Idoso morre após descer de ônibus e ser atropelado pelo veículo

Testemunha disse que motorista do transporte público esperou idoso descer, fechou a porta e saiu devagar com o veículo. Acidente aconteceu na Arse 23 (antiga 208 Sul), na capital.

Amaro Soares Silva, de 82 anos, morreu após descer de um ônibus do transporte público de Palmas e o veículo passar por cima dele. O acidente aconteceu na tarde desta sexta-feira (6), na Arse 23 (antiga 208 Sul), na capital.

O ônibus era da Linha 91- HGP/UFT. Uma mulher que esperava o veículo, viu quando o idoso desceu. Ela conta que entrou após o homem descer. Diz que o motorista esperou para fechar a porta e saiu devagar.

“Ele [o motorista] gritou ‘corre que o senhor passou mal’. A gente correu para ver o que tinha acontecido. Quando a gente chegou, viu que o pneu do ônibus tinha passado por cima, mas o motorista não sabia. A porta do ônibus já estava fechada, ele esperou descer. Eu não sei o que aconteceu, se o senhor passou mal ou se ele se desequilibrou no meio- fio”, conta.

Ela contou ainda, que os passageiros perceberam que o ônibus passou por cima de alguma coisa, mas não imaginavam que o idoso tinha caído. “A gente sentiu o pneu passando por cima de algo e quando a gente correu para ver era o senhor”, conta.

Em nota, a Prefeitura de Palmas disse que a segurança viária é prioridade e abrirá um procedimento administrativo para apurar rigorosamente as causa do acidente. O acidente também será investigado pela Delegacia de Trânsito da Polícia Cívil que apontará os responsáveis.

G1 Tocantins.

Ponte ameaça cair e alunos precisam descer de veículo e atravessar a pé no sul do Tocantins

Para evitar acidente, estudantes descem do veículo e atravessam a pé. “É arriscado para a gente passar todo os dias carregando vidas”, diz o motorista.

Uma ponte de madeira é um dos principais acessos para 10 propriedades na zona rural de Gurupi. Mas a estrutura começou a cair e os moradores da região temem que ela caia. O lugar é rota para o transporte escolar e para evitar acidente, os alunos precisam descer do veículo e atravessar a pé.

“Está muito perigoso. É arriscado para a gente passar todo os dias carregando vidas”, diz o motorista Jeciclei Moreira.

Os pais temem que a situação piore. “Eu fico com medo pelo meu filho vir porque é perigoso. Ninguém toma providência. Tem que arrumar porque o trajeto é esse”, reclama Tatiane Xavier.

O pecuarista Dirceu Romera precisa passar pelo local todos os dias e não está mais confiante na estrutura de madeira. “A maioria está podre e a parte de concreto está rachada em baixo. Ela não caiu porque tem um pau atravessado que fica sustentando, senão já tinha caído. Para caminhão pesado é um risco”, diz.

Segundo os moradores da região, a situação da ponte começou a piorar depois que uma viga caiu quando um caminhão tentou passar. O veículo ficou preso e só foi retirado com a ajuda de um trator. O problema pode ficar ainda pior porque outras vigas ameaçam cair, pois estão deterioradas por cupins. Além disso, também há madeiras podres.

A dona de casa Salete do Nascimento não arrisca e desce da motocicleta para atravessar. “Eu sempre desço porque eu tenho medo de cair no buraco”, conta.

Em baixo da ponte tem problema também. Uma das cabeceiras de concreto está rachada e isso tem preocupado o trabalhador rural Jailson Santana. “Tem que fazer alguma coisa, é uma estrada bem movimentada. É um risco porque chega a passar mais de 30, 35 mil toneladas”, afirma.

Em nota, a Prefeitura de Gurupi informou que a recuperação da ponte começará nesta terça-feira (28) e até quinta-feira (30) estará pronta.  

G1/Tocantins