Empresário do TO morre e sobrinho fica ferido após carro capotar em rodovia de Goiás

João Batista Morais, de 60 anos, chegou a ser levado para o hospital, mas morreu momentos depois. Acidente aconteceu na GO-164, perto de São Miguel do Araguaia.

Um acidente na GO-164, perto de São Miguel do Araguaia (GO) provocou a morte do empresário João Batista Morais, de 60 anos.

Ele era dono de uma loja de pneus em Araguaçu, região sul do Tocantins. O sobrinho dele, Breno Ricardo Lacerda ficou ferido e foi levado para o hospital municipal de São Miguel.

O acidente aconteceu na manhã deste sábado (24) perto do povoado de Tataíra. Os dois tinham saído de São Miguel e viajavam com destino a Araguaçu. As causas do acidente não foram informadas.

Parentes disseram que Breno era quem dirigia, mas falou para o tio que não poderia mais conduzir o veículo porque estava com sono. Então, Morais assumiu a direção.

Momentos depois aconteceu o capotamento. Os dois foram arremessados para fora do carro.

A Polícia Militar de Goiás informou que foi chamada, mas que quando chegou ao local, os dois tinham sido socorridos por uma ambulância. Morais morreu momentos depois, no hospital. Breno segue internado.

G1 Tocantins

Com alagamentos na capital e no interior, chuvas devem continuar no Tocantins

No sudoeste, lavouras estão submersas após o rio Urubu transbordar e atingir a zona rural de seis cidades. Garimpeiro se afogou em mina de Paraíso do Tocantins nesta quinta.

Tocantins tem previsão de chuvas fortes para os próximos dias. Todas as áreas do estado estão em alerta amarelo, que significa perigo potencial, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Em algumas cidades já choveu o dobro do esperado para o mês e houve registro de alagamentos na capital e no interior. Nesta quinta-feira (22) o garimpeiro José Agnaldo de Oliveira se afogou em uma mina.

O Inmet alerta que há risco de quedas de árvores e falta de energia em função das chuvas. O avisto também vale para os estados do Centro-Oeste e para parte da Bahia.

Chuva também alagou avenidas em Palmas (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Em Palmas, houve alagamentos em ruas e moradores ficaram ilhados em estações de ônibus durante a manhã.

No Jardim Taquari motociclistas tiveram dificuldades para transitar por causa da água acumulada na avenida principal.

No sudoeste do estado, lavouras de arroz e soja seguem inundadas. O rio Urubu transbordou e atingiu a zona rural de seis cidades, a Defesa Civil está sobrevoando a região para avaliar os danos e decidir se é necessário decretar emergência.

A primeira morte relacionada às chuvas pode ter sido registrada nesta quinta-feira (22). O garimpeiro José Agnaldo de Oliveira, de 38 anos, se afogou em uma mina. 

A suspeita do Corpo de Bombeiros é que ele tenha ficado preso no túnel quando a tempestade começou e não conseguiu deixar o local a tempo. Ele foi resgatado após quase sete horas de buscas.

G1 Tocantins

Senador Vicentinho Alves solicita ao Ministro das Cidades a construção de casas nas aldeias indígenas do Tocantins

Essa triste realidade atinge, sobretudo, os indígenas idosos e crianças, que não tem como se abrigar com segurança. 
O Senador Vicentinho Alves (PR/TO) solicitou em audiência nesta quarta, 21, com o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, a destinação de recursos para a construção de casas nas aldeias indígenas, localizadas nos municípios do Tocantins.  
A reunião contou com a presença do prefeito em exercício de Tocantínia, Nilo Cavalcante, da prefeita de Sandolândia, Silvinha e do secretário – executivo da Associação Tocantinense de Municípios  (ATM), Jailton Bezerra. 
As características da vegetação predominante no Estado do Tocantins, que é o cerrado, favorecem a propagação de incêndios na época da seca, que se espalham com grande facilidade uma vez q as coberturas de palha das residências indígenas são de fácil combustão. 
Essa triste realidade atinge, sobretudo, os indígenas idosos e crianças, que não tem como se abrigar com segurança. 
“A construção de habitações com cobertura de telha, mas que preservem a tradição e a cultura indígenas, reduzirá significativamente essas ocorrências, garantindo maior conforto e segurança para essas comunidades”, afirmou o Senador Vicentinho Alves.
Ascom Senador Vicentinho Alves

Corpo de garimpeiro é encontrado dentro de túnel em mina de esmeraldas no TO

O resgate do corpo de José Agnaldo de Oliveira, de 38 anos, durou mais de sete horas, em um garimpo a 14 km de Paraíso do Tocantins.

O garimpeiro José Agnaldo de Oliveira, de 38 anos, morreu enquanto trabalhava em um garimpo a 14 km de Paraíso do Tocantins, região central do estado.

O resgate do corpo foi realizado nesta quarta-feira (21) no local onde funciona uma mina de esmeraldas.

A operação dos bombeiros iniciou às 17h50 e só terminou depois da meia-noite.

Para fazer o resgate os militares precisaram descer um poço de 14 metros de profundidade, com cerca de quatro metros de água.

Segundo os bombeiros, havia um túnel de cerca de 8 metros de extensão, foi preciso drenar a água com uma bomba para que a equipe de resgate mergulhasse e encontrasse a vítima.

A perícia vai investigar as causas do acidente e da morte.

G1 Tocantins.

Fazendeiro suspeito de matar cavalos é preso com armas no Tocantins

Segundo a Polícia Civil, o homem também é suspeito de ameaçar vizinhos. Na fazenda em Couto Magalhães, os policiais encontraram armas e munições.

O fazendeiro Mateus Felipe Buss, de 29 anos, foi preso durante uma operação da Polícia Civil em Couto Magalhães, nesta quarta-feira (21).

Na casa dele foram encontradas armas e munições. Ele é suspeito de matar cavalos de outras propriedades e de ameaçar vizinhos.

As armas foram encontradas depois que os policiais civis deram cumprimento a um mandado de busca e apreensão na fazenda Paraná.

Foram apreendidos um fuzil, um rifle calibre 22, duas espingardas, frascos de pólvora, munições e roupas camufladas. O fazendeiro não tem autorização para possuir o material.

Ele foi levado para a Cadeia Pública de Colméia.

G1 Tocantins

Duas agências dos Correios são arrombadas no sul do Tocantins

Casos aconteceram em Sucupira e Figueirópolis. Em uma das agências, criminosos abriram um buraco na parede para ter acesso ao local.

Criminosos arrombaram a agência dos Correios em Sucupira e Figueirópolis, na região sul do Tocantins.

Os casos aconteceram na madrugada desta quinta-feira (22). Na agência de Sucupira, os homens fizeram um buraco na parede para ter acesso ao interior do prédio.

O site busca mais detalhes sobre o caso para saber se os ladrões conseguiram levar algum dinheiro.

Em Figueirópolis, os funcionários chegaram e se depararam com a agência arrombada. Neste caso, os criminosos levaram todo o dinheiro do caixa, segundo o sindicato da categoria.

A Polícia Federal está no local para investigar o crime.

G1 Tocantins

Mais de R$ 8 milhões de FGTS não repassados ao trabalhador são recuperados no TO

Fiscalização foi feita pelo Ministério do Trabalho e resgatou R$ 4,2 bilhões em todo o país. Dinheiro deixou de ser depositado por empresas na conta do trabalhador.

Mais de R$ 8,5 milhões relativos ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) que deixaram de ser depositados nas contas dos trabalhadores foram resgatados pelo Ministério do Trabalho no Tocantins.

Esse número refere-se ao exercídio de 2017. O dinheiro foi recuperado após uma fiscalização feita pela Auditoria Fiscal do Trabalho em empresas que deixaram de fazer o depósito.

Em todo o país, o Ministério do Trabalho recuperou R$ 4,2 bilhões. O valor é 35,4% maior do que em 2016, quando foram arrecadados R$ 3,1 bilhões pela Inspeção do Trabalho.

Ao todo, 50.596 estabelecimentos foram fiscalizados. Deste total, 19.497 foram autuados por causa da irregularidade.

O maior número de autuações foi no setor do comércio, que teve 5.348 notificações em 16.948 estabelecimentos fiscalizados.

O diretor de Fiscalização do Ministério do Trabalho explica que os procedimentos eletrônicos detectam que o FGTS não foi repassado.

Depois, a empresa recebe um comunicado e tem um prazo para se regularizar. Se não for feito o depósito, é lavrada a notificação.

G1 Tocantins

Corpo encontrado queimado em matagal é identificado em Paraíso do Tocantins

A vítima é Lucas Costa Pereira, de 18 anos. Ele foi identificado após exames, mas enterrado como indigente porque o IML de Paraíso não tem câmara fria.

O corpo do homem encontrado queimado dentro de um matagal em Paraíso do Tocantins foi identificado. Segundo a Polícia Civil, trata-se de Lucas Costa Pereira, de 18 anos.

Ele foi achado no último sábado (17) e enterrado como indigente no dia seguinte, já que o IML da cidade não tem câmara fria.

Horas depois do enterro, uma mulher apareceu no instituto e se apresentou como a mãe do rapaz. Ela entregou um documento de identidade.

Foram realizados exames que constataram ser Lucas. Antes do sepultamento, o IML colhe materiais para DNA e impressões digitais.

Segundo informações do IML, o enterro aconteceu porque o instituto não poderia acomodar o corpo que já se encontrava em estado de decomposição.

Em muitos casos, os cadáveres são encaminhados para Palmas, mas funcionários disseram que a câmara fria do IML da capital está sem funcionar há meses.

Entenda

O corpo de Lucas foi encontrado na tarde de sábado. Segundo a Polícia Civil, ele teria sido assassinado na madrugada em uma chácara no setor Vila Regina, e tinha marcas de perfuração pelo corpo.

O rosto dele estava deformado. Ele pode ter sido agredido a pedradas.

Uma pedra foi encontrada no local manchada de sangue. A suspeita é que a vítima tenha tido o corpo queimado depois de morrer. Ninguém foi preso pela participação nesse crime.

G1 Tocantins

Fazendas alagam no Tocantins e produtores temem perder lavouras de arroz

Estimativa é que até 80% das plantações estejam comprometidas em Lagoa da Confusão. Agricultores também não sabem como vão escoar o que puder ser colhido.

Fazendas estão alagadas na região de Lagoa da Confusão, após uma semana consecutiva de chuvas. Os canais que irrigam os campos de arroz transbordaram e deixaram grande parte das plantações debaixo d’água.

Os produtores temem que até 80% da safra esteja comprometida com os alagamentos.

“A gente está muito preocupado com isso” diz o fazendeiro Cléver Teixeira de Andrade, “Tem uma parte que já está virando cacho e a outra parte já está com a maioria dos cachos para fora, então isso é muito preocupante com este tanto de água. Uma grande parte está tampando os cachos”, diz ele.

Outro desafio é saber como escoar as sacas que puderem ser colhidas, já que a maioria das estradas também tem pontos de alagamentos. Em uma delas o rio Urubu ultrapassou a altura da ponte e já está praticamente cobrindo a estrutura. Sedes de fazendas também estão isoladas e com as máquinas paradas.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) já previa uma queda de 1,4% na safra em relação ao ano passado, com as chuvas o número pode ser ainda maior.

G1/Tocantins

Corpo de homem é encontrado queimado em matagal em Paraíso do Tocantins

Polícia disse que encontrou uma pedra ao lado do corpo. Ela pode ter sido usada no assassinato. Crime foi em uma chácara, no setor Vila Regina.

O corpo de um homem foi encontrado queimado na tarde deste sábado (17) dentro de um matagal de uma chácara no setor Vila Regina, em Paraíso do Tocantins.

Segundo a Polícia Civil, ele teria sido assassinado nessa madrugada e tinha marcas de perfuração pelo corpo.

Os policiais informaram que ao lado da vítima havia uma pedra, manchada de sangue. Ela pode ter sido usada no crime e foi levada pela perícia, que deve investigar a causa da morte.

A suspeita é que a vítima tenha tido o corpo queimado depois de morrer. De acordo com os policiais, ninguém foi preso pela participação nesse crime.

O corpo da vítima foi levado para o instituto Médico Legal (IML) de Paraíso, mas deve ser transferido para o IML de Palmas e aguarda o reconhecimento da família.

G1 Tocantins/Foto ilustrativa