Janeiro Roxo: Saúde de Palmeirópolis mobiliza população no combate à hanseníase

Campanha nas ruas de Palmeirópolis chama atenção para a luta contra a hanseníase.

A secretaria de saúde do município de Palmeirópolis realizou neste final de mês a Campanha Janeiro Roxo, com foco no combate à hanseníase.

Como forma de adesão a essa campanha, as Unidades Básicas Saúde da Família: UBS (Elena Maria Borges), UBS (Mário José Romão), UBS (Setor Bom Tempo) e o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), realizaram uma intervenção no centro da cidade, cujo o intuito foi esclarecer aos trabalhadores, acabar com o preconceito sobre a doença e informá-los sobre o diagnóstico e tratamento.

O propósito da campanha foi que cada pessoa pudesse expandir este conhecimento para os colegas e familiares, e caso necessário orienta-los a procurar o quanto antes uma da Unidades Básicas de Saúde e realizar as avaliações especificas para diagnóstico.

A equipe fez uma mobilização na área comercial do centro da cidade de Palmeirópolis, orientando os trabalhadores, entregando formulários de autoimagem. Estes formulários consistem no preenchimento de uma figura do corpo humano com as áreas que o trabalhador identificar qualquer mancha, caroços e outros sinais que tenham no corpo.A doença é crônica, infectocontagiosa e transmitida de uma pessoa doente, que não esteja em tratamento, para uma pessoa saudável suscetível.

O diagnóstico e tratamento é oferecido pela rede pública de saúde, (SUS), através do Núcleo de Apoio à Saúde da Família(NASF) em Palmeirópolis.

 “Nós temos em todas as Unidades Básicas de Saúde, profissionais capacitados para diagnosticar a doença e fazer o tratamento que é totalmente gratuito. A doença tem cura, porém depende muito da disposição do paciente, pois o tratamento é longo. É importante que a pessoa com suspeita da doença, procure sua unidade de saúde para ser feita a investigação e dar início aos cuidados médicos, pois a transmissão da doença é interrompida logo no início do tratamento, que quando realizado de forma completa e correta, garante a cura”, explicou Mara Layane Alves Benvindo, coordenadora da Atenção Básica de Saúde.

“Na hanseníase, o diagnóstico precoce é importante, “a orientação é que as pessoas procurem o serviço de saúde assim que perceberem o aparecimento de manchas, de qualquer cor, em qualquer parte do corpo, principalmente se ela apresentar diminuição de sensibilidade ao calor e ao toque. Precisa ser diagnosticada o mais precoce possível, para que possamos evitar as incapacidades físicas, se demorarmos para diagnosticar poderá ter sequelas para o resto da vida”, ressaltou ela.

“O objetivo é alertar a sociedade civil sobre os sinais e sintomas da hanseníase e incentivar a procura pelos serviços de saúde; mobilizar os profissionais de saúde quanto à busca ativa de casos novos e exame de contatos, visando interromper a cadeia de transmissão de forma precoce e oportuna”, ressalta a fisioterapeuta Juliana Correia de Souza.

Palmeirópolis ainda é uma cidade em situação endêmica alta, apesar da redução da taxa de detecção de casos novos, ainda existe pessoas em situação de risco e muitas delas nem sabem que tem a doença. A hanseníase é uma doença infecciosa, contagiosa, não é hereditária. A transmissão se dá entre pessoas.

Uma pessoa doente que apresenta a forma infectante da doença (multibacilar – MB), estando sem tratamento, elimina o bacilo pelas vias respiratórias (secreções nasais, tosses, espirros), podendo assim transmiti-lo para outras pessoas suscetíveis.

O contato direto e prolongado com a pessoa doente em ambiente fechado, com pouca ventilação e ausência de luz solar, aumenta a chance da pessoa se infectar.

Para finalizar a Campanha, foi realizado nesta quarta-feira (31), uma blitz educativa na feira do produtor de Palmeirópolis. Foi montada uma banca com o tema, onde a equipe disponibilizou folders informativos sobre a doença, profissionais esclareceu dúvidas, um som explicando o assunto, entrega de preservativos e lubrificantes para os interessados, dentre outros.

Os profissionais da Saúde acompanhados do secretario Nelio Oliveira Silva, também estiveram em pontos estratégicos da feira, distribuindo folder e tirando dúvidas. A policia Militar, juntamente com o comandante, tenente Rosa Neto no local apoiando a campanha.

Da redação