Lula continua liderando nas pesquisas mesmo preso e Marina encosta em Bolsonaro

Sem Lula, 34% dos nordestinos declaram voto nulo ou branco nas eleições.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue na liderança da corrida eleitoral, mostrou a mais recente pesquisa do Datafolha, divulgada neste domingo, 15, uma semana depois de o líder petista ter sido preso no âmbito da operação Lava Jato.

Embora ainda lidere, o apoio a Lula diminuiu ante à pesquisa de janeiro. No melhor cenário agora, ele tem 31 por cento das intenções de voto, enquanto no final de janeiro seu melhor desempenho era de 37 por cento. O Datafolha ressalta, porém, que, como houve mudanças de pré-candidatos, não é possível fazer uma comparação direta entre as duas pesquisas.

Com Lula candidato, o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) segue isolado em segundo lugar. Sem o petista candidato, a ex-senadora Marina Silva (Rede) cresce e encosta no deputado, configurando empate técnico —Bolsonaro aparece com 17 por cento e Marina chega até 16 por cento.

A margem de erro da pesquisa, realizada entre 11 e 13 de abril com 4.194 pessoas em 227 municípios, é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Mas quem “lidera” quando Lula não aparece como candidato é o segmento dos votos brancos/nulo/nenhum, que chega a 24 por cento.

Com Lula candidato, Bolsonaro tem até 16 por cento e Marina, 10 por cento. O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) também cresce sem o petista no páreo, passando de 5 para 9 por cento.

Entre outros pré-candidatos, o Datafolha mostrou o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) com 6 por cento das intenções de voto, quando Lula aparece como candidato, e até 8 por cento sem Lula.

O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB) tem 1 por cento nas duas situações, enquanto o presidente Michel Temer aparece com 1 por cento e até 2 por cento, respectivamente, com e sem Lula.

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa (PSB) tem 8 por cento, quando Lula é candidato, e chega a 10 por cento sem ele.

Apesar de Lula estar preso —cumprindo pena por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá (SP)—, o PT segue afirmando que seu principal líder é o candidato do partido nas eleições presidenciais de outubro.

Nos cenários sem Lula, o Datafolha considerou o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad ou o ex-ministro da Casa Civil e ex-governador da Bahia Jaques Wagner como potenciais candidatos do PT. Haddad aparece com 2 por cento e Wagner, com 1 por cento.

O Datafolha mostrou que 54 por cento das pessoas consideram a prisão de Lula como justa. Para 62 por cento dos pesquisados, o petista não disputará o pleito de outubro.

Por fim, o instituto de pesquisas disse que dois de cada três apoiadores de Lula votariam em alguém indicado por ele para as eleições caso o petista não possa mesmo disputar as eleições.

Menino baleado após sair de escola continua internado em estado gravíssimo

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a criança está na UTI do Hospital Regional de Gurupi. Vítima, de 9 anos, foi atingida por tiro, em Gurupi.

O menino, de 9 anos, que foi baleado após sair de uma escola em Gurupi, nesta quarta-feira (28), continua internado no Hospital Regional do município.

A Secretaria de Saúde informou que o estado de saúde dele é considerado gravíssimo. Ele está na UTI da unidade.

A mãe da vítima, Cleita Vieira, disse que está “sem cabeça, sem forças e levando a vida”. Ela disse que, quando soube que o filho havia sido baleado, se assustou e foi direto para o hospital. Cleita ainda não sabe o que de fato aconteceu e não recebeu qualquer informação sobre as motivações do crime.

A Polícia Civil ouviu vizinhos da escola e testemunhas. Informou que as ações se concentram em identificar de onde partiu o tiro.

A vítima foi baleada na cabeça depois de sair da Escola Municipal Dr. Ulisses Guimarães. Segundo o diretor da escola, José Filho, o menino foi atingido a 200 metros da unidade, em um campo de futebol. Alguns alunos estavam com a criança, mas não souberam dizer o que aconteceu. Eles voltaram à escola para pedir ajuda, acreditando que o menino havia sido atingido por uma pedra.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, a Delegacia de Homicídios e Proteção à pessoa investiga o caso.

G1 Tocantins

Amália Santana continua sob observação em UTI de hospital particular de Araguaína

A deputada tem 55 anos e o seu estado de saúde atual é considerado estável.

A deputada estadual Amália Santana (PT) continua internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital de rede privada de Araguaína.

A parlamentar sofreu um aneurisma cerebral hemorrágico na noite da última quinta-feira, 15.

Ele teve um mal estar e foi levada às pressas ao hospital, onde passou por cirurgia após o imediato diagnóstico.

A deputada tem 55 anos e o seu estado de saúde atual é considerado estável.

Confira nota na íntegra

A deputada estadual Amália Santana continua internada na UTI do Hospital Dom Orione em Araguaína.

Durante a noite ela teve uma sensível melhora. Sua situação é estável, mas ela continuará sendo monitorada até expirar o prazo de 72 horas, considerado pelo médico como período de maior risco.

A família agradece o apoio dos amigos, conhecidos e a todos aqueles que estão torcendo pela recuperação da deputada Amália Santana.

T1noticias

Deputado Federal Carlos Henrique Gaguim, continua trabalhando em pleno recesso parlamentar

O deputado Carlos Gaguim sempre atuante trabalhando em recesso parlamentar pelo Tocantins.

O Deputado Federal, Carlos Henrique Gaguim (Podemos/TO), continua trabalhando em pleno recesso parlamentar e, nesta terça-feira, 18, esteve em audiência com o Presidente da Caixa Econômica Federal – CEF, Gilberto Magalhães Occhi.

O ex-governador explicou: “O trabalho não pode parar! Hoje estou contente de viabilizar melhorias para o nosso estado do Tocantins, aqui, em Brasília, junto ao Presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi” 

Na audiência foram tratados inúmeros temas pertinentes ao estado do Tocantins, tais como: as liberações dos recursos destinados ao estado que não estão sendo liberados pela CEF, por causa da burocracia e da falta de documentação apresentada pelas prefeituras, assim como outros temas de interesse dos municípios tocantinenses.

Comissão Representativa do Congresso Nacional

O deputado Carlos Gaguim foi designado, mais uma vez, para integrar a Comissão Representativa do Congresso Nacional, na qualidade membro efetivo. Essa comissão funciona nos recessos parlamentares períodos nos quais são suspensas as atividades do Congresso Nacional e tem como finalidade zelar pelas prerrogativas do Congresso Nacional durante o período de recesso parlamentar. 

Gaguim disse: “é com muito orgulho que permanecerei trabalhando no recesso, pois quero retribuir com muito trabalho está legislatura confiada a mim pelo povo de Tocantins”

Dentre as atribuições da Comissão Representativa, destacam-se deliberar sobre sustação de atos normativos do Executivo que exorbitem do poder regulamentar ou dos limites de delegação legislativa; sobre projeto de lei relativo a créditos adicionais; sobre projetos que visem a prorrogar prazo de lei ou tratem de atos internacionais; sobre autorização para que o presidente ou o vice-presidente da República se afaste do país por mais de 15 dias; sobre convocação de ministros de Estado; e sobre o encaminhamento de requerimentos de informações a autoridades.

Atuação Parlamentar Deputado Carlos Henrique Gaguim.

CÂMARA DOS DEPUTADOS/Pedro Figueiredo Nunes