Servidora pública é vítima de estupro após ser sequestrada na saída do trabalho; criminoso abordou mulher no estacionamento de praça

Uma mulher foi sequestrada e estuprada, na tarde desta quarta-feira, 1º de junho, em Palmas. A vítima, servidora pública, trabalha em um órgão na Praça dos Girassóis. A identidade dela não foi divulgada.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a mulher tinha acabado de deixar o serviço, quando foi abordada por um homem, no estacionamento do prédio público.

Armado, o suspeito obrigou a vítima a entrar no próprio carro e a dirigir até um matagal entre os setores Taquari e Jardim Aureny III, na região sul da capital.

Na sequência, o homem estuprou a servidora e fugiu com o veículo dela. A mulher conseguiu pedir ajuda, foi socorrida e encaminhada para o Hospital e Maternidade Dona Regina. Segundo a unidade, a vítima recebeu coquetel de remédios para doenças sexualmente transmissíveis e está sendo acompanhada por profissionais da saúde.

O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), comandada pela delegada Maria Haydee Alves Guimarães de Aguiar.

Assim que a ocorrência for registrada, a servidora deverá passar por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) e prestar depoimento. 

Até a conclusão deste texto, na noite de quarta, nenhum suspeito havia sido preso ou identificado pela polícia.(fonte rede to)

Adolescente foi estuprada em Gurupi e suspeito segue foragido

Uma adolescente, de 15 anos, foi estuprada por um homem no Setor João Lisboa da Cruz na noite desta quinta-feira (26). O suspeito trata-se de Domingos Alves de Souza, que é conhecido da família da menor. Até o fechamento da matéria, o acusado continuava foragido.

De acordo com informações da Polícia Militar e Polícia Civil, o estupro ocorreu por volta das 23h50 em um terreno baldio no Setor João Lisboa da Cruz, onde o Domingos, que é conhecido da família, teria se aproveitado de uma situação ao ter encontrado a vítima sozinha na rua e fez o ato sexual na adolescente.

A mãe da menor tomou conhecimento do ocorrido e foi registrar o caso na Central de Flagrantes de Gurupi na manhã desta sexta-feira (27). A adolescente passou por exames no Instituto Médico Legal (IML) e Hospital Regional de Gurupi (HRG) onde ficou constatado o ato sexual. A Polícia procura por Domingos, que ainda segue foragido.

Ainda segundo a Polícia Civil, Domingos tem passagens pela polícia, mas não foi informado por qual crime.(fonte:atitude tocantins)

Homem estupra e rouba R$ 250 de babá que esperava ônibus

Crime ocorreu na manhã de terça (24) em Bertioga, no litoral de São Paulo

Uma mulher foi estuprada e assaltada enquanto esperava um ônibus na manhã de terça-feira (24) em Bertioga, litoral de São Paulo.

A vítima, que tem 33 anos, foi levada para um matagal próximo à parada onde estava e foi forçada a fazer sexo com o suspeito, que estava armado. Depois, o homem roubou R$ 250 da mulher.

A babá ligou para a polícia e fez exame de corpo de delito. Ela prestou depoimento aos agentes, em que descreveu o estuproador como um homem moreno de olhos verdes e cabelo cacheado.

Segundo informações do G1, o caso é investigado pela Delegacia Seda do município, mas até o momento nenhum suspeito foi identificado ou detido.(fonte:notícias ao minuto)

Mãe de criança de 5 anos denuncia professor por estupro no Tocantins

Mulher relatou o caso ao G1 e desabafou: ‘Me senti no chão. É muito forte’.
Secretaria de Educação disse que professor foi afastado das funções.

Fonte:G1/TO

A mãe de uma menina de 5 anos apresentou denúncia contra um professor suspeito de estupro de vulnerável. O fato teria acontecido na Escola Municipal Domingos Sousa Lemos, em Araguaína, norte do Tocantins. A mãe da vítima contou ao G1 que desconfiou após a filha sentir fortes dores e se negar a querer ir à escola: “Me senti no chão”, desabafou.

A Secretaria Municipal de Educação informou que o professor já foi afastado das funções e instaurou um processo administrativo para apurar os fatos dentro da unidade.

O caso
A mãe relatou que no dia 8 deste mês, a filha chegou em casa reclamando de dores. “Ela chegou e foi direto para o quarto se deitar, queixando que sentia fortes dores na barriga e na cabeça”.

Na semana seguinte, a mãe disse que notou um sangramento nas partes íntimas da filha. No início, a menina disse que tinha sido empurrada por um colega e se machucado, ao cair no chão. “Ela ficou sem comer, não estava dormindo. Eu até pensei que fosse calazar.”

A mulher disse que os sintomas continuaram. Ela ficou preocupada e decidiu, no último domingo (17), levar a filha a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). “Nós chegamos e a médica perguntou o que ela estava sentindo. Ela falou que sentia dores nas partes íntimas. Depois, disse que o professor tinha abusado dela. A médica examinou e imediatamente mandou chamar o Conselho Tutelar.”

A menina foi encaminhada para o Hospital Regional de Araguaína, onde passou por exames, depois foi levada de volta para a UPA, onde ficou em observação.

“A todo o momento ela falava para os conselheiros que tinha sido abusada. Ela falou que o professor tinha tirado o piu-piu para fora e colocado nela”.

Na segunda-feira (19), o Conselho Tutelar acompanhou a família até à delegacia de Polícia Civil, onde os pais apresentaram denúncia contra o professor.

Desde esta data, a menina não frequenta mais a escola municipal. “Eu quero saber como aconteceu, onde foi, porque uma escola cheia de crianças, como ele conseguiu driblar todo mundo? A verdade vai aparecer. Quando eu soube me senti no chão. É muito forte, mas eu confio na minha filha.”

A mãe e a menina estão recebendo acompanhamento psicológico. A vítima está se recuperando e tomando remédios. Ela já fez exames que devem comprovar se aconteceu a conjunção carnal.

O Conselho Tutelar de Araguaína confirmou que a criança foi transferida e vai continuar recebendo acompanhamento psicológico. A delegada responsável não quis comentar sobre o caso.

Professor afastado
A Secretaria Municipal da Educação disse que afastou das funções o professor suspeito de cometer o suposto abuso contra a menor desde o conhecimento da denúncia. Além disso, a secretaria informou que instaurou um Processo Administrativo Disciplinar para apurar os fatos internamente.

A secretaria explicou também que está tomando todas as providências e ouvindo os funcionários que trabalham na unidade, colaborando com a investigação policial. “A  secretaria lamenta, repudia e combate atos que prejudicam o desenvolvimento físico, psicológico, cognitivo e afetivo dos alunos”, relatou em nota.

Homem que estuprava menina de 10 anos morre em presídio

Corpo foi removido pelo IML de dentro do presídio, em Goianira. A menina, vítima dos estupros, está grávida de 3 meses

O IML de Goiânia removeu o corpo de um homem de aproximadamente 53 anos de dentro do presídio de Goianira, na região metropolitana, na noite desta quinta-feira (21). Levi Gideão Batista da Silva, 53 anos, é suspeito de abusar sexualmente de uma menina de 10 anos, segundo a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP). Ele morreu menos de 24 horas depois de ser levado para a cadeia.

Segundo o Instituto Médico Legal de Goiânia (IML), a remoção do corpo dele foi feita entre 18h e 20h. Ele teria sido espancado até a morte. A criança, de 10 anos de idade, está grávida. Segundo a Polícia Civil, a denúncia da violência sexual foi feita pelo posto de saúde do município, que constatou a gravidez.

De acordo com a SSPAP, uma equipe do Samu foi chamada, mas o caminhoneiro acabou morrendo. A mãe da criança, que teria consentido com os abusos sexuais praticados por ele, também está detida na unidade, mas deve ser transferida para outro local.

Segundo a investigação, o suspeito morava com a mãe e a filha, mas não tinha nenhum tipo de relação afetiva com a mulher. Com a convivência, ele começou a abusar da menina tendo permissão da mãe dela. A criança, que é violentada, ainda segundo informações, desde os 8 anos de idade, está grávida há três e enxergava o caminhoneiro como seu marido. Ela foi levada para um abrigo da cidade onde vai ter acompanhamento de psicólogos.

Fonte:O Popular

Homem é preso por estuprar filha da ex-esposa no Tocantins

Crime foi registrado em Paraíso do Tocantins; menina tem dez anos.
Mulheres viram abuso enquanto subiam serra durante procissão.

Um pedreiro de 35 anos foi preso em flagrante por ter estuprado uma menina de dez anos, durante a Sexta-feira da Paixão, em Paraíso do Tocantins, a 63km de Palmas. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o homem teria buscado a filha da ex-esposa na casa dela e levado para a casa onde vive.

Conforme a secretaria, o abuso foi visto por algumas mães durante uma procissão da Semana Santa rumo a um cruzeiro que fica em cima da serra do Estrondo, na sexta-feira (25). O suspeito foi visto cometendo os abusos na casa dele.

O homem, que não teve o nome revelado, foi encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Paraíso do Tocantins. A criança realizou o exame para confirmar o abuso e o resultado deve sair nos próximos dias.

Ainda segundo a SSP, o estupro é um crime hediondo por isso não há fiança para liberação do suspeito. Ele responderá ao processo em regime fechado. Além disso, conforme a lei brasileira, mesmo se não houver conjunção carnal o abuso contra vulneráveis é considerado estupro.

http://g1.globo.com/to/tocantins/index.html