Homem é preso acusado de estuprar criança de oito anos no Tocantins

Abuso começou a ser investigado após uma denúncia feita pelo Disque 100. Investigações foram realizadas pela Delegacia da Criança e do Adolescente (Deca) de Araguaína.

Foi preso pela Polícia Civil de Araguaína um homem de 59 anos suspeito de estupro de vulnerável. Ele é investigado por abusar sexualmente de uma criança de oito anos. O crime começou a ser investigado após uma denúncia pelo Disque 100. Este é o quarto caso registrado em uma semana.

A prisão ocorreu na tarde desta terça-feira (3) em Araguaína, norte do Tocantins. As investigações foram feitas pela Delegacia da Criança e do Adolescente (Deca) e o suspeito foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva.

Segundo a polícia, foram colhidas provas que apontaram o suspeito como autor do crime. O inquérito foi concluído e será enviado à Justiça. O suspeito está preso na Casa de Prisão Provisória de Araguaína.

Outros casos

Prisões por estupro de vulneráveis têm se tornado cada vez mais comuns no Tocantins. Na maioria dos casos, os acusados são parentes ou conhecidos das vítimas. Nos últimos quatro dias, por exemplo, outras duas pessoas foram presas e um terceiro caso está sendo investigado.

Em Colinas do Tocantins, uma menina de 1 ano e 11 meses morreu após dar entrada em um hospital com perfuração no intestino e hematomas nas partes íntimas. O caso ainda está sendo investigado

Uma mãe foi presa em Tocantinópolis acusada de ser conivente com abusos cometidos contra a própria filha. O autor era companheiro da mulher e padrasto da menina. A mãe chegou a dizer que fez um quarto para que os abusos fossem cometidos.

Na região sul do estado, um jovem de 18 anos foi preso por estupro apósser encontrado com uma menina de 11 anos em Formoso do Araguaia. A menina estava desaparecida há dois dias.

 G1 Tocantins.

Imagem ilustrativa da internet

Homem é preso por tentar estuprar idosa de 83 anos

Jovem ainda agrediu a filha da senhora com um capacete.

Um homem de 21 anos foi detido acusado de tentar estuprar uma idosa de 83 anos dentro da casa dela e de agredi-la e à filha, de 60. O caso ocorreu na última sexta-feira (18), na cidade Patos de Minas, em Minas Gerais. O jovem ainda é suspeito de roubar objetos da vítima.

Os nomes dos envolvidos não foram divulgados no registro da ocorrência da Polícia Militar, noticia o UOL. Uma testemunha contou que viu quando o homem, que morava na mesma rua, entrou na residência e avisou a filha da vítima.

Quando a mulher de 60 anos chegou, viu sua mãe deitada na cama com o suspeito ao lado, nu. Ela, então, o empurrou e agarrou a idosa pelo braço e tentou tirá-la da residência.

No entanto, antes que as duas conseguissem, o acusado se vestiu, alcançou as duas, deu um tapa na mais nova e acertou ambas usando um capacete. A senhora de 83 anos caiu no chão após o golpe.

Após serem ameaçadas de morte, as mulheres começaram a gritar pedindo socorro. Neste momento, o suspeito voltou para o interior da casa, quebrou vários objetos e roubou outros. Enquanto isso, as duas, que sabiam onde ele morava e o conheciam de vista, correram até a casa da família dele e pediram ajuda.

Mesmo depois da tentativa dos familiares do jovem de resgatá-lo, o homem fugiu com uma machadinha gritando novamente que iria matar as duas mulheres. Ele, entretanto, foi contido antes de encontrá-las.

Noticia ao Minuto

Suspeito de estuprar e engravidar menina de 11 anos é preso no Tocantins

Homem tem 44 anos e teria atraído a vítima na saída da escola após convidá-la para passear. Mãe da criança só descobriu o abuso após ela passar mal por causa da gestação.

Um homem de 44 anos foi preso pela Polícia Civil nesta quinta-feira (19) suspeito de estuprar e engravidar uma menina de 11 anos em Sítio Novo do Tocantins, no norte do estado. Os abusos teriam acontecido após a vítima ser atraída na saída da escola com um convite para um passeio. A família não sabia do caso até a menina passar mal por causa da gestação.

O caso era investigado há alguns dias, após a criança dar entrada no Hospital Regional de Augustinópolis. Ela só contou sobre os abusos após a equipe médica constatar que ela estava grávida de cinco meses. Com medo, a menina não queria revelar o nome do agressor.

Após conversar com o policiais e com conselheiros tutelares ela acabou identificando o homem e informando que ele morava em Axixá, cidade vizinha a onde o crime aconteceu.

A prisão temporária do suspeito foi pedida pelo delegado Thyago Bustorff Feodrippe de Oliveira Martins e decretada pela Justiça na quarta-feira (18). O suspeito deve continuar preso até o juiz avaliar se vai determinar que a prisão se torne preventiva, quando não há prazo para a soltura. Um exame de DNA deve ser usado para provar a autoria do crime. O estado de saúde da criança não foi divulgado.

Imagem ilustrativa/internet

G1 Tocantins

Três homens são presos suspeitos de estuprar menina de 11 anos no Tocantins

Suspeitos foram capturados após o cumprimento de mandados de prisão temporária. Crime aconteceu em Miracema do Tocantins.

Três homens foram presos suspeitos de estuprar uma menina de 11 anos, em Miracema do Tocantins. Eles foram capturados nesta terça-feira (10) após o cumprimento de mandados de prisão temporária.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, os presos são: José Alves Pereira, de 38 anos, Domingos Pereira Bezerra, de 43 e Manoel da Conceição de França, de 61.

Segundo o delegado Clecyws Antônio, as investigações apontam que os três cometeram o crime de estupro de vulnerável. Os homens foram levados para a Cadeia Pública de Miracema.

G1 Tocantins

imagem ilustrativa gazetainterior

Suspeito de estuprar adolescente que carregava bebê é preso em Palmas

Crime aconteceu no dia 9 deste mês na região sul de Palmas. Segundo a polícia, homem de 32 anos confessou o crime durante interrogatório.

O suspeito de estuprar uma adolescente de 17 anos foi preso pela Polícia Civil nesta quinta-feira (15). Josafá Batista dos Santos, de 32 anos, foi capturado depois de um mandado de prisão temporária. 

O caso aconteceu no dia 9 deste mês, num matagal perto da Faculdade Católica do Tocantins, na região sul de Palmas, na quadra 1.401 Sul. No momento do crime, a vítima estava com um bebê no colo, de 1 ano.

No matagal, a polícia encontrou uma camisa desgastada com o tempo e que teria sido usada pelo criminoso para amarrar a vítima.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o suspeito, que também teria furtado o aparelho celular da vítima, confessou o crime durante um interrogatório. Depois de passar por exame no IML, ele foi levado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas.

G1 Tocantins

Jovem é preso suspeito de estuprar garoto de 5 anos

A delegada do caso, Eliane Gonçalves, relatou que o suspeito morou de favor com a criança que abusou e a mãe dela por um ano.

Um rapaz de 24 anos que vivia de favor na casa da vítima, foi preso nesta quarta-feira (7) suspeito de estuprar um menino de 5 anos, em Roraima. De acordo com informações da a Polícia Civil, o crime teria ocorrido no ano passado.

De acordo com a publicação do ‘G1’, o suspeito, que estava foragido, foi localizado pela manhã em uma fazenda no município de Alto Alegre, no Norte do estado e nega o crime. Ele foi preso em cumprimento a mandado de prisão por estupro de vulnerável.

A delegada do caso, Eliane Gonçalves, relatou que o suspeito morou de favor com a criança que abusou e a mãe dela por um ano. Ele dizia à mãe do menino que era homossexual, e que não tinha mais onde morar.

“Nós procurávamos por ele desde o dia 16 de agosto de 2017, quando a Justiça expediu o mandado de prisão, mas ele sempre estava fugindo e mudando de endereço”, detalhou a delegada, acrescentando que o suspeito foi visto na fazenda por um policial que avisou os demais sobre o paradeiro dele.

“Ele afirmava que a família dele não o aceitava e que ele queria voltar a estudar. A mãe da vítima, então, o recebeu na casa deles no bairro 13 de Setembro, em Boa Vista, por cerca de um ano, e ele ajudava nas tarefas de casa”.

Ainda de acordo com o ‘G1’, no dia 15 de agosto de 2017, no entanto, a mãe descobriu que o filho tinha sido abusado sexualmente. Ela notou que o garoto estava machucado e procurou a polícia. Exames comprovaram o estupro e o menino recebeu atendimento médico.

Noticias ao Minuto

Homem é condenado a 125 anos de prisão por estuprar a filha por dez anos em Goiás

Vítima teve quatro filhos com o pai. Mãe da garota também pegou 45 anos de detenção por ser conivente com os atos.

Um homem de 52 anos foi condenado a 125 anos de prisão por estuprar a filha por dez anos em Itaberaí, na região central de Goiás. Já a mãe dela pegou 46 anos de detenção por ter sido omissa quanto aos abusos. A vítima teve quatro filhos com o próprio pai.

A sentença é do juiz Gustavo Braga Carvalho. Além da prisão do casal, o magistrado determinou que eles paguem R$ 200 mil de indenização por danos morais à vítima.

Carvalho ainda condenou um amigo da família a oito anos de reclusão no regime semiaberto por ajudar a encobrir o crime. Ele registrou no nome dele os filhos que a vítima teve com o pai.

Abusos

Os abusos começaram em 2002, quando a vítima tinha 11 anos, sob violência e ameaças de morte até a primeira gravidez, em 2006. Ao ser constatada a gestação, ela foi submetida à força a uma tentativa frustrada de aborto.

A denunciante revelou que os estupros aconteceram mesmo quando ela estava grávida e durante o resguardo. Após o nascimento do segundo filho, os abusos cessaram por alguns meses, mas voltaram a acontecer até 2012.

“Nota-se, de forma clara, períodos de cessação delitiva. Ali, com apoio no diário escrito pela jovem, onde ela especifica datas e, inclusive, os locais das agressões, torna-se passível a determinação mais precisa das séries de crimes praticados pelo réu no curso de tempo examinado separadamente”, explica o juiz na decisão.

Ao longo de uma década, a vítima engravidou seis vezes, sendo que ocorreram dois abortos. A jovem só teve coragem de denunciar o pai aos 23 anos. Exames de DNA comprovaram a paternidade das crianças.

De acordo com o relato da vítima, a mãe tinha conhecimento dos estupros, mas não participava dos atos. Para o magistrado, a mulher falhou no dever de resguardar os direitos da filha: “Total inércia no sentido de proteger a liberdade e a dignidade sexuais e psicológica da vítima, levando à supressão da dignidade e do direito à vida e à segurança pessoal da jovem”.

G1 Goiás

Idoso é preso em flagrante suspeito de amarrar e estuprar menino de 9 anos no Tocantins

Homem era vizinho da criança em Palmas. Irmã do menino ouviu o grito e chamou outros moradores, que impediram que suspeito fugisse.

Um idoso de 66 anos foi preso em flagrante suspeito de amarrar e estuprar um menino de 9 anos no setor Morada do Sol I, em Palmas.

O caso ocorreu nesta terça-feira (9), por volta das 19h. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o homem era vizinho da criança.

Segundo a SSP, o idoso teria pedido ao menino que fosse comprar um lanche. Na volta eles comeram e o homem levou o menino para um quarto da casa do idoso.

Ele amarrou a criança e abusou dela. O menino conseguiu se soltar e gritou por socorro.

Conforme a SSP, a irmã do menino ouviu o grito e foi até o local. Ela conseguiu ver por uma fresta da janela que o menino tentava fugir do suspeito. Então a mulher pediu ajuda aos vizinhos que impediram que o homem fugisse e acionaram a polícia.

De acordo com a SSP, o homem foi preso em flagrante e vai responder por estupro de vunerável. Ele foi levado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas.

G1 Tocantins/Imagem ilustrativa 

Padrasto é preso suspeito de estuprar e engravidar enteada de 12 anos em Goiás

Segundo a PM, crime foi descoberto pela mãe da vítima devido às mudanças no corpo da menina.

Um homem de 30 anos foi preso suspeito de estuprar a enteada, de 12 anos, em Senador Canedo. Segundo a polícia, a adolescente está grávida dele. A hipótese é que os abusos aconteciam há mais de um ano.

A Polícia Militar informou que o homem morava com a mãe da vítima na Região Metropolitana de Goiânia. O crime só foi descoberto após a mãe perceber as mudanças no corpo da menina devido à gestação.

Pressionada, ela relatou os abusos que aconteciam dentro da casa. “Ela contou que foi seduzida por ele e ficou mantendo esse relacionamento durante esse período, mas como é criança, não tem como se posicionar”, disse o tenente Daniel Resende.

De acordo com a PM, quando a mãe da vítima descobriu o crime, expulsou o suspeito de casa. Porém, o homem ainda a ameaçava. A polícia, então, foi acionada. O suspeito foi encontrado próximo à residência da adolescente e disse que estava tentando uma reconciliação com a mãe.

A corporação disse que o suspeito confessou o crime. “Ele disse que morava com a mãe, mas que com o tempo, começou a se envolver com a filha, se sentir atraído por ela. Ele fala com uma certa naturalidade, como se fosse algo normal”, disse o tenente da PM.

Ele foi levado para a Delegacia da Mulher de Goiânia e autuado por estupro de vulnerável.

 G1 Goiás

Lavrador é preso por estuprar a filha de cinco anos no Tocantins

Exame comprovou que criança sofria agressões físicas e que foi abusada sexualmente. Crime aconteceu em Sampaio, a 653 km de Palmas.

Um lavrador de 26 anos foi preso em Sampaio, a 653 km de Palmas, por estuprar a própria filha, de apenas cinco anos de idade. As informações são da Polícia Civil, que fez a prisão na tarde desta sexta-feira (27), após conseguir autorização da Justiça. O homem não foi preso em flagrante, mas exames feitos na criança comprovaram as agressões.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Eduardo Morais Artiaga, o crime foi descoberto quando os policiais atenderam a uma denúncia de que a criança sofria agressões físicas por parte do pai. A menina foi levada ao Instituto Médico Legal de Augustinópolis para fazer um exame de corpo de delito.

Durante a conversa, a menina confidenciou que o lavrador costumava apalpar as partes íntimas dela. A polícia então pediu um segundo exame, de conjunção carnal, que confirmou a agressão sexual contra a vítima.

A polícia conseguiu autorização da Justiça e prendeu o homem em casa. Ele prestou depoimento na Delegacia de Augustinópolis e depois foi levado para a Cadeia Pública da cidade, onde vai aguardar decisão da Justiça.

G1/Tocantins