Policial é preso suspeito de cobrar dinheiro de vítima para terminar investigação

Agente da polícia civil cobrou dinheiro de vítima após recuperar máquinas agrícolas na região norte do estado. Servidor foi preso em Gurupi, na região sul do estado.

Um policial civil foi preso na manhã desta quarta-feira (4) na região sul do estado suspeito de cobrar dinheiro de uma vítima para concluir uma investigação sobre o roubo de máquinas agrícolas. Ele ainda chegou a receber R$ 8 mil da vítima. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a operação foi feita pela corregedoria-geral e chamada de Caro Infirma.

De acordo com a SSP, após a recuperação de máquinas agrícolas roubadas em Nova Olinda, o policial teria exigido dinheiro, em nome da equipe policial, para concluir as investigações. Ele foi preso por corrupção passiva.

Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão de aparelhos celulares do policial e de outros quatro membros da equipe. O nome do policial não foi divulgado para não atrapalhar as investigações e para preservar a integridade do agente dentro da cadeia, segundo a SSP.

O homem foi levado para a Casa de Prisão Provisória de Gurupi.

G1 Tocantins.

Policial morre e outros três ficam feridos em acidente na entrada da Agrotins

Dois carros estão envolvidos no acidente e um deles capotou. Viaturas do Corpo de Bombeiros, da PM e do Samu foram ao local.

O subtenente da Polícia Militar Silvino Costa Mendes morreu e outras três pessoas ficaram feridas em um acidente na entrada da Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins), cerca de 34 km de Palmas. As primeiras informações são de que dois carros estão envolvidos na batida e um deles capotou várias vezes. 

Viaturas do Corpo de Bombeiros, da PM e do Samu estão no local para prestar socorro. Uma mulher e uma criança foram resgatadas de um dos veículos e um homem do outro, a gravidade dos ferimentos deles não foi informada. O militar que morreu no acidente teria sido lançado para fora de um dos carros.

A estrada em questão é usada somente para o acesso à feira e o trânsito no local está parcialmente interditado. Os dois carros estão em uma ribanceira ao lado da pista.

G1 Tocantins

Policial civil sai ileso após viatura capotar em rodovia do Tocantins

Acidente foi na TO-126, próximo à entrada de Itaguatins, no norte do estado. O próprio policial chamou a PM para registrar o acidente.

Um agente da Polícia Civil, de 55 anos, saiu ileso após a viatura que ele dirigia capotar na rodovia TO-126. O acidente foi perto de Itaguatins, região norte do estado, nesta terça-feira (20).

Segundo a Polícia Militar (PM), ele perdeu o controle da direção e capotou.

O policial estava sozinho na viatura e ele mesmo chamou a PM no local do acidente, que fica próximo à entrada da cidade. A perícia também foi ao local.

G1 Tocantins

Bandidos assaltam agência dos Correios no Tocantins e policial é baleado na perna

Dois homens entraram na agência e anunciaram o assalto; um policial civil que estava dentro da unidade tentou coibir a ação e acabou sendo baleado na perna.

Dois bandidos armados assaltaram uma unidade dos Correios na manhã desta segunda-feira, 22, em Araguatins. Um policial civil que estava na agência no momento do crime tentou impedir a ação dos bandidos e acabou sendo baleado na perna.

De acordo com informações preliminares, os dois homens conseguiram fugir pela Rua 31 de Março, no Setor Sossego. Ainda não há informações se os bandidos levaram alguma quantia da agência. O policial foi socorrido e encaminhado ao hospital.

Ainda apurando os fatos

T1noticias

 

Policial militar é baleado após reagir a assalto no Tocantins

Ele levou um tiro na perna depois que tentou desarmar um dos assaltantes. Dois homens são suspeitos do crime; eles não foram encontrados.

Um policial militar, de nome não divulgado, foi baleado após reagir a um assalto na manhã desta quarta-feira (1º). O caso aconteceu no setor Coimbra, em Araguaína. Ele levou um tiro na perna e foi levado para um hospital da cidade. O estado de saúde dele é estável.

Segundo a PM, o militar estava saindo de casa a pé, quando foi abordado por dois homens que estavam em uma motocicleta. Eles anunciaram o assalto. No momento, o policial reagiu e tentou desarmar um dos assaltantes, que conseguiu atingir a vítima.

Os homens fugiram levando um cordão e uma pulseira de ouro do policial. A PM faz buscas na tentativa de encontrar os criminosos. 

G1/Tocantins

MPE pede que suspeito de matar policial em Araguaína vá a julgamento

Sargento foi morto em troca de tiros durante assalto a uma agência bancária de Araguaína. O suspeito foi preso no final do mês passado, no Piauí.

O inquérito ainda não foi concluído, mas o Ministério Público Estadual já ofereceu denúncia contra o suspeito de matar um policial militar em Araguaína, no norte do Tocantins. O crime aconteceu no mês passado. Jandres Alves Bezerra, que tinha 43 anos, foi morto em troca de tiros durante um assalto a uma agência bancária da cidade.

“Com base no inquérito policial, o Ministério Público entendeu, que em tese, houve um crime de latrocínio contra o policial militar James e tentativa de latrocínio com relação às vítimas do estabelecimento, no momento do assalto, praticamente ao lado do policial militar e que também foram alvo dos disparos, que por sorte não as atingiram e de forma alguma descaracteriza o crime por ele praticado”, diz o promotor de Justiça Leonardo Goveia.

O suspeito foi preso no final do mês passado, em Canto dos Buritis (PI), após uma denúncia anônima por porte ilegal de arma de fogo. Segundo a polícia, ele estava com arma usada para matar o policial. Ainda não há informações de quando o suspeito será transferido para uma cadeia do Tocantins.

A família se sente mais aliviada após a denúncia do Ministério Público. “Estou tomando remédio direto, mas não passa. Quando vem aquela dor, o vazio, não tem jeito. A dor é grande, é um vazio que não preenche nunca”, desabafa a mãe.

Entenda

O policial militar foi morto no dia 12 de maio em Araguaína, norte do Tocantins, durante uma troca de tiros na porta de uma agência bancária. O sargento Jandres Alves Bezerra, de 43 anos, que reagiu a um assalto. Outras duas pessoas ficaram feridas.

Os criminosos conseguiram fugir, mas foram perseguidos. A PM confirmou que um deles foi morto mais tarde, em troca de tiros com os militares no setor JK.

A tentativa de assalto foi registrada por volta das 15h30, na avenida Ademar Vicente. O policial foi atingido por vários disparos e morreu no local. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e confirmou a morte.

De acordo com a PM, o policial estava na fila esperando para ser atendido quando os criminosos chegaram. Segundo testemunhas, duas pessoas que estavam no local foram baleadas. Elas foram levadas para o Hospital Regional de Araguaína.

G1/TO

Corpo de Policial Civil morto em acidente será enterrado em Tocantínia

Ele morreu depois que a camionete em que estava bateu em uma grade puxada por um trator. O carro foi cortado ao meio.

 O corpo de José Milo Maurício Leão, 47 anos, agente da Policial Civil morto em um acidente em Miranorte, na região central do estado, na noite desta segunda-feira (5), está sendo velado na casa de parentes em Tocantínia, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública. O enterro está previsto para ser realizado às 17h na cidade.

O acidente foi entre uma camionete e um trator. O carro colidiu com uma grade que estava sendo puxada pelo veículo rural e foi cortado ao meio, segundo informou a Polícia Militar. O agente mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a SSP, além dele estavam no carro duas mulheres. Uma delas ficou internada em um hospital de Miracema do Tocantins, mas já recebeu alta. A outra está em estado grave no Hospital Geral de Palmas.

Conforme a Polícia Militar, o acidente ocorreu por volta das 18h30 na TO-342, entre Miranorte e Miracema do Tocantins. A camionete onde estava o policial seguia na mesma direção que o trator. Ainda não há informações sobre as causas do acidente.

A Secretaria de Segurança Pública informou que Josemilio Leão foi aprovado no Concurso da Polícia Civil em 1994, e trabalhava na 13ª Delegacia Regional de Miracema.

G1/To

Policial civil morre após camionete ser cortada ao meio por grade de trator

Segundo a Polícia Militar, a camionete em que o policial estava seguia na mesma direção que o trator. Acidente aconteceu entre Miranorte e Miracema, na TO-342.

Um acidente entre uma camionete e um trator aconteceu no início da noite desta segunda-feira (5) próximo de Miranorte, na região central do estado. O carro colidiu com uma grade que estava sendo puxada pelo veículo rural e foi cortado ao meio, segundo informou a Polícia Militar. No veículo estava um policial civil que chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Além dele, uma mulher também estava na camionete, mas não há informações sobre o estado de saúde dela. O policial civil estava no banco do passageiro, no lado do carro que mais foi atingido. Ele ainda foi socorrido pelo Samu, mas morreu ao chegar no hospital.

Conforme a Polícia Militar, o acidente ocorreu por volta das 18h30 na TO-342, entre Miranorte e Miracema do Tocantins. A camionete onde estava o policial teria colidido com a grade do trator que seguia na mesma direção. Ainda não há informações sobre as causas do acidente.

A morte do policial foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública.

Acidente aconteceu TO-342 entre Miranorte e Miracema (Foto: Divulgação)
Acidente aconteceu TO-342 entre Miranorte e Miracema (Foto: Divulgação)

foto trator 1 foto trator 2

Policial Civil José Milo
Policial Civil José Milo

G1/TO

Antes de ser morto em padaria, policial do DF alertou assaltantes que era militar, diz testemunha

Declaração foi feita à Polícia Civil por policial militar aposentado que também estava no local e participou da troca de tiros, em Aparecida de Goiânia. Na ocasião, também morreram uma atendente e um assaltante.

O policial do Distrito Federal, Luciano Pereira dos Santos, que morreu durante assalto a padaria, disse aos autores do crime que era militar, conforme depoimento do PM aposentado que lanchava no local e participou da ação. O policial da reserva, que não teve a identidade divulgada, prestou esclarecimentos à Polícia Civil nesta terça-feira (16), em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital.

Durante o roubo, além do PM do DF, também foram mortos a atendente do local Eduarda Galvão, de 18 anos, e um dos assaltantes. Imagens de câmeras de segurança mostraram a ação dos bandidos e troca de tiros (assista acima).

No depoimento, o policial aposentado afirma que ouviu o PM gritar “sou policial” enquanto tentava retirar a arma da mão de um dos assaltantes. Ao ver a cena, ele também disse ser policial e atirou contra o outro autor, que já disparava contra Luciano usando a arma roubada da vítima momentos antes. Em depoimento, o militar da reserva destacou que os tiros também vieram em sua direção.

O delegado responsável pelo caso, Henrique Berocan, disse à TV Anhanguera que pretende ouvir ainda a dona e os funcionários da padaria. O adolescente de 17 anos suspeito de participar do assalto também deve ser ouvido, mas segue internado no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

Berocan suspeita ainda que os autores já estavam seguindo o PM do DF e premeditando o assalto para pegar a arma dele. “Eles tinham parado em um posto de gasolina, parece que já observaram o policial e efetuaram a perseguição, depois entraram na panificadora e começaram a subtração”, afirmou.

Crime

A troca de tiros aconteceu no último sábado (13), no Setor Jardins dos Buritis, em Aparecida de Goiânia. O vídeo mostra Luciano colocando crédito no celular quando dois rapazes chegam e o surpreendem.

Um dos assaltantes chega por trás para tentar pegar a pistola dele. O outro também aparece e aponta uma arma.

O agente reage e entra em luta corporal com um dos criminosos tentando pegar o revólver que ele usava. Porém, no mesmo instante, o ladrão que roubou a arma do policial atira várias vezes contra ele, que morreu no local.

Já na parte de fora do estabelecimento, o PM aposentado, que estava lanchando no local, saca uma arma e atira contra os assaltantes. Um dos autores do crime também morreu e o outro ficou ferido.

Também é possível ver a terceira vítima, Eduarda. Após ser baleada, ela cai no chão. Sobrinha do dono do estabelecimento, ela chegou a ser socorrida por populares e levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Luciano estava em Goiânia para participar de um festival de capoeira. Ele participava ainda de dois projetos sociais, sendo um para crianças com síndrome de Down e outro para pessoas carentes. O policial era casado e tinha dois filhos.

O comandante geral da PM do DF, coronel Marco Antônio Nunes, destacou a atuação do cabo. “Era um policial exemplar, um homem de grande valor e que deixa toda a corporação consternada com esse fato que aconteceu”, afirmou.

Solto por falta de vagas

Segundo a Justiça, o menor que sobreviveu e está internado no Hugo havia sido apreendido por roubo no último mês de março, mas estava em liberdade assistida por falta de vagas em centros de internação. O adolescente ficou 12 dias detido em uma delegacia, mas foi liberado para cumprir serviços à comunidade.

A Secretaria Cidadã, por meio de nota, reconheceu a carência de vagas, mas alegou que está realizando programa de construção e ampliação de unidades em Goiás. O órgão ressalta que 8 das 10 estruturas que fazem parte do projeto estão em obras para receber alojamentos, espaço para profissionalização, escolarização e integração social.

G1/GO

Motorista embriagado é detido após provocar acidente e xingar policias

Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro e tentou fugir. Ao ser pego, reagiu com golpes e xingamentos, sendo algemado e levado para a delegacia.

Uma mulher ficou ferida após um carro bater na traseira da motocicleta na qual ela estava como passageira. O acidente aconteceu no km 146, da BR-153, em Araguaína, no norte do Tocantins, na noite deste domingo (2), por volta 20h45.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, com a batida, a mulher caiu do veículo. Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). O condutor da motocicleta não se feriu.

Conforme a PRF, o motorista do carro apresentava sinais de embriaguez, mas se recusou a fazer o teste do bafômetro. Ele também tentou fugir enquanto os policiais realizavam procedimentos no local, chegando a atravessar as três faixas da pista de rolamento e o canteiro central, indo em direção ao bairro Nova Araguaína, junto com um passageiro que estava com ele no veículo.

Os policias foram buscá-lo e ao ser pego por um dos braços, o homem reagiu, dando golpes com o outro braço e xingando os PRFs. Por isso ele foi algemados e levado para a delegacia.

Ainda segundo informações da PRF, o motorista do carro pode responder por dirigir embriagado, lesão corporal, desacato, resistência, por fugir e por colocar a vida de outras pessoas em risco, já que no carro haviam outros quatro passageiros. Ninguém se feriu.

Motorista foi detido após provocar acidente, tentar fugir e desacatar policiais.