Acidente entre ônibus escolar e carro deixa um morto no Tocantins

Motorista de carro de passeio não resistiu. Bombeiros informaram que não havia estudantes no transporte público; batida aconteceu na zona rural de Araguatins.

Um ônibus escolar e um carro de passeio se envolveram em um acidente na TO-010, na zona rural de Araguatins, na manhã desta sexta-feira (25). O Corpo de Bombeiros informou que o motorista do carro não resistiu e morreu no local. O veículo ficou completamente destruído. A batida aconteceu por volta das 6h20.

O IML informou que a vítima foi identificada como Roberto Rondinelli Rocha, de 36 anos. O site busca informações sobre o estado de saúde do motorista do ônibus.

A Polícia Militar disse que está no local e não passou outros detalhes. Os Bombeiros informaram que não havia estudantes dentro do transporte público, já que o motorista estava saindo da cidade para buscar os alunos na zona rural.

Municípios têm diferença negativa de valores da Merenda Escolar recebidos em 2018

Equívoco da equipe do FNDE levou ao cadastro errado de matrículas na modalidade de ensino Tempo Integral, que exige mais recursos.

A Associação Tocantinense de Municípios (ATM) informa a perca de recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) enviados à Rede Municipal de Educação em 2018.

A entidade municipalista chegou à constatação após estudo realizado pela União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), que observou diferença entre os valores referentes ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb e os valores do PNAE.

Quando confrontados os valores para estimativas do Fundeb, divulgados por meio da Portaria Interministerial n° 10, de 2017, com os números da clientela atendida pelo PNAE, a ATM observou diferença entre os dados analisados, principalmente no que se refere às matrículas na modalidade de ensino de Tempo Integral, consideradas ainda aquelas realizadas dentro do Programa Mais Educação.

Números da defasagem

Segundo o estudo da Undime, numa primeira estimativa, há uma defasagem de valores da ordem de R$ 6.759.626,00, número que pode elevar acima dos R$ 10 milhões, se observados também as matrículas efetivadas no Programa Novo Mais Educação, que teve o prazo de adesão em dezembro de 2017. O estudo sugere ainda que as diferenças nos valores podem ter sido resultadas de uma analise equivocada do banco de dados do Censo Escolar 2017, por parte da equipe do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Acompanhamento

O presidente da ATM e prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano, afirma que a entidade irá acompanhar a questão. “Vamos acionar nossa assessoria jurídica para que acompanhe junto à Undime a negociação com o Ministério da Educação, por meio do FNDE, no sentido de que a situação cadastral dessas matrículas seja corrigida e a diferença dos valores restituídos aos Municípios tocantinenses”, defendeu Mariano, ao revelar que as prefeituras já receberam dois repasses do PNAE no ano letivo de 2018.

Como publicado na Resolução Nº 1, de 8 de fevereiro de 2017,  “atualmente, os valores repassados pela União a estados e municípios por dia letivo, para cada aluno são definidos de acordo com a etapa e modalidade de ensino”. Para as escolas de ensino fundamental e médio é repassado o valor de R$ 0,36 aluno/dia destinado à compra de merenda escolar, enquanto para as unidades que ofertam ensino de Tempo Integral é repassado o valor de R$ 1,07 para a aquisição da merenda. “Isso justifica altos valores de defasagem dos repasses para aquisição da merenda escolar de escolas de tempo integral”, avalia o presidente da ATM. 

Associação Tocantinense de Municípios – ATM

Acidente grave com ônibus escolar em Goiás deixa feridos e ao menos um morto

Segundo o Corpo de Bombeiros, veículo transportava 18 passageiros e caiu em um trecho em obras da GO-080.

Um acidente com um ônibus escolar na GO-080, em Nerópolis, deixou ao menos um morto e quatro feridos na manhã desta segunda-feira (7). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o veículo transportava 18 passageiros e caiu em um trecho em obras no sentido que saia de Petrolina em direção ao município.

As vítimas foram socorridas pela corporação, Samu e ambulância da Prefeitura de Nerópolis e encaminhadas para hospitais da cidade.

Os bombeiros informaram que cinco pessoas foram resgatadas com ferimentos, mas uma morreu no hospital.

Ônibus escolar sai da pista e deixa ao menos um morto, em Nerópolis (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Ônibus escolar tomba após problema mecânico e professor fica ferido no Tocantins

Caso foi na rodovia TO-365, na zona rural de Gurupi. Prefeitura informou que 19 alunos estavam no veículo, mas que não tiveram ferimentos no acidente.

Um professor da rede municipal de educação de Gurupi ficou ferido após um acidente com um ônibus escolar na tarde desta terça-feira (27).

O acidente foi na rodovia TO-365, na zona rural da cidade. A prefeitura informou que 19 alunos estavam no veículo no momento do acidente, mas não tiveram ferimentos.

Testemunhas disseram que o ônibus teve problemas mecânicos antes de tombar, mas a prefeitura afirma que a manutenção estava em dia.

As causas serão apuradas por uma perícia. O professor que ficou ferido teve escoriações e não precisou ficar internado.

Outro ônibus foi chamado para transportar os passageiros até a escola. A maioria dos alunos mora no povoado do Trevo da Praia.

G1 Tocantins

Acidente com van escolar deixa três mortos e adolescentes feridos no sudeste do Tocantins

Segundo Polícia Civil, carro bateu em um bezerro, fazendo o veículo invadir a pista contrária e se chocar com a van.

Três pessoas morreram após uma batida entre um carro e uma van escolar na TO-050, em um trevo com sentido a Conceição do Tocantins.

O acidente aconteceu na manhã deste sábado (24), por volta das 7h. Quatro adolescentes que estavam na van ficaram feridos.

Segundo informações da Polícia Civil, o carro bateu em um bezerro, fazendo o motorista perder o controle da direção e o veículo colidir com a van escolar que trafegava em sentido contrário.

O motorista do carro ficou preso às ferragens e morreu no local. O condutor da van, identificado como Joaquim Ramalho dos Santos e o passageiro do carro chegaram a ser socorridos, mas morreram a caminho do Hospital Regional de Arraias.

Os corpos serão levados para o Instituto Médico Legal de Natividade.

Os adolescentes que estavam na van foram socorridos por pessoas que passavam pelo local e levados para hospitais de Arraias e de Conceição do Tocantins. O veículo tinha saído de Conceição e levava os menores para Arraias.

G1 Tocantins

MPE quer que prefeito de Paranã pague multa por descumprir sentença que obriga município a regularizar transporte escolar

A situação foi confirmada pelo Conselho Tutelar.

O Ministério Público Estadual (MPE) ajuizou pedido de cumprimento de sentença contra o prefeito de Paranã, Fabrício Viana Camelo Conceição, no qual requer que o gestor seja obrigado a pagar multa no valor de R$ 65 mil por ter descumprido decisão judicial que obrigou o município a manter o transporte escolar funcionando regularmente, sem interrupções.

O pedido relata que o prefeito tomou conhecimento da sentença relativa ao transporte escolar em 11 de dezembro de 2017.

Como o período letivo de 2018 no município de Paranã teve início em 15 de fevereiro e o pedido de cumprimento da sentença foi ajuizado em 27 de fevereiro, existem 13 dias de multa a serem pagos, perfazendo o total de R$ 65 mil. A multa diária tem valor fixado em R$ 5 mil e foi imposta à pessoa do gestor municipal.

O Ministério Público requer também que o prefeito seja intimado a comprovar a regularização do transporte escolar, sob pena de pagar multa relativa aos dias posteriores ao ajuizamento do pedido de execução da sentença.

A sentença para a regularização do transporte escolar foi proferida em 17 de outubro de 2017, no âmbito de uma Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Estadual ainda no ano de 2015.

Segundo o Promotor de Justiça Milton Quintana, a situação nunca foi resolvida e ainda agravou-se na atual gestão municipal.

A interrupção do serviço foi conferida recentemente em diligência do próprio MPE, na qual foram ouvidos pais de alunos, motoristas e professores, restando comprovado que os estudantes das escolas públicas do município estão praticamente sem transporte escolar.

O Mapa da Noticia entrou em contato com o prefeito mas até o momento não obteve resposta. 

Assessoria de Comunicação do MPE-TO/Flávio Herculano

​Em Gurupi Diretora Regional de Educação visita escola e faz entrega de material escolar

A Diretora Regional Sonia Dal Molin deu as boas vindas aos discentes e ressaltou que esse ano o ensino será diferente.

No primeiro dia de aula a Diretora Regional de Educação de Gurupi, Sonia Maria Dal Molin Machado, esteve visitando algumas escola onde recebeu os alunos para o 1º dia de aula de 2018.

Durante a visita a Escola Estadual Vila Guaracy os alunos ficaram felizes com a recepção dos professores e com os cadernos oferecidos pela SEDUC (Secretaria de Estado da Educação, Esporte e Juventude do Tocantins).

A diretora da Unidade escolar ressaltou que está muito animada, e diz que para 2018 “Temos a convicção que será uma ano de muito sucesso para nossos alunos, porque nosso objetivo é esse, dar continuidade ao trabalho que foi começado em 2017, hoje com mais certeza e segurança do caminho que devemos seguir”.

Na Escola Estadual Hercilia Carvalho da Silva, os alunos também, foram acolhidos por toda equipe da escola, foi uma recepção que os alunos nunca tiveram antes, estão muito satisfeitos com a nova forma de recepção.

A Diretora da Escola Hercília Nilcéia Camargo disse que a escola realizou um momento de interação e disse que as expectativas para 2018 é que  “A equipe diretiva junto com a equipe pedagógica possam garantir ao aluno o acesso, o atendimento, a permanência e o sucesso no processo ensino aprendizagem na formação do ser humano”, ressaltou.

A Diretora Regional Sonia Dal Molin deu as boas vindas aos discentes e ressaltou que esse ano o ensino será diferente, e que as escolas não vão dar aulas nos sábados e feriados como foi em 2017. Sonia ainda diz “Nós queremos de vocês dedicação máxima,  todos querendo aprender, para que o professor consiga ensinar, então desejo a vocês muita vontade, muito animo, queremos que vocês tirem a nota máxima no ENEM, estudem”, finalizou.​

Leila Novais /Governo do Tocantins

No Tocantins, adolescente fica ferida após ônibus escolar tombar em zona rural

Veículo transportava pelo menos 12 crianças e adolescentes para a zona rural de Nazaré, no norte do Tocantins. Secretário executivo da prefeitura substituía motorista do ônibus e perdeu o controle.

Uma adolescente ficou ferida depois que um ônibus escolar tombou no povoado Raiz, zona rural de Nazaré, região norte do Tocantins. O veículo transportava pelo menos 12 crianças e adolescentes. A garota sofreu um corte na cabeça e foi levada para o hospital. Um vídeo gravado por um aluno e publicado em redes sociais mostra o ônibus com os vidros quebrados momentos após o acidente.

O acidente aconteceu nessa quarta-feira (8). Segundo o secretário da educação do município, Silvio Ferreira dos Santos, o motorista oficial estava com problemas de saúde e foi substituído pelo secretário executivo municipal. O povoado fica cerca de 15 km do centro da cidade.

A prefeita de Nazaré, Maria Elvira Chagas (PV), informou que o secretário fazia o percurso com cuidado, mas perdeu o controle e bateu na ribanceira por causa da estrada molhada. “Em época de chuva essas estradas ficam muito ruins”, disse.

A cidade não possui Corpo de Bombeiros. Um carro da prefeitura levou os estudantes nas casas dos pais depois do acidente. A adolescente ferida foi socorrida e já recebeu alta do hospital.

A prefeitura informou que o ônibus foi substituído e o motorista voltou para ao serviço. A Polícia Militar (PM) informou que não foi chamada ao local e só soube do acidente na manhã desta quinta-feira (9). A Polícia Civil disse que não foi registrado boletim de ocorrência do caso.

G1/TO

Em Jaú do Tocantins, menor é apreendido por atear fogo em motorista

A cidade de Jaú esta em choque pelo ocorrido.

Policiais militares do Destacamento da PM em Jaú do Tocantins, área circunscricional do 4º BPM, apreenderam no início da tarde de terça-feira, 24, um adolescente por lesão corporal.

A apreensão do menor ocorreu após os militares tomarem conhecimento que o referido adolescente havia ateado fogo em um motorista do ônibus escolar. Leonor da Silva Ribeiro, de 39 anos. O caso aconteceu na zona rural de Jaú do Tocantins, a 378 km de Palmas, nesta terça-feira (24), por volta das 18h30.

Diante das informações os policiais se deslocaram até a Unidade Básica de Saúde – UBS do município, onde constataram a veracidade dos fatos e foram informados pela vítima que o adolescente vinha pegando carona no ônibus escolar e causando transtornos durante o trajeto e que ao chegar no endereço onde reside o menor, a vítima Leonor fora surpreendido pelo autor jogando e ateando fogo a sua camisa.

A vítima foi socorrida por populares no momento da agressão, sendo socorrida para a UBS e encaminhada posteriormente para o Hospital Regional de Gurupi – HRG com queimaduras nas costas, nuca e no rosto.

Diante dos fatos, os militares juntamente com o Conselho Tutelar se deslocaram na residência do adolescente, sendo este e sua genitora conduzidos para a Central de Flagrantes de Alvorada para os procedimentos cabíveis.

Segundo informações a vitima passa bem e está fora de perigo.

Menor jogou gasolina e em seguida ateou fogo em motorista de onibus escolar. (Foto: divulgação)

Informações ascom 4ªBPM

MPE obtém decisão judicial que obriga município de Paranã a regularizar o transporte escolar

Segundo a decisão judicial, o município tem o prazo de 30 dias para regularizar a situação dos condutores

A Justiça julgou procedentes os pedidos apresentados pelo Ministério Público Estadual (MPE) em Ação Civil Pública e expediu decisão, no último dia 17, obrigando o município de Paranã a regularizar a oferta de transporte escolar para os estudantes da zona rural.

Entre as diversas irregularidades que precisam ser corrigidas estão a ausência de itens de segurança nos veículos, a atuação de condutores sem carteira de habilitação na categoria adequada (D) e sem o curso de especialização exigido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e a interrupção do serviço de transporte em razão dos veículos danificados que são frequentemente encaminhados para conserto.

As irregularidades foram detectadas em inspeção técnica, realizada a pedido do Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Infância e Juventude (Caopij).

Segundo a decisão judicial, o município tem o prazo de 30 dias para regularizar a situação dos condutores, para adequar os veículos e submetê-los à inspeção do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e para comprovar o cumprimento integral da Resolução nº 006/2009 do Conselho Estadual de Trânsito (Cetran), documento que regulariza aspectos como itens de segurança obrigatórios, idade operacional dos veículos utilizados no transporte escolar e necessidade de autorização e de vistoria para que estes veículos transitem em vias públicas.

A decisão também obriga o município a não interromper o serviço de transporte escolar, devendo a administração manter veículos adicionais para a eventual reposição daqueles que venham a ser danificados, conforme especifica a Resolução nº 006 do Cetran.

Em caso de descumprimento da sentença, será imposta multa diária e pessoal ao prefeito de Paranã no valor de R$ 5 mil, proporcional a cada item descumprido.

A Ação Civil Pública que requer as correções no serviço de transporte escolar foi ajuizada no ano de 2015 pela Promotoria de Justiça de Paranã.

Assessoria de Comunicação do MPE-TO/Flávio Herculano