Edson e Hudson animaram público no penúltimo dia da Expo Palmeirópolis

De acordo com dados, cerca de 10 mil pessoas comparecem no sábado para o show.

Música eletrônica, forró e sertanejo, essa foi a mistura musical que rendeu um final de semana inesquecível no encerramento da VI Expo-Palmeirópolis e aniversario de 38 anos da cidade.

A principal atração musical da noite Edson e Hudson, esbanjaram carisma e talento na voz e viola, os dois encantaram o público com sucessos e “modas” apaixonantes.

Com um show irreverente, Edson e Hudson abriram penúltima noite e fizeram todo o público cantar e dançar ao som de seus sucessos como: “E aqui foi bom demais, todo mundo no embalo”! O show se estendeu até madrugada de domingo e todos puderam se divertir.

“Alegria e diversão”. É com essas duas palavras que é possível resumir como foi a Festa do Rodeio organizada pela Prefeitura no último fim de semana. Cerca de 10 mil pessoas relembraram ou sentaram para ver a magia dos peões de rodeio.

Na quinta-feira (07), já era possível sentir a emoção que estava por vir. As arquibancadas estavam lotadas de pessoas ansiosas pelo duelo entre cowboy. No sábado, o rodeio segurou a adrenalina da plateia, que novamente encheu as arquibancadas.

 

O prefeito Fábio Vaz, falou emocionado de que tudo que aconteceu provou que a festa já era mais do que esperada. “Foi dentro da nossa expectativa. O povo mostrou que estava mesmo esperando. Tivemos um público constante nos cinco dias, até no domingo. Tudo com entrada franca, ônibus totalmente gratuitos, sem ocorrências policiais. Foi muito bom, graças a Deus!”, comentou.

O prefeito ainda acrescentou que o rodeio foi um ponto forte do evento: “O rodeio tem essa tradição, pois o povo de Palmeirópolis gosta dele, foi fantástico” concluiu.

No domingo, todos os brinquedos foram liberados para criançada que puderam se divertir com sua família.

Lideranças políticas estiveram prestigiando o evento, dentre elas: O deputado estadual Ricardo Ayres, os prefeitos Fabrício Viana de Paranã, e São Salvador André Borba e suas esposas, ex-deputado estadual Dr. José Viana, os assessores do governador Carlesse, Gleydson Nato e Sérgio Pereira Soró de . Além do prefeito Fábio Vaz, sua vice Josemir Bastos, primeira dama Ana Paula Vaz e vereadores. 

A equipe da saúde esteve de prontidão com profissionais e ambulâncias a todo tempo no local. O hospital na cidade com médicos de plantão para qualquer eventualmente.

A Polícia Militar na pessoa do comandante, o tenente Rosa Neto e demais PMs cuidaram da segurança da população atenciosamente.

O prefeito Fábio Vaz, sua vice Josemir Bastos, primeira dama Ana Paula, Câmara Municipal, secretários, equipe de Apoio, colaboradores, agradecem todos que participaram desta linda festa e também o governo do estado pelo Apoio.    

Reportagem e fotos: Alexandre Machado                                                          

Polícia prende penúltimo foragido suspeito de articular ‘máfia dos concursos’ do DF

Alvo de prisão preventiva, ele fica detido por tempo indeterminado. Detenção ocorreu em chácara na Cidade Ocidental, no Entorno.

 A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu nesta terça-feira (7) outro suspeito de fazer parte da “máfia dos concursos”. Segundo as investigações, Edney de Oliveiria Santos estava foragido desde o dia da segunda fase da operação Panoptes. Ele fica detido por tempo indeterminado. O G1 e a TV Globo tentam contato com a defesa dele, flagrado pela polícia em uma chácara na Cidade Ocidental, no Entorno.

De acordo com os investigadores, ele agia “aliciando” candidatos e atuava como laranja – fornecendo as contas bancárias à organização criminosa para receber o pagamento pelas provas e lavar o dinheiro.

A polícia ainda apura a extensão do esquema. No entanto, a instituição já notou um depósito de R$ 50 mil na conta dele por um canditato no concurso de auditor do Tribunal de Contas de outra unidade da federação, em 2016.

“Todo mundo que está envolvido na organização trabalhava como ‘corretor de vagas’. Se tivesse oporutunidade, ganhava comissão para aliciar as vítimas, ou seja, um percentual em cima do dinheiro”, afirma o delegado Brunno Ornelas, da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco).

Com a prisão de Santos, há apenas um alvo de prisão considerado foragido. O prazo de cinco dias pelos quais deve ficar detido só começa a ser contado a partir do dia em que for preso.

Entenda a operação

Investigação

No dia 30 de outubro, as polícias civis do DF e de Goiás deflagraram duas operações paralelas contra 33 suspeitos de liderar a chamada “máfia dos concursos” pelo país. Entre os alvos, 15 são de Brasília e 18 de Goiânia. Segundo os investigadores, eles tinham intenção de fraudar o Enem.

Em entrevista à TV Globo, o advogado do Cebraspe, Marcus Vinícius Figueiredo, negou a participação do centro em irregularidades. “É uma instituição que tem respeito no mercado por conta dessa prestação constitucional que exerce, e vai continuar cooperando com a autoridade policial em tudo o que ela precisar”, afirmou.

Responsável pela aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em todo o país, o Inep afirmou em nota que “foram adotadas todas as medidas para uma aplicação segura, que garanta isonomia entre os participantes e tranquilidade para realização das provas”.

A suspeita é de que esse ex-funcionário do Cespe/Cebraspe age desde 2013, e de que mais de cem pessoas tenham se beneficiado do esquema. Os investigadores agora trabalham para identificar essas pessoas para prendê-las e fazer com que percam a função pública.

G1/GO