Mais de 42 mil crianças são vacinadas contra sarampo e pólio no Tocantins

Campanha segue até o dia 31 deste mês e a meta é imunizar mais de 99 mil crianças de 1 a 5 anos de idade.

Do dia 6 deste mês até esta segunda-feira (20), mais de 42 mil crianças foram vacinadas contra a poliomielite e o sarampo em todo o Tocantins. Os dados são da Secretaria Estaudal da Saúde. A meta é imunizar 99.049 até o dia 31 deste mês. Fazem parte do público alvo crianças maiores de 1 ano e menores de 5.

Crianças imunizadas

Sarampo 42.165 42,57%
Poliomielite 42.360 42,77%
Meta 99.049 100%

As doses contra poliomielite são administradas pela via oral e toda crianças devem tomar. Inclusive, as que já tenham recebido uma ou mais doses anteriormente.

No caso da vacina contra o sarampo, a única exceção é para as crianças vacinadas contra a doença há menos de 30 dias. Após esse período, pode se receber nova dose na campanha sem problemas. Este é o motivo pelo qual o número de crianças vacinas contra o sarampo é um pouco menor. 

O Dia D de vacinação foi realizado no último sábado (18) em todo o estado. Na capital, a meta é vacinar 17,4 mil menores. Até o momento, 7 mil já foram imunizadas.

‘O sarampo que já era considerada uma doença erradicada no país, nos últimos anos, tivemos mais de 1.2 mil casos e mais de 5 mil estão em investigação. Portanto, lembramos aos pais e responsáveis que levem seus filhos a uma das nossas unidades. A campanha vai até o dia 31, então nós temos tempo para alcançar essas 10 mil crianças que ainda faltam a serem vacinadas”, disse o secretário municipal de Saúde, Daniel Borini.

No ano passado, 82,6% das crianças que integravam o público alvo foram vacinadas contra a poliomielite no Tocantins. Em 2016, foram 84.7%, segundo dados do Ministério da Saúde.

Onde vacinar

Em Palmas são 32 salas de vacinação. O atendimento nas salas de vacinas é das 7h às 17h. Veja os locais de vacinação abaixo.

Em Gurupi, no sul do estado as doses estarão disponíveis em 13 unidades básicas de saúde e na policlínica. O horário de atendimento será das 7h às 17h e é preciso levar o cartão de vacina. A meta no município é vacinar 4.917 crianças.

Em Araguaína, norte do Tocantins, a vacinação está sendo feita em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h30 e às 17h30. São 19 salas de vacinação e, segundo o município, a meta é vacinar 95% do público alvo, que conta com 10.992 crianças.

G1Tocantins

Pesquisa: crianças obesas apresentam gordura no fígado muito cedo

Nos Estados Unidos, patologias no fígado são comuns entre crianças e adolescentes.

obesidade infantil é um mal que tem sido considerado pelos órgãos de saúde pública como epidemia mundial. E um estudo publicado no Journal of Pediatrics, mostrou que o excesso de peso pode afetar o fígado das crianças a partir dos 8 anos de idade.

A pesquisa apontou que o aumento de gordura no abdômen das crianças aumenta a probabilidade de que tenham marcadores para doença hepática gordurosa não alcoólica.

O que é a doença hepática gordurosa não alcoólica?

É resultado do acúmulo de muita gordura no fígado, levando a inflamações e danos. Nos Estados Unidos, aproximadamente 80 milhões de pessoas sofrem com patologias no fígado, sendo incidente em crianças e adolescentes.

E a obesidade infantil no Brasil?

Em estudo recente sobre a obesidade infantil, conduzido pelo portal Trocando Fraldas com 10 mil participantes de todo o Brasil, sendo 3800 mães, mostrou que de 10% das crianças acima do peso, 1 em cada 5 já teve algum problema de saúde devido a obesidade. Outro dado alarmante é que 59% das famílias brasileiras não incentiva o filho à prática de alguma atividade física. Entre mulheres mais jovens de 18 a 24 anos, o índice sobe para 69%.

O risco de obesidade em crianças sem incentivo a qualquer atividade física aumenta em 50% e a probabilidade de que crianças se tornem obesas comendo em frente a aparelhos eletrônicos aumenta em 33%.

A pesquisa também mostrou que mais da metade dos pais precisa reclamar com os filhos pelo excesso de tempo que passam em frente a aparelhos eletrônicos. A obesidade também pode levar a problemas como diabetes, hipertensão, colesterol alto, entre outros.

O que se pode fazer para reverter o quadro?

É essencial que se cuide da dieta das crianças, evitando ao máximo o consumo de alimentos gordurosos e de guloseimas em geral. As brincadeiras ao ar livre e esportes devem ser estimulados pelos cuidadores da criança, que nem sempre são os pais.

Em caso de criança acima do peso, é essencial que um especialista seja procurado para que medidas sejam tomadas para reverter este problema de saúde.

Noticia ao Minuto

‘Pensei em outras crianças’, diz mulher que se passou pela filha e ajudou a prender suspeito de assediar a menina

Rapaz entrou em contato com a garota de 11 anos disse que ia ‘ensiná-la a beijar’. Ele foi preso em flagrante em Marília (SP), mas liberado após audiência de custódia.

A mãe da menina de 11 anos que foi assediada por um jovem de 20 anos em conversas pelo WhatsApp ainda está chocada com a situação. Ao saber do contato do criminoso, ela procurou a polícia e foi orientada a dar continuidade à troca de mensagens passando-se pela filha.

A mãe combinou de se encontrar com o rapaz e, no local acertado, ele foi detido pela polícia enquanto aguardava a chegada da menina.

“Pensei em outras crianças, não queria que acontecesse isso com elas, por isso tive coragem de continuar a conversa com ele”, conta a mãe.

“A todo momento ele insistia no encontro e escreveu coisas obscenas, mesmo sabendo que entrou em contato com uma menina de apenas 11 anos. Foi uma situação horrível”, completa.

A mãe conta que o jovem chegou até a filha porque a menina acabou colocando o celular dela no perfil em uma rede social e esqueceu de apagar. “Eu troquei o chip do número dela por causa do contrato com a operadora e, para avisar as amigas, ela colocou o número no Facebook. Foi assim que ele descobriu”, conta a mãe.

Ela diz que ficou incomodada com o contato do rapaz, que insistiu em manter a conversa mesmo após a menina dizer que só tinha 11 anos. “Ela veio e me contou: ‘olha só mãe que feio, esse rapaz tem 20 anos e veio falar comigo. O que eu faço?’ Eu fiquei em choque na hora e liguei para Polícia Militar para saber o que fazer.”

Durante as conversas a que o G1 teve acesso, o rapaz insiste no encontro e em uma das mensagens ele chega a dizer: “Eu te ensino a beijar, se você quiser”.

O rapaz foi preso no local onde esperava a menina. No dia seguinte, no sábado (28), ele passou por audiência de custódia e, segundo informações do Tribunal de Justiça, teve a liberdade provisória concedida.

Para mãe ficou a preocupação com a filha em relação aos perigos da exposição das crianças nas redes sociais, mas também o alívio de não ter acontecido nada de mais grave. “Ela sempre foi uma menina muito bem orientada, tanto que veio logo me contar, mas dá muito medo, já troquei o número dela e ela está sem perfil nas redes sociais. A gente nunca imagina vai acontecer uma coisa dessas, mas é sempre importante orientar nossos filhos”, finaliza.

G1 Tocantins.

Crianças relatam choques após descer em escorregador de parquinho

Professor de física explicar que choque é um fenômeno natural e não tem relação com a rede de energia. Caso foi registrado em uma praça na região norte de Palmas.

Brasil pode ter 20 mil mortes a mais de crianças até 2030

Aumento seria em razão do corte de verbas nos programas sociais, como o Bolsa Família e o ESF.

O aumento seria em razão do corte de verbas nos programas sociais, como o Bolsa Família e o ESF (Estratégia de Saúde da Família). O primeiro beneficia 21% da população brasileira, e o segundo, 65%.

A pesquisa, publicada nesta terça (22) na revista internacional Plos Medicine, utiliza modelos matemáticos e estatísticos para medir os efeitos da crise econômica e o impacto do corte de verbas na saúde infantil em todos os 5.507 municípios brasileiros para o período 2017-2030.

Segundo a pesquisa, se mantidos os atuais níveis de proteção social, as mortes na infância poderiam seriam reduzidas 8,6% (cerca de 20 mil a menos).Também poderiam ser evitadas até 124 mil hospitalizações por causas como desnutrição e diarreias (quando comparadas a um cenário de austeridade fiscal). Foi constatado que os municípios mais pobres do país seriam os mais afetados.

“Está claro que os programas sociais têm um impacto altamente benéfico na saúde das crianças brasileiras. Por isso, é preciso reverter propostas de medidas de austeridade que os afetam”, diz o professor Christopher Millett, do Imperial College of London e um dos autores do estudo.

Dados do Ministério da Saúde já apontam uma tendência de queda na taxa da mortalidade na infância. Em 2016, o número de mortes evitáveis de crianças entre um mês e quatro anos aumentou 11%. A taxa global oficial de mortalidade infantil de 2016 ainda não foi fechada pelo ministério, mas o Observatório da Criança e do Adolescente, da Fundação Abrinq fez uma consolidação dos dados brutos que aponta que houve uma piora na taxa, de 12,7 mortos em mil nascidos vivos. Em 2015, o índice foi de 12,4.

Segundo o pesquisador da Fiocruz Davide Rasella, que liderou o estudo, as projeções foram feitas com base em relatórios do Banco Mundial e do Ipea que mostram um aumento da pobreza e o impacto na saúde das populações mais vulneráveis.

Projeções semelhantes já foram feitas (e confirmadas) durante crises econômicas na Europa. Por exemplo, a Grécia já registra aumento das taxas de incidência de HIV, após redução orçamentária em programas de prevenção.

Para Rasella, a situação brasileira é ainda mais preocupante porque as medidas de austeridade, anunciadas em 2015, terão longa duração (até 2030). “Nos outros países, elas duraram apenas no período da crise. Eles também não tinham o nível de mortalidade infantil que temos no Brasil.” Com informações da Folhapress.

Noticia ao Minuto

Secretaria Municipal de Assistência Social de Palmeirópolis promoveu ações pelo Dia Nacional do Combate à Exploração e Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes

As atividades aconteceram nas escolas municipais com realização de diversas atividades.

A Prefeitura de Palmeirópolis, por meio da Secretaria de Assistência Social (SEMAS), realizou ações da Campanha Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

A campanha visa sensibilizar profissionais das áreas da saúde e da educação e a sociedade em geral sobre os diversos aspectos envolvidos, para que estejam alertas aos sinais que podem identificar o abuso e a violência sexual.

Alunos da escola Elda Silva Barros em Palmeirópolis.

O Dia Nacional de Combate a Exploração e Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes é celebrado anualmente em 18 de maio. E para marcar a data, a Prefeitura Municipal de Palmeirópolis por meio da Secretária de Assistência Social (SEMAS) realizaram ações alusivas durante toda a semana nas escolas do município e finalizou com uma pedalada envolvendo os moradores da cidade.  

De acordo com dados, é assustador o número de casos de violência sexual contra crianças e adolescentes no país. Por isso, foi criada esta data com o intuito de ajudar a combater este mal que destrói a vida de milhares de jovens todos os anos.

A escolha desta data é em memória, de uma menina de oito anos que foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espírito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois carbonizados e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos.

A data 18 de maio de 1973 ficou instituída como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” a partir da aprovação da Lei Federal nº. 9.970/2000.

Os trabalhos desenvolvidos durante toda semana em Palmeirópolis, foram marcantes para reforçar a questão de como combater e denunciar as mais diversas formas de violência contra crianças e adolescentes.

No dia 14 de maio de 2018 durante no período vespertino, a equipe do CRAS com apoio do Conselho Tutelar promoveu um cineminha na Escola Municipal Vila Bom Tempo, com o filme intitulado “O Segredo”, a animação mostrou sobre o tema proposto.

Logo após o professor de música do SCFV Osmair Silva, cantou a música tesourinho com uma aluna retratando uma conversa de pai para filha.  Esta mesma programação ocorreu no dia 15 de maio no turno matutino e vespertino no CEMEI.

No dia 16, na Escola Municipal Elda Silva Barros, a equipe do CRAS com o apoio do Conselho Tutelar realizou um teatro de forma bem dinâmica abordando o tema proposto.

No dia 18, fechou a semana com chave de ouro com uma pedalada pelas principais avenidas da cidade e contou com a participação da comunidade, crianças, adolescentes, bem como vereadores, secretaria municipal de Assistência Social, Educação, Conselho Tutelar, assim como a viatura da Policia Militar e ambulância que deu o suporte necessário. 

A secretária de Assistência Social Ana Paula Vaz, fez a entrega da bicicleta através do sorteio no final da pedalada.

No dia 24 de maio será realizado uma palestra com uma autoridade da justiça para abordar sobre o tema na Escola Estadual Prof. Maria Guedes.

Com informações da Semas

Crianças do (SCFV) de Palmeirópolis participaram de uma oficina de ovos de Páscoa

Crianças e adolescentes confeccionam ovos e aprendem o verdadeiro sentido da Páscoa.

Na última semana, a Secretaria Municipal de Assistência Social de Palmeirópolis, através do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), promoveram uma oficina de ovos de chocolates para as crianças, afim de mostrar o real sentido da Páscoa, além de proporcionar uma atividade prática e diferenciada.

De acordo com a coordenadora do CRAS Mirian Lopes, o objetivo deste trabalho foi fortalecer os vínculos familiares, tirar as crianças da ociosidade, incentivando-as em relação a educação e um futuro digno.

Para a equipe a celebração da Páscoa foi trabalhada de uma forma lúdica, buscando estimular entre os usuários assistidos pelos programas, os sentimentos de paz, união e respeito ao próximo. 

As crianças ainda receberam uma palestra com as facilitadoras Maria de Fatima e Regilene Araújo, sobre o principal objetivo da Páscoa.


O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos que envolve o Projeto da Rede do Bem de Palmeirópolis, que hoje atende cerca de 340 crianças.

“Além do objetivo de ensinar os participantes a confeccionar os ovos de páscoa, as atividades tiveram, sobretudo, a finalidade de levar às crianças, a percepção de que tudo na vida pode e deve ser construído com esforço e dedicação”, finalizou a secretária de Assistência Social Ana Paula Vaz.

Durante a oficina, as crianças empolgadas apreenderam como derreter os chocolates, fazer e embalar o ovo de páscoa, também ficaram ansiosas na hora de provar o resultado.

A coordenadora do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do Idoso, Iraildes Gomes, destacou que, além de produzir, as crianças aprenderam a embalar os ovos e puderam levar para casa os chocolates confeccionados por elas mesmas.

Segundo a organização do serviço, as crianças receberam os tabletes de chocolate, formas, luvas, toucas e todo o material necessário para aprender a confeccionar os ovos de Páscoa.

Da redação

Projeto Nossa Energia em parceria com Assistência Social reúne crianças e adultos em Palmeirópolis

A meta é visitar (49) municípios até final do ano.

Aconteceu nesta quarta-feira (7), na feira do Produtor Rural, da Praça Limirio Viana Guimarães em Palmeirópolis, atividades do Projeto Nossa Energia, desenvolvido pela empresa Energisa em parceria com a secretaria de Assistência Social.

Durante a tarde e à noite, foram promovidas ações de conscientização sobre o uso adequado da energia elétrica, sem desperdício e riscos.

O evento foi aberto ao público e todos puderam participar de brincadeiras, apresentações de teatro com dicas e orientações, palestras educativas e um cinema acompanhado  de pipoca.

Unidade móvel também pode se transformar em palco para apresentações

A ação da Energisa conta com um caminhão totalmente equipado e adaptado para atividades de eficiência energética.

A unidade móvel também pode se transformar em palco para apresentações ou em laboratório completo, com diversas atividades e experiências sobre consumo consciente.

O presidente do Conselho dos Consumidores de Energia do estado Tocantins Rudnei Fonseca, destacou a nossa equipe que está participando junto com a Energisa, levando cultura e educação as crianças. “Realizamos ações educativas e interativas, uma forma de atrair o público infantil e fazer com que cada um entenda a importância do uso correto, seguro e racional da energia”, ressalta.

Presidente do Conselho dos Consumidores de Energia do estado Tocantins Rudnei Fonseca.

Rudnei aproveitou a oportunidade para agradecer a primeira dama Ana Paula e o prefeito Fabio Vaz, pelo espaço em Palmeirópolis.

O Projeto Nossa Energia faz parte do Programa de Eficiência Energética da Aneel e é desenvolvido pela Energisa.

Todas as crianças puderam participar de brincadeiras

Da redação

Crianças que sumiram em praia de Porto Nacional são encontradas mortas

Elas desapareceram neste sábado enquanto brincavam às margens do rio Tocantins. A mãe do menino disse que estava no local com as crianças e acabou cochilando.

Os corpos de Ludmylla Póvoa Ferreira, de cinco anos, e Davi Batista dos Santos, de seis anos, que desapareceram na tarde deste sábado (27) em Porto Nacional, centro do estado, foram encontrados na manhã deste domingo (28), por volta das 6h.

Elas sumiram enquanto brincavam às margens do rio Tocantins em um local conhecido como Prainha.

Segundo os Bombeiros, a mãe do menino, que estava no local com as crianças, acabou cochilando. Quando ela acordou, não viu mais as crianças.

Os Bombeiros informaram que os corpos foram encontradas na água, a 30 metros da areia. Os militares foram chamados por volta das 16h30 deste sábado.

Durante a tarde, fizeram mergulhos no rio, mas encerraram os trabalhos por volta das 18h. Eles recomeçaram as buscas por volta das 5h deste domingo. Os corpos foram estão no Instituto Médico Legal (IML) de Porto Nacional. 

G1 Tocantins

Segurança ateia fogo em creche e ao menos 4 crianças morrem queimadas

O porteiro da escola, que teria problemas mentais, é o principal suspeito de ter ateado fogo nas crianças.

Várias crianças foram queimadas por chamas provocadas intencionalmente em uma creche no município de Janaúba, no norte de Minas Gerais, na manhã desta quinta-feira, 5. O Corpo de Bombeiros da cidade vizinha de Montes Claros confirma que ao menos quatro crianças morreram e há dezenas de feridos sendo resgatados. A Polícia Militar informou que um homem colocou fogo no próprio corpo e em crianças.

O porteiro da escola, que teria problemas mentais, é o principal suspeito de ter ateado fogo nas crianças, disseram os bombeiros. Cerca de 50 alunos estavam no recreio no Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, no bairro Rio Novo.   

O número de feridos ainda não foi divulgado, mas, segundo a assessoria do Hospital Regional de Janaúba, cerca de 40 pessoas, entre crianças e adultos, deram entrada na unidade de Saúde. Alguns com ferimentos graves.  

“A Polícia Militar de Janaúba foi acionada para atendimento a uma ocorrência na creche municipal de Janaúba, denominada “Gente Inocente”, localizada no bairro Rio Novo, onde o porteiro da creche surtou e teria jogado álcool em algumas crianças e nele mesmo, ateando fogo, em seguida”, diz um comunicado da PM. Com informações do Estadão Conteúdo.

Noticias ao Minuto