Sebrae aproxima público do artesanato tocantinense na Expoara 2018

Durante o evento, mais de 20 artesãos irão apresentar seus trabalhos para o público no Espaço Artesanato, no Shopping da Tecnologia da Expoara.

Até o próximo domingo, 17, o Sebrae estará presente na 50ª Exposição Agropecuária de Araguaína (Expoara 2018), com o Espaço Artesanato no Shopping da Tecnologia. Mais de 20 expositores irão participar com vários segmentos do artesanato regional como fibras do capim dourado, babaçu, buriti, sementes, bonecos de jatobá, bonecas de feltro, aromas e móveis em madeira. O ambiente é uma oportunidade dos artesãos apresentarem e comercializarem artesanatos fabricados no Tocantins.

Para o superintendente do Sebrae no Tocantins, Omar Hennemann, a Expoara é uma oportunidade de aproximar o público e lojistas de todo o Brasil do artesanato tocantinense. “A Expoara é um ambiente para incentivar a comercialização dessas peças. Por isso, promovemos essa grande vitrine para o artesão. Além de apresentar seu trabalho e vender seus produtos, terá a oportunidade de fazer contatos com lojistas de vários estados do Brasil”, explicou.

Antônio Marinho é artesão há 15 anos no segmento de bonecos de sementes de jatobá e vê com otimismo sua terceira participação na Expoara. “Araguaína é um grande polo comercial para os artesãos do Tocantins. Essa é uma oportunidade de fazer negócios e apresentar nosso trabalho, que inclusive segue a temática da exposição” afirmou.

Feito no Tocantins

Junto à exposição, o ambiente também proporciona aos visitantes conhecerem a proposta do site “Feito no Tocantins”. A ferramenta é uma vitrine virtual do que é fabricado no estado e tem o objetivo de aproximar quem faz a quem quer comprar. 

https://goo.gl/nQPWRF

Ascom SEBRAE

SEBRAE realiza ciclo de palestras na Expo Palmeirópolis

Os representantes das entidades presentes na reunião abordaram temas importantes para serem debatidos na capacitação.

A Prefeitura Municipal de Palmeirópolis através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e a Agente de Desenvolvimento Local, juntamente com o SEBRAE, promoveu o Ciclo de Palestras na VI EXPO Palmeirópolis e 38º Aniversário de Palmeirópolis, cujo objetivo é capacitar os produtores rurais e comerciantes da região.

O evento ocorreu no Parque de Exposição Raimundo Parrião nos dias 07 e 08 de junho, com diversos temas voltados para o agronegócio. 

O ciclo de palestras voltado aos cidadãos teve início após uma reunião entre a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agente de Desenvolvimento, SEBRAE, Sindicatos e Associações do município, com o intuito de discutir a necessidade de conhecimentos técnicos junto aos interessados nessa cadeia produtiva.

Em prol do sucesso do evento, o SEBRAE, o Ruraltins e a prefeitura Municipal de Palmeirópolis, disponibilizaram seus profissionais para ministração das palestras.

Os palestrantes repassaram seus conhecimentos sobre práticas de conservação do solo, produção de silagem, Selo de Inspeção Municipal, nutrição bovina, boas práticas de manejo de pastagens, boas práticas de manipulação do alimento e atendimento ao cliente.

Os apoiadores do Ciclo de Palestras na VI EXPO e 38º Aniversário de Palmeirópolis são, Ruraltins, Engie Brasil Energia, Sindicato Rural de Palmeirópolis, AFFAP- TO, Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, AP Leite e Agroquima.

Alexandre Machado

 

 

Palmas recebe Seminário de Educação Empreendedora do Sebrae

O evento acontece nesta sexta e pretende reunir cerca de 400 pessoas.

Nesta sexta-feira, 13, o Sebrae realizará mais uma edição do Seminário de Educação de Empreendedora no auditório do Colégio São Francisco às 19h30.

O objetivo é reunir gestores, empreendedores, professores, estudantes e especialistas ligados à educação para discutir boas práticas de empreendedorismo nas mais variadas áreas do ensino e o futuro da educação no Brasil. O evento já percorreu os municípios de Araguatins, Araguaína, Guaraí, Colinas, Paraíso, Gurupi, Dianópolis e Porto Nacional. 

De acordo com a coordenadora de educação do Sebrae Tocantins, Vanlucy Oliveira, a educação empreendedora não se trata de uma estratégia pedagógica destinada exclusivamente a preparar os alunos para criar uma empresa. “Ela desenvolve o potencial dos alunos para serem empreendedores em qualquer atividade que escolherem” esclareceu. Vanlucy também acrescentou que cabe ao aluno fazer opções profissionais e decidir que tipo de empreendedor irá ser.

“A Educação Empreendedora estimula a capacidade de escolha do estudante, preparando-o para as suas próprias opções. Trata o empreendedorismo como uma forma de ser e não somente de fazer, transportando o conceito que nasceu na empresa para todas as áreas da atividade humana. Por isso, é pauta obrigatória quando se discute o futuro do Tocantins. É um modelo propõe a ruptura do tradicional modo de ensinar. É o fortalecimento da crença em um futuro melhor, em que cada um é capaz de construir e empreender”, explicou o superintendente do Sebrae no Tocantins, Omar Hennemann.

Dados

Com início em 2014 no Tocantins, o programa de educação empreendedora do Sebrae atende cerca de 600 professores por ano.  No ano passado o programa atendeu mais de 20 mil potenciais empreendedores. Para 2018, estão previstos 27mil atendimentos de alunos no Tocantins, com um investimento de cerca de um milhão de reais. 

Serviço

Data: 13 de abril 

Local: Auditório do Colégio São Francisco

Horário: 19h30

Palestrante:  Luciana Allan- Instituto Crescer/ Marcus Nakagawa – ESPM/ Fabiana Pinho- Sebrae MG

Fonte: Imprensa Sebrae

A convite do Sebrae o prefeito de Palmeirópolis participa do VIII Fomenta

Fomenta Nacional aproxima gestores públicos das pequenas empresas.

O prefeito de Palmeirópolis Fábio Vaz foi convidado a participar do VIII Fomenta Nacional – oportunidades para os pequenos negócios nas compras governamentais, que foi realizado em Brasília-DF, esta semana, nos dias 28 e 29 de novembro.

Presidente do Sebrae Tocantins Pedro Ferreira, prefeito de Palmeirópolis Fábio Vaz, prefeito de Santa Rosa Ailton Araújo.

Fábio Vaz e mais cinco (5) gestores foram convidados pelo Sebrae a representar o Tocantins no evento.

O Fomenta Nacional é realizado para aproximar os setores público e privado e fortalecer a participação dos pequenos negócios no universo das compras públicas.

A programação foi composta de palestras, painéis, oficinas, seminários temáticos e internacionais, apresentações de casos de sucesso, além do encontro de oportunidades realizado entre pequenos negócios fornecedores e gestores públicos.

O prefeito Fábio Vaz é considerado uns dos melhores gestores do Brasil e já concorreu a final do prêmio Sebrae de empreendedorismo no Tocantins. “Fiquei muito feliz com este convite do SEBRAE e com muito prazer participei deste evento que é um incentivo para os pequenos negócios e uma oportunidade para nós gestores nos aprimorarmos e trocarmos experiência” destacou Fábio Vaz.

O encontro teve a participação de 18 Estados da Federação, com empresários de pequenos negócios, gestores públicos, lideranças empresariais e presidentes de comissões de licitações. A realização é uma parceria entre o SEBRAE, o Governo do Distrito Federal e o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

Além do prefeito de Palmeirópolis, participaram do VIII encontro de Oportunidades para Micro e Pequenas Empresas nas Compras nas Compras Governamentais-Fomenta os consultores do Sebrae Tocantins, os prefeitos de Colinas, Araguatins, Santa Rosa, Almas, Fátima e Palmeirante.

O evento teve objetivo de promover a participação dos pequenos negócios no fornecimento para a administração pública.

No Tocantins existem 85 mil pequenos negócios, os quais atuam como propulsores da economia e do desenvolvimento estadual. Mesmo sendo numeroso, o contingente de pequenos negócios que atuam como fornecedores do governo ainda é pequeno.

“Além de contatos e identificação de novas oportunidades de negócios, o Fomenta possibilitou a disseminação de regras e procedimentos técnicos para acesso a mercados de compras governamentais. Também esperamos sensibilizar gestores públicos e compradores sobre a importância da participação dos pequenos negócios nas aquisições públicas e criar um ambiente favorável para troca de informações e interação entre compradores e potenciais fornecedores do governo”, explicou o analista técnico do Sebrae Alex Veras.

Diante de 1.600 pessoas, entre empresários e gestores públicos, o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, convocou gestores públicos e tribunais de contas para fazer valer a Lei Geral, que determina tratamento diferenciado às micro e pequenas empresas nas compras governamentais. O discurso de sensibilização ocorreu nesta terça-feira, durante a abertura do VIII Fomenta Nacional, em Brasília.

São parceiros do Sebrae na realização do evento o Ministério de Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e a Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SEMPE) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. 

Da redação