Futebol! Confira os jogos da rodada desta quinta-feira 12 de abril

Campeão carioca, o Botafogo entra em campo pela Sul-Americana; na Europa, o destaque é o Atlético de Madrid.

Na rodada do futebol desta quinta-feira (12), a bola rola por duas competições continentais: a Liga Europa e a Copa Sul-Americana.

No Velho Continente, teremos quatro jogos válidos pela rodada de volta das quartas de final da Liga Europa, com destaque para Sporting x Atlético de Madrid. No jogo de ida, disputado na capital espanhola, o time dos craques Diego Costa e Antoine Griezmann derrotou a equipe portuguesa por 2 a 0.

Por aqui, na América do Sul, entram em campo pela Sul-Americana Atlético-PR, Botafogo e São Paulo. O alvinegro do Rio de Janeiro entra em campo pela primeira vez após a conquista do Carioca.

Confira abaixo os principais jogos do dia:

Liga Europa

Olympique de Marselha x RB Leipzig – 16h05

CSKA Moscou x Arsenal – 16h05

Sporting x Atlético de Madrid – 16h05

RB Salzburg x Lazio – 16h05

Copa América Feminina

Paraguai x Uruguai – 16h45

Peru x Chile – 19h00

Copa Sul-Americana

Atlético-PR x Newell’s Old boys – 19h15

Audax Italiano x Botafogo – 19h15

Sol da América x Independiente Medellín – 21h30

Rosario Central x São Paulo – 21h30

Noticia ao Minuto

TSE vai analisar embargos de Marcelo Miranda na quinta-feira

Se ministros mantiverem a sentença, governador pode ser obrigado a deixar o cargo novamente. Marcelo Miranda continua no governo através de uma liminar.

Tribunal Superior Eleitoral vai analisar os embargos declaratórios do processo contra o governador do Tocantins, Marcelo Miranda (MDB), nesta quinta-feira (12).

O assunto foi colocado na pauta da sessão pelo presidente do TSE, ministro Luiz Fux. Se os ministros mantiverem o entendimento do primeiro julgamento, Miranda pode ser obrigado a deixar o cargo novamente.

Os embargos são instrumentos criados para que a defesa possa esclarecer pontos contraditórios ou obscuros da sentença. O Ministério Público Eleitoral disse que os advogados de Marcelo Miranda tentam um ‘rejulgamento’ e utilizam o recurso de forma inadequada. A promotoria pediu que o tribunal rejeite os embargos.

A acusação foi negada pela defesa do governador, que disse que os embargos são legítimos e que há pontos na sentença que precisam ser esclarecidos.

Miranda foi cassado no fim do mês passado por captação ilegal de recursos para a campanha de 2014. O caso envolve um avião encontrado com R$ 500 mil e santinhos dele em Piracanjuba (GO).

Miranda está no cargo através de uma liminar do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal. Mendes decidiu que o político poderia continuar no cargo enquanto o processo segue em andamento no TSE. Após a análise dos embargos, o governador ainda poderá recorrer ao STF.

G1tocantins

Municípios do Tocantins recebem R$ 57 milhões de FPM extra nesta quinta-feira

Cofres municipais recebem 1% adicional do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Os 139 municípios tocantinenses receberão nesta quinta-feira, 07, o adicional de 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) conquistados pelos movimentos municipalistas por meio da aprovação das Emendas Constitucionais 55/2007 e 84/2014. Essas medidas alteraram o artigo 159 da Constituição Federal e elevaram, gradativamente, os recursos repassados pela União para o Fundo. As prefeituras do Tocantins compartilharão o montante previsto de R$ 57.305.711,23, distribuídos conforme o coeficiente de cada município.

A previsão dos valores foi divulgada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), que realizou estudos com base em informações divulgadas pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), por meio do Relatório de Avaliação Fiscal e Cumprimento de Meta. Segundo a CNM, a capital Palmas deve receber cerca de R$ 11 milhões, Araguaína cerca de R$ 3 milhões e Gurupi aproximadamente R$ 1,2 milhões.  Dos 139 municípios tocantinenses, 111 possuem população abaixo de 10.188 habitantes, com coeficiente de FPM em 0,6, o que leva cada cidade a receber individualmente R$ 269.090,69, que é o caso de Palmeirópolis.

Clique aqui e veja os valores. 

Precaução

O presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano, prega precaução aos gestores na utilização dos recursos. “Em quase todos os meses de 2017 houve frustração de receitas nas finanças municipais, o que acarretou no desequilíbrio das contas neste fim de ano. O recurso adicional pode contribuir para amenizar a situação financeira dos Entes locais, sem dificuldades para o fechamento de contas das prefeituras. Os gestores devem priorizar o pagamento do 13° salário dos servidores e eventuais dívidas com fornecedores”, destaca Mariano, ao frisar que o FPM extra deve incorporar a Receita Corrente Líquida (RCL) do Município e, consequentemente, deve-se aplicar os limites constitucionais em saúde e educação.

O prefeito de Paranã, Fabrício Viana, revelou que o recurso de R$ 358.787,59, previsto a ser creditado nos cofres do Município será utilizado para o pagamento de contas. “Temos o planejamento de aplicar parte do recurso na complementação da verba destinada a pagar o 13° salário dos servidores comissionados, bem como no pagamento de contas e investimentos na educação e saúde. O recursos foi fundamental aos Municípios, pois deu folego aos gestores para encarar os desafios que surgirão no próximo ano”, afirma Viana, que paga o 13° dos servidores efetivos na data do aniversário de cada um.

Fábio Vaz prefeito de Palmeirópolis, disse que usará o dinheiro para pagar o 13º terceiro dos funcionários. 

Entenda o 1%

Os Municípios recebem todos os anos nos meses de julho e dezembro 1% da arrecadação de Imposto de Renda (IR) e Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) referente aos 12 meses anteriores ao mês do repasse. A ATM explica que o FPM é composto de 22,5% da arrecadação desses tributos repassados a cada decêndio e distribuídos de forma proporcional de acordo com uma tabela de faixas populacionais. Cabe destacar que, de acordo com a redação da emenda constitucional 55/2007, o 1% adicional do FPM não incide retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Associação Tocantinense de Municípios – ATM