Indígena morre e outras três pessoas ficam feridas após colisão entre motos e carro

Acidente aconteceu no setor Santa Fé II, na região sul de Palmas. Testemunhas contaram à Polícia Militar que motocicletas estavam em alta velocidade e bateram de frente com carro.

Um jovem morreu e outras três pessoas ficaram feridas após um acidente envolvendo duas motos e um carro na região sul do Palmas. Conforme o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por volta das 23h desta sexta-feira (31) na avenida Perimetral Norte, no setor Santa Fé II. O jovem que morreu é Gustavo Mancraua Alves Karajá, de 19 anos.

Ainda segundo a Polícia Militar, testemunhas contaram que as duas motocicletas trafegavam em alta velocidade e ao tentar fazer uma ultrapassagem acabaram colidindo entre si. Depois, caíram na pista e bateram de frente com um carro que seguia no sentido contrário.

Gustavo Karajá ficou embaixo do carro e morreu no local. As outras vítimas tiveram ferimentos graves e foram levadas ao Hospital Geral de Palmas pelos Bombeiros e Samu. O local foi periciado e o caso será repassado para a Polícia Civil.

G1 Tocantins.

Em Gurupi,motociclista morre após bater em meio-fio, ser arremessado e prender cabeça em galhos de árvore

Acidente aconteceu durante a madrugada em Gurupi, na região sul do estado. Câmeras de segurança registraram o acidente.

Um jovem de 19 anos morreu após ser arremessado contra uma árvore em um acidente de trânsito no centro de Gurupi, sul do estado. O acidente aconteceu durante a madrugada desta sexta-feira (31). Italo Gustavo Alves Santos, de 19 anos, ficou com a cabeça presa entre galhos e morreu no local.

O acidente foi registrado por uma câmera de segurança. Testemunhas contaram que Santos passou pela avenida Goiás, no centro da cidade, em alta velocidade.

Um morador que viu o acidente conta que tentou socorrer a vítima. “Ele bateu no meio-fio, voou uma pirueta e caiu com o pescoço enroscado na árvore. Eu cheguei para tirar ele, mas não consegui porque era muito pesado”, contou o comerciante Wilson Pinto.

O Samu chegou a ser chamado, mas o rapaz morreu no local. O corpo foi encaminhado para o IML de Gurupi.

Motocicleta bateu no meio-fio e vítima foi arremessada  (Foto: Divulgação)Motocicleta bateu no meio-fio e vítima foi arremessada  (Foto: Divulgação)

Motocicleta bateu no meio-fio e vítima foi arremessada (Foto: Divulgação)

G1 Tocantins.

Morre piloto de avião que caiu sobre casa em Goiás, diz filha

Além dele, bebê de 1 ano já havia morrido na queda, e pai dele se ferido. Acidente aconteceu no último dia 11 de agosto no Setor Vista Bela.

O piloto Nehru El-Aouar, de 59 anos, que conduzia um avião de pequeno porte que caiu sobre uma casa, em Goiânia, morreu nesta quarta-feira (29). A informação foi confirmada ao G1 por Cemya El-Aouar filha dele, por telefone. Ele estava internado desde a queda, ocorrida há 18 dias, no Setor Jardim Vista Bela. No acidente, um bebê já havia morrido e o pai dele, ficado ferido.

G1 procurou o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), mas a assessoria de imprensa disse que não estava autorizada a passar informações sobre o paciente.

Além de pilotar, Nehru era o dono da aeronave, prefixo PU-EFG, categoria experimental. O acidente aconteceu no dia 11 de agosto. Os bombeiros informaram que ele foi socorrido inconsciente e em estado grave.

O bebê Davi Andrade do Amaral, de 1 ano, que também estava na aeronave, morreu no dia da queda. Ele chegou a ser socorrido por terceiros e levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

O pai de Davi, o mecânico de aeronaves Reginaldo Ernane do Amaral, terceiro ocupante do avião, foi socorrido e encaminhado ao Hugol. A assessoria confirmou que ele segue internado na unidade, mas que a família também não autorizou o repasse de informações sobre seu quadro clínico.

Morre Nehru El-Aouar, piloto de avião que caiu sobre casa em Goiânia  (Foto: Facebook/Reprodução)Morre Nehru El-Aouar, piloto de avião que caiu sobre casa em Goiânia  (Foto: Facebook/Reprodução)

Morre Nehru El-Aouar, piloto de avião que caiu sobre casa em Goiânia (Foto: Facebook/Reprodução)

Acidente

O avião havia decolado do Aeródromo Brigadeiro Eppinghaus, às margens da GO-070, para um voo panorâmico. Ele caiu minutos depois sobre o telhado de uma casa e parou sobre o muro que a divide com outro imóvel.

Não houve incêndio após o acidente. A aeronave caiu sobre o telhado da residência e parou sobre o muro que a divide com outro imóvel. No momento da queda, não havia ninguém na casa.

Vizinha da casa em que o avião caiu, a estudante Geovanna Batista Rocha, de 18 anos, conta que a queda provocou um barulho muito alto e que a situação foi de pânico.

“Foi desesperador, principalmente quando vimos a criança que estava dentro do avião. O pai da criança a entregou para os moradores para que pudessem salvá-la. Ela estava muito machucada”, disse.

De acordo com Geovanna, pelo menos sete crianças viram a queda do avião, pois brincavam em um campinho de futebol em frente ao local. A jovem contou que não havia ninguém no imóvel no momento da queda. Por isto, vizinhos pularam o muro.

Avião destruiu parte do telhado e do muro de casa (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)Avião destruiu parte do telhado e do muro de casa (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Avião destruiu parte do telhado e do muro de casa (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Investigação

A assessoria de imprensa da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou ao G1 que a situação da aeronave é regular. O avião pertence à categoria experimental, quando é construído de forma amadora e atende a regras diferentes das utilizadas na aviação comercial.

Ainda de acordo com a Anac, para voar regularmente, o avião experimental precisa apresentar Certificado de Autorização de Voo Experimental (Cave) e Inspeção Anual de Manutenção (IAM).

Uma equipe do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA VI) se deslocou para a capital goiana para fazer a perícia.

A aeronave, ainda conforme a Anac, poderia levar somente o piloto e mais um passageiro.

A Polícia Civil informou que foi instaurado inquérito para investigar a queda do avião na 21ª DP, mas que “vai encaminhar os documentos acerca da queda do avião à Polícia Federal”. Segundo a corporação, o delegado Anderson Pelágio, que estava responsável pelo caso, “deve oficiar a PF por entender que o caso se enquadra em uma das hipóteses de competência da Justiça Federal”.

G1 Tocantins.

Mãe de bebê carbonizado diz que saiu para colocar lixo na rua quando casa pegou fogo

Menino de quatro meses morreu após quarto pegar fogo na região sul de Palmas. Mãe deixou ventilador ligado e a suspeita dos bombeiros é que houve um curto-circuito.

A mãe do bebê João Kayro Araújo de Souza, de quatro meses, contou à reportagem da TV Anhanguera que havia saído para colocar o lixo na rua quando a casa dela pegou fogo. O menino estava dormindo em um carrinho de bebê e morreu carbonizado após o quarto incendiar. O caso foi registrado no fim da manhã desta terça-feira (28).

“Eu só coloquei ele para dormir, liguei o ventilador e fui jogar o resto do lixo que estava dentro do carrinho de mão fora e levei meu filho, meu outro filho, junto. Só enquanto eu fui, na hora em que eu olhei a fumaça lá, pretona, eu corri pra cá e chamei os vizinhos”, disse Wisla de Souza Santos, de 19 anos. “Agora é só a dor, pra sentir”, completa ela.

A casa da família tem dois cômodos e fica nos fundos de um lote, no setor Lago Sul, região sul de Palmas. A mulher disse que havia deixado um ventilador ligado. Por isso, a suspeita dos Bombeiros é de que houve um curto-circuito, mas apenas a perícia poderá confirmar o que houve.

A jovem ficou muito abalada e a avó do bebê, que mora na casa da frente, precisou ser hospitalizada em estado de choque. O pai do menino estava trabalhando no momento do incêndio.

Quarto foi destruído pelas chamas (Foto: Cassiano Rolim/TV Anhanguera)Quarto foi destruído pelas chamas (Foto: Cassiano Rolim/TV Anhanguera)

Quarto foi destruído pelas chamas (Foto: Cassiano Rolim/TV Anhanguera)

A mulher afirmou ainda que havia saído com o filho mais velho de dois anos no colo. Quando voltou, viu o quarto pegando fogo e pediu ajuda dos vizinhos para tentar apagar o fogo e resgatar o bebê.

O Corpo e Bombeiros informou que levou apenas oito minutos para chegar até o local. Mesmo assim, quando chegaram a criança já estava carbonizada. O fogo destruiu o quarto, consumindo os móveis, a cama e o berço.

A perícia esteve no local e o corpo foi levado para o IML de Palmas.

Corpo de bebê foi recolhido pelo IML  (Foto: Cassiano Rolim/TV Anhanguera)Corpo de bebê foi recolhido pelo IML  (Foto: Cassiano Rolim/TV Anhanguera)

Corpo de bebê foi recolhido pelo IML (Foto: Cassiano Rolim/TV Anhanguera).

G1 Tocantins.

Casa pega fogo e bebê que estava sozinho em quarto morre carbonizado

Suspeita é de que um curto-circuito tenha causado o incêndio. Caso foi registrado em uma casa na região sul de Palmas.

Um bebê de quatro meses morreu carbonizado após uma casa pegar fogo no setor Lago Sul, na região Sul de Palmas, no final da manhã desta terça-feira (28).

Segundo o Corpo de Bombeiros, João Kayro Araújo de Souza estava dormindo em uma cama quando as chamas começaram.

A mãe da criança contou aos bombeiros que havia saído por alguns momentos. Ao retornar viu que o local estava pegando fogo e não conseguiu mais entrar no quarto. Segundo testemunhas, a mulher entrou em estado de choque e precisou de atendimento médico.

O corpo de bombeiros foi chamado e quando chegou ao local as chamas já tinham tomado conta do quarto e a criança estava carbonizada. A suspeita é de que o fogo tenham sido provocado por um curto-circuito. Porém, apenas a perícia poderá confirmar o que ocorreu.

A perícia foi chamada e o corpo do bebê será levado para o IML de Palmas.

Bebê morre após três semanas esperando transferência para cirurgia no coração

Recém-nascida esperava cirurgia desde que nasceu. Secretaria diz que a menina não suportaria ser transferida.

Um dos bebês que aguardava transferência em uma UTI neonatal de Araguaína morreu neste fim de semana. Ketilin Vitória nasceu há três semanas e aguardava transferência para fazer um tratamento contra hipertensão pulmonar e insuficiência cardíaca. 

Um vídeo feito pela mãe da menina há quase duas semanas mostrava a recém-nascida respirando com dificuldades. Na época, o maior medo da mãe era que a filha não resistisse, mas foi o que acabou acontecendo.

Família de Ketilin Vitória é de Aguiarnópolis, no Bico do Papagaio. A mãe dela chegou a procurar o Ministério Público, mas a menina não resistiu.

Dados da central de atendimento à saúde da Defensoria Pública mostram que de janeiro até julho outras oito crianças morreram por causa da demora no tratamento de problemas no coração.

Em nota, a Secretaria da Saúde informou à TV Anhanguera que Ketilin Vitória não foi transferida porque não suportaria o processo de transferência.

O outro bebê que aguardava transferência era o menino Emanuel Feitosa, que nasceu com uma malformação na língua e estava esperando transferência há cerca de dois meses. O bebê foi transferido para um hospital em Bauru (SP) e deve passar por cirurgia nesta segunda-feira (27).

G1 Tocantins.

Jovem morre e outro fica ferido após discussão por causa de bebida

Caso aconteceu na Via Lago, ponto turístico da cidade. José Francisco Neto de Aguiar, de 17 anos, não resistiu.

Uma discussão na Via Lago, ponto turístico de Araguaína, terminou com uma pessoa morta e outra ferida. O adolescente José Francisco Neto de Aguiar, de 17 anos, foi atingido com disparos de arma de fogo e não resistiu. O caso aconteceu na madrugada deste domingo (26).

Segundo a Polícia Civil, alguns jovens estavam no local ingerindo bebida alcoólica, quando um homem se aproximou e pegou uma bebida do grupo. Por causa disso, houve uma discussão. O homem, então, teria disparado contra o menor.

Outra pessoa ainda não identificada ficou ferida e foi levada para o Hospital Regional de Araguaína. O corpo de Aguiar foi encaminhado para o IML e já foi liberado.

G1 Tocantins.

No Tocantins jovem morre após acidente entre motocicleta e carro

Batida aconteceu perto de uma universidade particular. Duas pessoas que estavam no carro foram levadas para o Hospital Geral de Palmas em estado de choque.

Um acidente entre uma motocicleta e um carro de passeio provocou uma morte na região sul de Palmas. Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Jhonatã Fernandes Soares, de 27 anos, conduzia a moto e não resistiu à batida. A colisão foi registrada entre o estádio Nilton Santos e uma faculdade particular, por volta das 5h30 deste domingo (26).

O Samu informou que quando chegou ao local, encontrou o jovem sem vida. A moto em que ele estava ficou destruída. No carro de passeio estavam duas pessoas. Elas foram atendidas e levadas para o Hospital Geral de Palmas, em estado de choque.

As causas do acidente ainda não foram informadas.

Motocicleta ficou destruída após bater em carro (Foto: Divulgação)Motocicleta ficou destruída após bater em carro (Foto: Divulgação)

Motocicleta ficou destruída após bater em carro (Foto: Divulgação).

G1 Tocantins.

Adolescente morre soterrado enquanto brincava em monte de areia, em Cidade Ocidental

Pedro Paulo Rodrigues, de 17 anos, estava com o primo de 14 quando acidente ocorreu; criança correu para chamar a mãe, mas quando família chegou o estudante já havia morrido.

O estudante Pedro Paulo Rodrigues, de 17 anos, morreu soterrado enquanto brincava em um monte de areia, na quarta-feira (22), em Cidade Ocidental, no Entorno do Distrito Federal. De acordo com familiares, o adolescente cavava um buraco com um primo de 4 anos, à altura dos joelhos, quando a areia cedeu e encobriu o encobriu.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fui acionado, tentou reanimar o adolescente, mas acabou constatando a morte de Pedro Paulo ainda no local.

“Foi uma coisa inesperada para todo mundo. Uma coisa que a gente fica besta de ver. Uma simples brincadeira acabou em uma fatalidade”, disse o irmão mais velho de Pedro Paulo, Jorge Rodrigues.

O caso ocorreu na tarde de quarta-feira, no quintal da casa de uma prima da vítima, em Cidade Ocidental. Pedro Paulo estava brincando com um primo quando cavou um buraco na terra lateral, que estava molhada, entrou dentro e acabou soterrado.

A criança que estava com ele se assustou, chamou a mãe, que é prima do adolescente, mas quando ela chegou o estudante já estava desacordado. De acordo com os familiares, o menino era órfão e ia ao local com frequência para brincar com o primo mais novo.

O caso é acompanhado pela Polícia Civil da cidade.

Pedro Paulo morreu soterrado em Cidade Ociental, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Pedro Paulo morreu soterrado em Cidade Ociental, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Pedro Paulo morreu soterrado em Cidade Ociental, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera).

G1 Tocantins.

Homem morre após ser atingido por moto aquática em lago de Santa Isabel; jovem que pilotava veículo é preso

Segundo polícia civil, vítima, de 31 anos, foi atingida quando subia em outra moto aquática; mulher que estava com ele ficou ferida. Advogado do rapaz, de 19 anos, disse que não ia comentar caso.

Um homem de 31 anos morreu após ser atingido por uma moto aquática no lago de Cirilândia, distrito de Santa Isabel, região central de Goiás. José Nilton Sarapião foi atingido na cabeça. Uma mulher, não identificada, ficou ferida com a batida. O jovem Diego Vinícius Freitas, de 19 anos, que conduzia o veículo, foi preso em flagrante.

Ao site, o advogado de Diego, Tiago Ramos Gomes disse que, por enquanto, não vai comentar o caso.

O caso aconteceu na tarde de domingo (19). De acordo com o delegado Matheus Costa Melo, responsável pelo caso, ocorria um encontro de motos aquáticas e som automotivo no local quando houve o acidente.

“As duas vítimas estavam se preparando para subir em uma moto aquática quando foram atingidas pelo jovem, que pilotava o outro veículo. A mulher chegou a ser socorrida, levada ao hospital e está fora de perigo. Já o homem morreu no local”, disse o delegado ao site.

Melo informou que a moto náutica que o jovem pilotava pertencia ao patrão dele, que também estava no lago, mas foi embora logo após o acidente. À polícia, ele afirmou que ficou com medo de ser agredido.

Já Diego foi detido pela Polícia Militar e levado para a delegacia. O delegado informou que ele não tinha a habilitação obrigatória para conduzir o veículo. Após autuá-lo, foi estipulada fiança no valor de R$ 6 mil. Como ele não tinha o valor, permaneceu preso.

O jovem deve responder pelo crime de homicídio culposo, quando não há intenção de matar. A pena, em caso de condenação, varia entre 1 e 3 anos.

G1 Tocantins.