Lula vai à Justiça para participar de debate na Band na próxima quinta

Será o primeiro debate entre os presidenciáveis nas Eleições 2018.

Na noite da próxima quinta-feira (9), os presidenciáveis se encontrarão na TV Bandeirantes, em São Paulo, para o primeiro debate entre eles em virtude das Eleições 2018.

Lula Inácio Lula da Silva, que teve oficializada a sua candidatura ao Planalto no último sábado (4), durante uma convenção do PT, vai à Justiça para tentar participar do debate na Band. De acordo com o UOL, o ex-presidente reforçará o pedido no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Recorda-se que uma primeira solicitação já foi feita e negada pela juíza federal Carolina Lebbos, que julgou na primeira instância, no último dia 17 de julho. Agora a questão está no TRF-4 e ainda não foi analisada pelo desembargador João Pedro Gebran Neto.

O jornalista Ricardo Boechat, que é um dos responsáveis pelo debate da Band, disse na manhã desta segunda-feira (6), em seu programa na rádio BandNews FM, que se Lula não for liberado para participar do encontro, ele não poderá ser representado por outra pessoa, neste caso, o vice da chapa, Fernando Haddad.

“Não cabe à Band garantir que ele saia da cadeia para vir ao debate. Cabe à Band convidar o partido para trazer seu candidato, seja ele qual for. Agora, pelo andar da carruagem, é improvável que o Lula tenha autorização da Justiça para deixar a cadeia para participar não só do debate da Band, como qualquer outro ato de campanha”, declarou Boechat.

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, desde o dia 7 de abril. Ele foi condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. No entanto, a candidatura dele será registrada pelo PT no Tribunal Superior Eleitoral, no dia 15 de agosto.

Noticia ao Minuto

Inscrições para concurso da Câmara de Palmas terminam nesta quinta

Provas da primeira etapa estão previstas para o dia 1º de abril. Certame vai selecionar 192 novos servidores para o poder legislativo.

As inscrições para o concurso da Câmara de Vereadores de Palmas terminam nesta quinta-feira (22). O certame deve selecionar 192 novos servidores para o poder legislativo. As provas da primeira fase estão previstas para o dia 1º de abril.

Haverá ainda avaliações psicológicas e provas de aptidão física para alguns cargos.

De acordo com a Câmara, os locais de prova serão divulgados no dia 19 de março. Para os cargos que envolvem segurança armada, como o de vigia e o de agente de segurança, os antecedentes criminais dos candidatos também devem ser consultados.

A data divulgada para que todo o processo esteja concluído é o dia 5 de julho.

O último concurso público da Câmara de Palmas foi realizado em 1995. O certame oferecerá vagas em diversas áreas de atuação. Serão 44 vagas para posse imediata e outras 148 para cadastro reserva.

Os salários variam conforme o cargo. A maior remuneração é para os cargos de nível superior: R$ 3.129,69.

Confira os cargos oferecidos:

  • Auxiliar de serviços gerais – Fundamental incompleto
  • Agente de segurança – Fundamental completo
  • Vigia – Fundamental completo
  • Assistente administrativo – Médio
  • Assistente de Almoxarifado e Patrimônio – Médio
  • Assistente de Áudio – Médio
  • Assistente de Compras – Médio
  • Cinegrafista – Médio
  • Fotógrafo – Médio
  • Técnico em Informática – Médio
  • Técnico Legislativo – Médio
  • Analista de Sistemas – Superior
  • Analista em Recursos Humanos – Superior
  • Consultor Parlamentar área de Direito – Superior
  • Contador – Superior
  • Controle Interno – Superior
  • Gestor Público – Superior
  • Jornalista – Superior

G1 Tocantins

PT vai lançar candidatura de Lula a presidência nesta quinta-feira

“O PT não trabalha com outro nome, nosso candidato à presidência da República é Lula”, disse Padilha.

O vice-presidente nacional do PT, Alexandre Padilha, reiterou na manhã desta quinta-feira, 25, em entrevista à Rádio Eldorado, que, independentemente do resultado do julgamento de quarta-feira, 24, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o partido lançará nesta quinta, na reunião de seu Diretório Nacional, o nome de Luiz Inácio Lula da Silva como cabeça de chapa à Presidência da República, nas eleições gerais de outubro deste ano. “O PT não trabalha com outro nome, nosso candidato à presidência da República é Lula”, disse Padilha.

Ele destacou que a sigla está apenas seguindo a legislação eleitoral que permite apresentar o ex-presidente como candidato. “Vamos formalizar a candidatura de Lula ao Planalto em agosto.”

Na quarta, o colegiado do TRF-4 de Porto Alegre, segunda instância da Justiça, confirmou por unanimidade a sentença do juiz Sérgio Moro, que condenou Lula no caso do tríplex do Guarujá.

E foi além, elevando sua pena de 9 anos e seis meses de prisão para 12 anos e um mês. Além disso, autorizou a prisão imediata do líder petista, após serem esgotados os recursos de sua defesa.

Para Padilha, todos os esforços do TRF-4, inclusive o de “antecipar o julgamento da ação de Lula”, foi uma manobra para tentar tirá-lo do quadro eleitoral neste pleito presidencial. Contudo, o vice-presidente nacional do PT pontuou, na entrevista, o lado positivo dessa ofensiva: “A violência brutal sofrida por Lula só unificou o PT em torno de sua candidatura à presidência da República, ajudou a aglutinar o centro/esquerda, mesmo nomes não ligados ao PT, como Fernando Henrique Cardoso, saíram em defesa do ex-presidente, e tudo isso irá acelerar a construção de uma frente ampla de centro-esquerda para as eleições gerais deste ano.”

Alexandre Padilha disse ainda à Eldorado que Lula não teme nada, nem mesmo a iminência de ser preso quando forem esgotados os recursos de sua defesa. “O que Lula teme é a afronta à democracia, como a que ocorreu ontem, sua condenação foi uma farsa jurídica e, infelizmente, nossa democracia fica cada vez menor.”

Segundo ele, Lula irá participar, ao lado de outras lideranças, da reunião desta quinta do Diretório Nacional do PT, que será realizada a partir das 10 horas na sede da CUT na capital paulista, e na sexta, 26, segue para a Etiópia, como convidado de honra da FAO, para falar sobre a fome que atinge o mundo. Com informações do Estadão Conteúdo.

Noticias ao Minuto

Comissão irá julgar expulsão de Neymar nesta quinta

Jogador recebeu vermelho no empate do PSG contra o Marselha.

Expulso no último jogo do PSG, Neymar terá seu caso avaliado pela Comissão Disciplinar da Liga Francesa nesta tarde, informa o L’Équipe. O adversário do clube de Paris na partida, o Olympique Marselha, também será julgado. A torcida do time do sul da França lançou diversos objetos em campo durante o jogo, que terminou empatado em 2 a 2.

Neymar, automaticamente, fica suspenso um jogo, se a comissão entender, pode ampliar a puinição. Ele foi expulso após ir pra cima de um adversário após uma entrada dura recebida.

“Falei com ele. Ele não deve ceder à provocação. Mas eu entendo, os jogadores são seres humanos “, disse Unai Emery, técnico do PSG.

Nessa segunda, André-Frank Zambo Anguissa, do Marselha, afirmou que seu treinador, Rudi Garcia, orientou seus jogadores a provocarem o brasileiro:

“(Nosso) treinador alertou que Neymar é ‘um talento enorme, mas que pode ficar louco”, afirmou em entrevista.

Noticias ao Minuto