrar Barcelona (ESP) a Palmas”, disse o parlamentar. 

O deputado ressalta as belezas de Palmas e relembra que também já administrou a cidade. “Reitero, Palmas é linda pela gente que a habita, pelo seu projeto e pela sua execução. É linda pela infraestrutura nela implantada como o Lago, a Ponte, a Praça dos Girassóis, a Theotônio Segurado, o Parque Cesamar, o Aeroporto, obras estruturantes e definitivas que consolidaram Palmas como uma cidade moderna e de qualidade de vida. Quanto a mim, que ajudei a construir esta cidade e sempre, desde seu primeiro dia a defendo, não aceitarei, seja de quem for, ações ou palavras que venham a depreciar esse grande patrimônio dos tocantinenses”.

Finalizando, Eduardo Siqueira diz que não entrará em debates ou bate-bocas “para ‘fulanizar’ uma situação que em nada, absolutamente nada, contribui para o crescimento de Palmas e do Tocantins. Afinal, só é possível tratar alguém como culpado após julgamento em última instância, e não nos esqueçamos que determinadas outras ‘cicatrizes’ iniciadas em Santa Catarina, tiveram continuidade na Capital Tocantinense e seguem sendo investigadas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal”, pontua.

T1/Noticias

Corpo de vereador é encontrado com tiro na cabeça em Goiás

Wilson Portilho estava desaparecido desde segunda-feira (4).

O corpo do vereador licenciado e atual secretário de Desenvolvimento Econômico e Social de Goianésia, Wilson Portilho, 48 anos, foi encontrado com um tiro na cabeça nesta quarta-feira (6) no Distrito de Cirilândia, que pertence a Santa Isabel. 

Wilson estava desaparesido desde segunda-feira (4), quando teria passado pela prefeitura e saiu do local com um funcionário.

Segundo informações preliminares, Wilson teria deixado esse funcionário na casa dele e depois não foi mais visto. Ele estava usando um carro oficial da prefeitura.

As investigações sobre a morte do vereador estão a cargo do delegado regional Marco Antônio Maia, que não deu detalhes da investigação, mas ele já teria conversado com a esposa do vereador, que deixa, além da mulher, dois filhos. 

Eleito vereador em Goianésa nas eleições de 2016, Wilson Portilho é de família tradicional no município e já foi presidente do Sindicato Rural. 

Diário do Norte

Vereador é preso suspeito de usar produto vencido para fabricar queijo ralado

Polícia informou que produto era feito em casa sem nenhum padrão sanitário. Foram encontradas larvas e insetos junto com os alimentos.

O vereador de Caldazinha, Waldemar Marques Esteve (PDT), foi preso suspeito de usar queijos vencidos e embolorados na fabricação de queijo ralado para revender em supermercados, em Goiânia. O produto era feito em uma casa que, segundo a Polícia Civil, não tinha nenhum padrão sanitário. Foram encontradas larvas e insetos nos produtos.

A polícia prendeu o vereador em flagrante durante uma fiscalização de rotina. “Ele tem um laticínio que vende queijos para vários supermercados. Quando eles venciam, os donos encaminhavam de volta para o laticínio para serem descartados. Porém, o vereador salgava esses queijos, ralava, embalava e revendia novamente para esses estabelecimentos”, contou o delegado Frederico Maciel.

Ao ser preso, o vereador negou as acusações. Ele foi autuado por crimes contra as relações de consumo. O político foi levado para o presídio de Senador Canedo. A assessoria do Tribunal de Justiça informou que ele foi solto após pagar fiança. 

Queijo vencido era ralado e vendido novamente em supermercados, em Goiás (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Queijo vencido era ralado e vendido novamente em supermercados, em Goiás (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

O laticínio já foi autuado duas vezes pela presença de coliformes fecais nos equipamentos. As irregularidades foram corrigidas e o estabelecimento não foi fechado. Dessa vez, o local também continuará aberto.

“O laticínio está em boas condições sanitárias e o queijo produzido por ele é de qualidade. Porém, o queijo ralado que era produzido usando clandestinamente o produto já estragado, era feito nos fundos de uma casa que fica fora do laticínio”, completou o delegado.

O site entrou em contato por email com a Câmara de Vereadores de Caldazinha, mas ainda não obteve resposta. A reportagem tentou contato por telefone com o diretório estadual do PDT, mas as ligações não foram atendidas.

A reportagem não conseguiu contato com o Laticínio Lívia, responsável pela venda do queijo ralado K Jóia, para comentar a prisão do dono.

Polícia encontrou larvas em queijos que seriam ralados e vendidos (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Polícia encontrou larvas em queijos que seriam ralados e vendidos (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

G1 Goiás