Mauro Carlesse toma posse para mandato-tampão no governo do Tocantins

Mandato vai até 31 de dezembro de 2018. Para assumir os cargos, governador e vice tiveram que renunciar aos cargos de deputados estaduais.

Durante discurso de posse, o governador disse que tem sido um período de aprendizado e destacou a mudança da “vida empresarial” para a política. O mandato de deputado foi o primeiro cargo eletivo de Carlesse.

“Quando eu cheguei na Assembleia, nunca tinha tido nenhum cargo e nunca tinha sido nem síndico de prédio […] Fico feliz pelo tempo que passei e por estar hoje no executivo. Precisamos do legislativo e dos demais poderes para conduzir esse estado e fazer com que seja um estado que o povo possa se sentir protegido e importante”, disse durante o discurso.

Antes da posse, Mauro Carlesse (PHS) e Wanderlei Barbosa (PHS) foram diplomados pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Marco Villas Boas. A chapa foi eleita no segundo turno da Eleição Suplementar com 75,14%. O mandato-tampão vai até 31 de dezembro.

A votação foi convocada após a cassação do ex-governador Marcelo Miranda (MDB) e da vice dele, Cláudia Lelis (PV). Os dois foram considerados culpados por captação ilegal de recursos para a campanha eleitoral de 2014 pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Carlesse fica no cargo até 31 de dezembro de 2018 e pode concorrer à reeleição em outubro.

Mauro Carlesse assinando termo de posse durante sessão (Foto: Reprodução/TV Assembleia)

Entenda

Mauro Carlesse foi escolhido para comandar o Tocantins no segundo turno da Eleição Suplementar, no dia 24 de junho. Ele teve 75,14% dos votos válidos contra 24,86% do senador Vicentinho Alves (PR).

O pleito foi marcado pelos enormes índices de abstenção. Os votos brancos e nulos e os eleitores que nem compareceram para votar somaram 51,83% do total. Mais de 527 mil pessoas não optaram por nenhum dos candidatos. O índice é recorde na história das eleições no estado.

Em Palmeirópolis, vereadores e aliados comemoram a vitória de Mauro Carlesse

Mais de 300 mil eleitores deixaram de registrar seus votos, um percentual equivalente ao número de votos obtidos por Carlesse.

Carlesse teve mais de 400 votos em Palmeirópolis, mesmo sem ter ido pessoalmente na cidade. Lideranças fortes no município, os vereadores Divino da Patrol, Fábio Gonçalves e Hildene Tóquio, uniram forças buscando aliados na tentativa de eleger o novo governador. Radiantes, os vereadores agradeceram toda equipe e os votos de confiança que conseguiram  

A eleição suplementar para governador do Tocantins, realizada neste domingo (3), vai ser decidida no segundo turno, em 24 de junho. A disputa será entre os candidatos Mauro Carlesse (PHS) e Vicentinho Alves (PR), os mais bem posicionados na eleição que teve sete candidatos. 

Carlesse, que ficou em primeiro lugar, com 30,3% dos votos, é deputado estadual e assumiu interinamente o governo do Estado após a saída do ex-governador Marcelo Miranda (MDB). Vicentinho, que teve 22,2%, é senador e está no último ano do seu mandato no Congresso.

Quem assumir ficará no cargo até  31 de dezembro. Novas eleições para governador ocorrerão normalmente em outubro.

Da disputa do primeiro turno em Tocantins participaram também Carlos Amastha (PSB), que ficou com 21,3%, a senadora Kátia Abreu (PDT), que teve 15,6%, Marlón Reis (Rede Sustentabilidade), com 9,9%, Marcos de Souza (PRTB), com 0,5%, e Mario Lucio Avelar (PSOL), que não teve os votos registrados porque sua candidatura aguarda análise do TRE.  

A eleição teve um alto índice de abstenção, superior a 30%. Em Tocantins, todos os eleitores foram recadastrados e 100% das urnas operam com o sistema biométrico, o que significa que o número de abstenção reflete efetivamente os que resolveram não participar do pleito. Houve também alto número de votos brancos e nulos.

Confira os votos obtidos em Palmeirópolis

Katia Abreu -970 votos

Vicentinho -856

Mauro Carlesse- 408

Marlon Reis -310

Carlos Amastha -201

Marcos de Souza -2 

Da redação

Mauro Carlesse visita Paraíso e Ataídes realiza reuniões no Sudeste nesta semana

Mauro Carlessse (PHS) e o senador Ataídes Oliveira (PSDB) farão reuniões para conhecer as demandas dos municípios do Tocantins.

Alguns dos pré-candidatos ao governo do Estado anunciaram nesta quarta-feira, 7, suas agendas de visitas pelo Tocantins nos próximos dias.

O presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins e deputado estadual Mauro Carlessse (PHS) e o senador Ataídes Oliveira (PSDB) farão reuniões para conhecer as demandas dos municípios.

Carlesse participa de encontro do partido nesta sexta-feira, 9, em Paraíso do Tocantins, no Solar Acqua Parque, setor Serrano I, a partir das 18h, quando mais uma vez será apresentado o projeto municipalista do PHS e apresentado seu nome como pré-candidato ao governo do Tocantins.

Conforme a sigla, a mobilização envolve 22 municípios do Vale do Araguaia com a expectativa de reunir dirigentes partidários do PHS, prefeitos, vereadores e outras lideranças da região.

“Nossa mensagem de mudança vem sendo muito bem aceita pela população. Por onde passamos fica claro que o cidadão espera uma gestão mais próxima dos municípios e com resultados rápidos em benefício de todos”, diz Carlesse.

O partido ainda informou que deve realizar encontros em outros municípios, sendo que está previsto ainda para este mês de março reunião em Palmas com a participação de lideranças nacionais e estaduais.

Ataídes no Sudeste

O pré-candidato ao governo do Tocantins e senador da República Ataídes Oliveira (PSDB) inicia nesta quarta-feira, 7, em Almas, na região Sudeste, a quinta etapa de visitas pelo Estado levando a proposta do “Pacto pelo Tocantins”.

De manhã o senador esteve em reunião na residência do ex-prefeito Leonardo Cintra. À tarde fará visitas institucionais a líderes do município e ao projeto de piscicultura Piracema e segue para Dianópolis, onde às 16h15 concederá entrevista à rádio comunitária local e se reunirá com vereadores às 18h.

Nesta quinta-feira, 8, Ataídes visita Novo Jardim, Ponte Alta do Bom Jesus, Taguatinga e Arraias. Natividade, Paranã e Palmeirópolis também estão no roteiro desta etapa. “A receptividade tem sido muito boa por onde passamos. Conversamos com líderes políticos e ouvimos as dificuldades de seus municípios”, avalia Ataídes.

Vereadores de Palmeirópolis visitam gabinete do deputado Mauro Carlesse

O presidente afirmou ainda que colocou para todos os municípios, inclusive Palmeirópolis dois (2) ônibus escolares, uma ambulância semi UTI para atender a população.

Os vereadores de Palmeirópolis Fábio Gonçalves (Podemos), Hildene Tokio (PSD) e Jamilton Guedes (PSD), acompanhados do deputado Wanderlei Barbosa, estiveram esta semana no gabinete do presidente da Assembleia Legislativa, Mauro Carlesse (PHS), para dialogar e agradecer pela emenda de autoria do deputado voltada a obras de interesses da região, como o trecho da “curva da morte”, no Apertado da Hora.

Foi aprovado (um milhão e duzentos mil) para este orçamento de 2018, com a finalidade de organizar o trecho. “Agora cabe ao governo executar o trabalho no local, este valor destinado está no PPA e no orçamento, vamos lutar para conseguir mais”, disse Carlesse.

Ainda segundo o deputado, “com esta ação, estamos assegurando o cumprimento desta meta na execução orçamentária para resolver de forma concreta este pesadelo que vem atormentando a comunidade de Palmeirópolis e municípios vizinhos que utilizam essa via de acesso”.  

O presidente afirmou ainda que colocou para todos os municípios, inclusive Palmeirópolis dois (2) ônibus escolares, uma ambulância semi UTI para atender a população.

Os vereadores retornaram à Palmeirópolis entusiasmado com com as emendas destinadas ao município e pretendem correr atrás para serem executadas.

Vereadores de Palmeirópolis Jamilton Guedes (PSD), Fábio Gonçalves (Podemos), deputado Mauro Carlesse (PHS) e Hildene Tokio (PSD).

Da redação      

 

Mauro Carlesse solicita serviço de Oncologia para Gurupi

De autoria do deputado Mauro Carlesse (PHS), um requerimento aprovado na ordem do dia da sessão matutina desta quarta-feira, 13, solicita ao Governo a implantação do serviço de Oncologia em Gurupi. Caso seja implantado no município, o setor atenderia a todos os pacientes de quimioterapia e radioterapia da região sul do Tocantins que precisam se deslocar à Capital ou outros estados para ter acesso ao tratamento.

Em alguns dos demais requerimentos aprovados, as sugestões são para a área da Segurança Pública. O deputado Elenil da Penha (PMDB) requer providências da Policia Militar para aumentar o efetivo e reforçar o policiamento em Araguaína, além da destinação de viatura da PM para atender ao município de Bandeirante.

O deputado José Salomão (PT) solicita a construção de uma ponte no Rio Palmas, que liga o povoado Mosquito ao município de Lavandeira. Outra solicitação do parlamentar é para que seja antecipado o cronograma de execução do Programa Luz Para Todos no município de Conceição do Tocantins.

Já o deputado Ricardo Ayres (PSB) requer estudo para instalação de rede de energia elétrica na zona rural, pelo Programa Luz para todos, para o município de Recursolândia. Ele também solicita ao Itertins – Instituto de Terras do Tocantins – medidas para a entrega de títulos definitivos de propriedade aos moradores da Ilha São Domingos, no município de Itaguatins.

Maisa Medeiros.
Foto: Clayton Cristus.