Temer: reforma protegerá pobres e cortará regalias do servidor público

Em discurso durante o prêmio Brasileiros do Ano, presidente também disse haver informações equivocadas sobre a mudança no sistema previdenciário, mas evitou detalhar o assunto.

Opresidente Michel Temer defendeu a necessidade da aprovação da reforma da Previdência, durante o Prêmio Brasileiros do Ano 2017, da Revista Istoé

Temer disse que, em seu governo, a inflação e os juros caíram e algumas reformas foram aprovadas, mas destacou a importância da reforma da Previdência, no momento em que não teria os votos necessários para sua aprovação.

“A reforma da Previdência, na verdade, visa precisamente a combater os privilégios. Porque, na verdade, o que a reforma da Previdência faz é proteger os pobres que, na verdade, pagam pelos que ganham muito no serviço público. A ideia da igualdade é a força motriz da reforma da Previdência”, defendeu o presidente.

Segundo o portal G1, Temer também disse em seu discurso haver informações equivocadas sobre a mudança no sistema previdenciário, usando como exemplo a exigência dos 65 anos para se aposentar. “Valeria a pena, talvez, dizer que, na verdade, hoje se aposenta o homem com 55 anos e a mulher, com 53. E que ao longo de 20 anos é que se vai atingir a idade limite de 60 anos”, afirmou.

Logo em seguida, no entanto, Temer deixou de detalhar o assunto e disse que “não vale a pena tratar desses temas”, para voltar a falar da premiação.

Noticias ao Minuto

Varios pneus são usados para proteger nascente de córrego

Também foram usadas mil garrafas pet. A construção foi feita no parque Cimba, em Araguaína.

Mais de 3.260 pneus e mil garrafas pet foram usados na construção de uma cascata no parque Cimba, em Araguaína, norte do Tocantins. A reciclagem representou uma economia de 40% no valor da obra. O objetivo principal do projeto é proteger a nascente do córrego Canindé.

“Nós temos várias nascentes no município de Araguaína e a do córrego Canindé é uma delas, de suma importância na cidade e estava sendo muito degrada. Então nós conseguimos unir o útil ao agradável, fazendo essa barragem, visando preservar ambientalmente essa nascente”, explica o diretor de fiscalização e licenciamento ambiental do município, Orialle Barbosa.

Os pneus usados são do ecoponto, que recolhe o material descartado na cidade. Com um pouco de criatividade deram forma a paisagem que já tem deixado muita gente curiosa. “A questão do reciclável. Isso já demonstra uma certa inteligência para poder ser aproveitado e não ser jogado no lixo de qualquer forma”, opina o administrador Thalison Vieira.

O paisagista Luiz Serrano, autor da cascata, explica que a técnica pode ser aplicada em qualquer lugar. Basta usar a criatividade. “Pode fazer na sua chácara, na sua casa. Dá para fazer piscina, criatório de peixe. Dá para fazer inúmeras coisas, revitalização com pneus, garrada pet e isopor.”

A Cleunice Araújo foi a primeira moradora do bairro que leva o mesmo nome do parque. Mora a poucos metros do lago e pelo jeito adorou a novidade. “Tem esse lago, esse parque que é essa maravilha”, diz.

G1/TO