Avião cai sobre casa,mata criança e deixa dois feridos

Segundo corporação, menino foi levado para hospital por terceiros, mas não resistiu aos ferimentos. Piloto, em estado grave, e passageiro foram resgatados após ficarem presos às ferragens.

Um avião de pequeno porte, prefixo PU-EFG, caiu sobre uma casa na tarde deste sábado (11), no Setor Jardim Vista Bela, em Goiânia. Havia três pessoas a bordo. Segundo o Corpo de Bombeiros, uma criança, de 1 ano, morreu. O pai dela, mecânico aeronáutico, e o piloto, ficaram feridos.

Ainda conforme os bombeiros, a criança foi identificada como Davi Andrade do Amaral. Ela foi levada o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) por terceiros. A unidade de saúde disse que a família não autorizou o repasse de informações.

Além de Davi, estavam na aeronave Nehru El-Aouar, de 59 anos, dono e piloto, e Reginaldo Ernane do Amaral, mecânico aeronáutico, e pai de Davi. Eles ficaram persos nas ferragens, resgatados e levados para o Hugol.

O piloto foi resgatado inconsciente e em estado grave. Já o mecânico teve fratura na perna e estava consciente.

O presidente do Aeróclube de Goiás, Arsênio Neiva, disse ao G1 que o avião decolou do Aeródromo Brigadeiro Eppinghaus, às margens da GO-070, para um voo panorâmico.

Não houve incêndio após o acidente. A aeronave caiu sobre o telhado da residência e parou sobre o muro que a divide com outro imóvel.

No momento da queda, não havia ninguém na casa. O dono do imóvel está no local.

A assessoria de imprensa da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou ao G1 que a situação da aeronave é regular. O avião pertence à categoria experimental, quando é construído de forma amadora e atende a regras diferentes das utilizadas na aviação comercial.

Ainda de acordo com a Anac, por conta desta situação, o avião não precisa apresentar certificado de aeronavegabildade, documento necessário para que a aeronave possa voar, e Inspeção Anual de Manutenção (IAM), que avalia as condições mecânicas do avião.

Já a Força Aérea Brasileira (FAB), também por meio de sua assessoria, disse ao G1 que uma equipe do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA VI) irá ao local do acidente para fazer o trabalho de perícia.

Avião cai sobre casa em Goiânia e para sobre muro (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)Avião cai sobre casa em Goiânia e para sobre muro (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Avião cai sobre casa em Goiânia e para sobre muro (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação).

G1 Tocantins.

Ossada encontrada em mata é de adolescente desaparecido,diz SSP

Douglas José da Silva, de 17 anos, era procurado pela família desde junho deste ano, quando saiu de casa e não voltou; identificação foi confirmada após exame antropológico de arcada dentária.

Acidente na TO-134 mata estudante de 14 anos e deixa dois feridos

Marcos Roberto Pereira Cruz morava em um assentamento da região e cursava o 8º ano do ensino fundamental. O motorista e outro adolescente foram levados ao pronto-socorro em Araguaína.

Um acidente na TO-134 matou o estudante Marcos Roberto Pereira Cruz, de 14 anos, e deixou outras duas pessoas feridas nesta quinta-feira (9). Marcos Roberto morava em um assentamento próximo a cidade de Darcinópolis e cursava o 8º ano do ensino fundamental no Colégio Estadual José de Souza Porto.

O motorista e outro adolescente, de 12 anos, foram socorridos por moradores da região e levados para um pronto-socorro em Araguaína. Eles não tiveram ferimentos graves.

Segundo testemunhas, os três estavam em uma caminhonete quando o condutor perdeu o controle do veículo, atravessou a pista e capotou no acostamento da faixa contrária. O acidente foi na altura do km 160, próximo ao local onde o jovem morava.

O caso comoveu os colegas e professores do estudante. A Secretaria Estadual de Educação divulgou uma nota lamentando a perda do jovem. O corpo dele foi levado para o IML de Tocantinópolis e depois liberado para a família.

G1 Tocantins.

Filho mata pai com ‘mata-leão’ ao tentar proteger mãe de facadas em GO

Mesmo se tratando de legítima defesa, jovem foi detido até audiência de custódia.

Um jovem de 21 anos matou o pai asfixiado com um “mata-leão” após salvar a mãe de levar uma facada do homem. O caso aconteceu nesse domingo (22), em Anápolis.

Como conta o Mais Goiás, o detento do semiaberto Dolismar José Damas, de 41 anos, atacou a ex-esposa, Maria Núbia Damas, de 37, com uma faca durante uma briga.

Na tentativa de defender a mãe das agressões, o rapaz imobilizou o pai com uma “gravata”. Como o homem não parava de se debater, o jovem fez mais força e acabou asfixiando o pai.

O filho foi encaminhado à Central de Flagrantes, onde permanecerá detido até sua audiência de custódia. Como os policiais entenderam se tratar de legítima defesa, o rapaz foi conduzido sem algemas.

Segundo o subtenente Joel Soares Galvão, do 28° Batalhão da PM, Dolismar tinha “inúmeros” registros criminais por furto e homicídio. Ele, inclusive, já tinha atentado contra a vida da ex-mulher.

“Já foi à casa de Maria diversas vezes para importunar. Hoje Dolismar foi preparado para matá-la com uma faca, mas o filho conseguiu evitar, pois estava atrás dele e viu tudo. Deu um mata-leão, mas como o homem não parava de se mexer tentando se libertar, o rapaz imprimiu mais força gerando asfixia mecânica no criminoso”, conou.

Ainda de acordo com o policial, o “homem era daqueles que não aceitava o fim do relacionamento e vivia rondando a região para importunar a ex-companheira”.

O corpo dele foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Anápolis.

Noticia ao Minuto

Incêndio que começou em monte de lixo se espalha por mata em Talismã

Fogo destruiu área de 17 hectares antes de ser controlado pela Defesa Civil da cidade. Queimada foi próximo a um projeto de assentamento na zona rural.

Um incêndio que começou em um monte de lixo doméstico se espalhou por uma área de mata e destruiu cerca de 17 hectares na zona rural de Talismã, no sul do Tocantins. A Defesa Civil da cidade disse que levou quatro horas para controlar o fogo e que o caso foi próximo a um projeto de assentamento na região.

O fogo começou na tarde de sexta-feira (20), mas na manhã deste sábado (21) brigadistas voltaram ao local para fazer o trabalho de rescaldo e o monitorar a situação. A Defesa Civil informou que um morador teria tentando queimar o entulho e perdido o controle da situação. A propriedade dele e outras duas foram atingidas.

O caso foi próximo do local onde uma moradora causou um incêndio florestal no começo do mês após queimar folhas secas no quintal de casa. Ela foi tomar banho e só percebeu que as chamas tinham se espalhado quando saiu. Na época, foram destruídos 4,7 hectares de mata.

Fogo começou em monte de lixo doméstico (Foto: João Neto/Defesa Civil)Fogo começou em monte de lixo doméstico (Foto: João Neto/Defesa Civil)

Fogo começou em monte de lixo doméstico (Foto: João Neto/Defesa Civil)

Defesa Civil levou quatro horas para controlar as chamas (Foto: João Neto/Defesa Civil)Defesa Civil levou quatro horas para controlar as chamas (Foto: João Neto/Defesa Civil)

Defesa Civil levou quatro horas para controlar as chamas (Foto: João Neto/Defesa Civil)

G1 Tocantins.

Acidente mata mãe e bebê de oito meses na TO-262 entre Silvanópolis e Pindorama

Poliana Neres Correia, de 32 anos e o filho dela, Arthur Neres Gonçalves, morreram no local. A avó paterna da criança foi socorrida e levada para o Hospital Regional de Porto Nacional.

Um acidente na TO-262, entre Silvanópolis e Pindorama, matou Poliana Neres Correia, de 32 anos e o filho dela, Arthur Neres Gonçalves, de apenas 8 meses. O caso foi na tarde desta segunda-feira (16), o carro teria saído da pista e capotado. Os dois morreram no local, a avó paterno do menino, que também estava no carro, ficou ferida.

O Instituto Médico Legal de Porto Nacional disse que os corpos chegaram ao local no começo da noite e já foram liberados para a família. A avó foi levada para o Hospital Regional de Porto Nacional, ainda não há informações sobre o estado de saúde dela.

G1tocantins

Acidente grave mata mãe e bebê no Tocantins

Pelas primeiras informações, a criança teria oito meses e morreu no local. Outra mulher adulta foi socorrida e levada para o Hospital Regional de Porto Nacional.

Um acidente na TO-262, entre Silvanópolis e Pindorama, matou uma mulher e o filho dela. Pelas primeiras informações, a criança teria apenas oito meses, os nomes ainda não foram divulgados.

O caso foi na tarde desta segunda-feira (16). A Polícia Militar informou que a ocorrência ainda está em andamento e não há informações sobre as causas do acidente.

O Instituto Médico Legal de Porto Nacional disse que os corpos chegaram ao local no começo da noite. A família está providenciado a documentação para a liberação.

Pelas primeiras informações, há também uma mulher adulta que ficou ferida e foi levada para o Hospital Regional de Porto Nacional.

Seguimos acompanhando o caso.

G1tocantins

Acidente com caminhonete mata um idoso e deixa outros dois feridos na BR-230

O lavrador Paulo Pereira da Silva, 63 anos, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros com vida, mas chegou morto no hospital. Acidente aconteceu depois que o motorista perdeu o controle da direção.

O lavrador Paulo Pereira da Silva, 63 anos, morreu e outros dois idosos de 62 e 63 anos ficaram feridos após um acidente de trânsito na BR-230. O caso foi em um povoado na zona rural de Araguatins. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a caminhonete em que eles estavam capotou e ficou destruída.

Testemunhas disseram ao Corpo de Bombeiros que o motorista perdeu o controle da direção quando capotou e saiu da pista.

Quando os bombeiros chegaram ao local, todas as vítimas estavam com vida, mas Silva teve uma parada cardiorrespiratória e morreu à caminho do hospital.

O motorista de 62 anos e uma passageira, de 63, também foram socorridos e levados para o Hospital Municipal de Araguatins.

G1 Tocantins

Homem dá ré em carro e mata bebê da namorada em Goiás

Mulher ficou abalada e não conseguiu prestar depoimento; menino tinha 1 ano e 5 meses. Delegado disse que porção de maconha foi encontrada na casa, no Bairro do Sossego.

Um homem de 36 anos foi preso, na manhã desta quinta-feira (8), suspeito de dar ré no carro dele e matar o filho da namorada, de 1 ano e 5 meses, em Iporá, região central de Goiás.

Ainda não há informações exatas sobre como o acidente aconteceu, mas a suspeita é de que o menino estivesse engatinhando e tenha sentado atrás do veículo.

De acordo com o delegado Ramon Queiroz, a mãe, que tem 18 anos, e o menino passaram a noite na casa do homem. Pela manhã, quando ela quis ir embora, o homem foi para a garagem tirar o carro dele, para que o dela ficasse liberado. O acidente aconteceu no Bairro do Sossego.

“Tinha dois carros: o dela na frente e o dele atrás. Ele ia tirar o dele para ela poder sair. Ele abriu o portão, o som já ligou e ele deu ré. Ele não viu o menino. A mãe já veio de lá gritando e foi a hora que ele viu, pela reação da mãe”, diz o delegado. “A roda passou por cima da cabeça da criança, que morreu na hora.”

O casal está junto há cerca de seis meses. Em depoimento, o homem contou que fez uso de maconha à noite junto com a namorada. Na casa, foi encontrada uma porção da droga. Ele se recusou a ser submetido a exame toxicológico.

“Não conseguimos ouvir a mãe. Ela estava muito abalada, não conseguia falar, não conseguia dizer nem o nome dela. Ela vai fazer o exame para detectar possível presença de drogas”, explicou Ramon.

“Realmente foi um acidente. Não pode falar que ele tinha intenção de tirar a vida da criança. Não é possível nem afirmar que o uso de drogas possa ter influenciado”, completou.

O homem vai ser indiciado por homicídio culposo, cuja pena prevista no Código Penal varia entre um e três anos de prisão, e por posse de droga, uma contravenção penal.

G1 Goiás

Homem mata mãe idosa com golpes de guidão de bicicleta

Fernando Lino de Souza, de 33 anos, teria espancado a mãe por dinheiro.

Um homem de 33 anos espancou a mãe até a morte, com um guidão de bicicleta, nesta quinta-feira (22), no Distrito Federal.

Conforme a 27ª Delegacia de Polícia, em Riacho Fundo, Fernando Lino de Souza matou a mãe, Isabel Lino de Souza, 60, por causa de dinheiro.

Segundo a polícia, em depoimento, o suspeito teria dito que a mãe gastava muita água, e eles não tinham como pagar a conta – os dois viviam com a aposentadoria de Isabel.

“Foi burrice da minha cabeça”, desabafou Fernando Lino, declarando estar também arrependido, de acordo com o Metropóles. Familiares e vizinhos disseram à polícia que a mãe e o filho tinham problemas mentais.
A polícia foi acionada pela vizinha da família, a enfermeira Letíce Spíndola, de 38 anos, que chegou a prestar os primeiros socorros a Isabel.

Segundo Letíce, Isabel já teria levado três golpes e, na frente dela, foi atingida mais duas vezes. “Verifiquei os sinais vitais. Ela ainda deu alguns suspiros, mas não resistiu”, afirmou, em estado de choque. O próprio Fernando Lino teria pedido para a vizinha chamar a polícia. “Mandei ele manter distância para eu poder sair. Foi horrível”, lembrou ao site.

Irmãs da vítima disseram que os dois viviam na casa há dois anos e brigavam muito. O principal motivo seria o fato de o suspeito ser usuário de drogas.

Delegado da 27ª DP, Pablo Aguiar informou que Fernando já havia sido preso por tentativa de homicídio em 2012 e cumpria prisão domiciliar desde 2014. O suposto agressor será indiciado por feminicídio qualificado e pode ficar até 30 anos preso.

Noticias ao Minuto