Batida entre dois caminhões em quebra-molas deixa um motorista ferido

O acidente foi na BR-153, em Figueirópolis, e deixou um dos veículos destruído. Segundo a PRF, acidente aconteceu após o motorista do caminhão que vinha atrás se distrair.

O motorista de um caminhão ficou ferido após sofrer um acidente de trânsito na BR-153, em Figeirópolis, no sul do Tocantins. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o acidente aconteceu entre dois caminhões em um quebra-molas no perímetro urbano da cidade após o motorista se distrair.

Um dos caminhões bateu na traseira do outro e ficou destruído. De acordo com a PRF, a suspeita é que o motorista ferido tenha se distraído, já que foi em um quebra-molas e o local é sinalizado.

A vítima teve ferimentos e foi levado para o Hospital Municipal de Figueirópolis e depois, transferido para o Hospital Regional de Gurupi, mas foi liberado ainda durante a tarde.

A PRF orientou os motoristas a redobrarem a atenção ao trânsito ao se aproximarem de perímetros urbanos e disse ainda que em função do fluxo de veículos e pessoas é comum que sejam instalados redutores de velocidade nestes locais.

G1 Tocantins

Duas pessoas morrem após caminhões baterem de frente e pegarem fogo no Tocantins

Acidente aconteceu na BR-153, entre Pugmil e Nova Rosalândia. A pista está totalmente interditada, segundo a PRF.

Duas pessoas morreram depois de um acidente registrado na madrugada desta sexta-feira (20), na BR-153, entre Pugmil e Nova Rosalândia, região central do Tocantins. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, dois caminhões bateram de frente e pegaram fogo. A pista está interditada.

O acidente aconteceu por volta das 4h30, envolvendo um caminhão baú que estava vazio e um bitrem carregado de cerâmica. A PRF disse que houve o derramamento de combustível dos tanques dos dois veículos envolvidos

G1tocantins

Acidente entre caminhões na BR-153 deixa pista parcialmente interditada

Caminhoneiros tiveram escoriações e não correm risco de morrer. Eles foram socorridos por equipe da Polícia Civil que passava pelo local quando tudo aconteceu.

Caminhões bateram de frente na região sul do Tocantins

O acidente teria acontecido no fim da tarde deste sábado, 24, na BR 153 entre Oliveira de Fátima e Nova Rosalândia, na região sul do Estado.

Dois caminhões que seguiam em sentido contrário bateram de frente, na tarde deste sábado. Os dois veículos ficaram destruídos e foram parar do lado da pista. O caminhão carregado de abacaxi, ficou meio atravessado e a carga espalhada pelo acostamento e parte da pista teve que ser interditada. 

Até agora não se sabe quantidade de vítimas e a gravidade dos ferimentos. Equipes do Corpo de Bombeiro e Polícia Rodoviária Federal de Paraíso prestam atendimento.

Estamos acompanhando o caso.

Da redação/Foto Divulgação

Caminhonete fica destruída após ser prensada por dois caminhões na BR-153

Segundo a polícia, duas pessoas ficaram feridas e foram levadas para um hospital. Batida aconteceu em um quebra-molas, no perímetro urbano de Figueirópolis.

Uma caminhonete ficou completamente destruída, depois de um acidente registrado na BR-153, perímetro urbano de Figueirópolis, neste domingo (5).

A Polícia Rodoviária Federal informou que o veículo foi prensado entre dois caminhões. O motorista Juciney Campos e uma passageira tiveram ferimentos.

A PRF contou que a batida aconteceu em um quebra-molas. Um caminhão que seguia na frente reduziu a velocidade e a caminhonete também. Mas outro caminhão que seguia atrás não conseguiu frear.

O veículo bateu na traseira da caminhonete e a arremessou contra o outro caminhão. Juciney Campos foi levado para o Hospital de Figueirópolis e depois encaminhado para o Hospital Regional de Gurupi, onde permanece internado em estado estável. Ele não corre risco de morte.

O site busca informações sobre o estado de saúde da passageira.

G1/Tocantins

Motorista morre em acidente entre dois caminhões na BR-070

O outro caminhoneiro ficou ferido e foi levado a um hospital da região. Uma das carretas parou sobre a pista e bloqueou o tráfego por quase 12 horas em Cocalzinho de Goiás.

Um caminhoneiro morreu neste sábado (3) em um acidente entre dois caminhões na BR-070, em Cocalzinho de Goiás, no Entorno do Distrito Federal.

A batida ainda deixou o outro motorista ferido.

A colisão ocorreu por volta das 7h, no KM 29 da rodovia. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse que ainda não tem informações sobre as circunstâncias do acidente.

Carga de uma das carretas ficou espalhada no local do acidente (Foto: Corpo de Bombeiros/ Divulgação)

A carga de uma das carretas ficou espalhada pela pista. Um dos veículos também ficou parado sobre a rodovia, bloqueando os dois sentidos da via por quase 12 horas, sendo que por sete horas a interdição foi total.

O Corpo de Bombeiros levou o caminhoneiro que sobreviveu a um hospital da região. Não há informações sobre o quadro de saúde dele.

G1 Goiás

Batida entre caminhões deixa três mortos na BR-153 em Nova Olinda

Bombeiros precisaram de equipamentos para resgatar um dos corpos que ficou preso às ferragens. Pista ficou cheia de óleo e serragem foi utilizada para evitar novos acidentes.

Um acidente entre dois caminhões deixou três mortos na BR-153. Um dos corpos ficou preso às ferragens e precisou ser resgatado pelo Corpo de Bombeiros com equipamentos especiais.

Duas das vítimas são Silvandir Gonzaga de Castro e Terononice Alves Pinto Filho, um dos passageiros ainda não foi identificado.

A batida foi a cerca de 10 quilômetros da cidade de Nova Olinda, no norte do estado, pouco depois de 1h desta quarta-feira (6). Um dos veículos era um caminhão bitrem e outro um caminhão do tipo munck. Como a pista ficou cheia de óleo foi preciso usar serragem para evitar novos acidentes no local.

Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal de Araguaína. Não há informações sobre as causas do acidente.

G1/Tocantins

Uma pessoa morre e duas ficam feridas após colisão entre caminhões

Batida aconteceu na BR-153 em Nova Olinda, no norte do Tocantins. Luiz José dos Santos, de 65 anos, foi socorrido com vida, mas não resistiu e morreu no hospital.

O motorista Luiz José dos Santos, de 65 anos, morreu e duas pessoas ficaram feridas após um acidente na BR-153 em Nova Olinda, região norte do Tocantins. Segundo informações da Polícia Civil, o caminhão em que o homem estava bateu na traseira de outro veículo. As vítimas são todas da mesma família.

O acidente foi na manhã desta quarta-feira (11). O caminhão de Santos estava carregado de melancia e ficou com a frente destruída pelo impacto. A polícia informou que o homem chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

Os nomes das duas pessoas feridas não foram informados. Elas foram levadas para o Hospital Municipal de Nova Olinda. O motorista do outro caminhão não ficou ferido.

A perícia esteve no local e as causas do acidente serão investigadas. O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Araguaína.

G1/TO

Manchete aponta que 36 rodovias goianas estão péssimas

Manchete do jornal O Popular do último domingo, 19 de março, mostra que Goiás tem trechos sem sinalização ou em péssimas condições de tráfego, alguns até intransitáveis, onde nem existe mais pavimentação. E isso prejudica diretamente o transporte de milhares de toneladas da produção agropecuária do Estado, principalmente grãos, carnes e leite.

Um relatório da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), Associação dos Produtores de Soja e Milho de Goiás (Aprosoja) e sindicatos rurais, feito no início deste ano, identificou 36 rodovias goianas usadas para o escoamento da safra que estão em condições péssimas ou ruins. Outro levantamento recente, feito pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), a Pesquisa CNT de Rodovias 2016, revelou que 62% das rodovias que passam por Goiás tinham algum tipo de problema. O resultado: um aumento médio de 28% no custo com transporte, contra 24% no País.

Em alguns pontos, o preço do frete chega a dobrar, segundo informações. Vários trechos da GO-436 em Cristalina e Luziânia, por onde passa boa parte da safra goiana com destino aos portos ou mercados consumidores do País, estão quase intransitáveis e a velocidade dos caminhões não passa dos cinco quilômetros por hora.

O consultor técnico da Faeg, Cristiano Palavro, deu o exemplo da GO-174, entre Rio Verde e Montividiu, e da GO-436, entre Cristalina e a divisa com o Distrito Federal, muito movimentadas e que estão sempre em péssimas condições. Ele lembra que alguns produtores, que possuem caminhões próprios, sofrem com o custo da manutenção. Rodovias chegam a ser interditadas por causa das condições precárias ou acidentes, atrasando o frete, e produtos chegam a se perder na estrada.

Pra piorar, o governador Marconi Perillo (PSDB) e o vice José Eliton (PSDB) planejam privatizar as rodovias estaduais, com cobrança de pedágio médio de R$ 35 por trecho de rodovia.(Fonte:Goiás Real)