Eduardo Siqueira rebate Tiago Andrino após vereador sair em defesa de Amastha

Eduardo Siqueira afirma que “o vereador Tiago Andrino acusa adversários sem olhar o histórico de seus aliados e tenta mudar o foco do debate”.

Em nota enviada à imprensa nesta sexta-feira, 19, o deputado estadual Eduardo Siqueira Campos rebateu as declarações do vereador de Palmas, Tiago Andrino, que se manifestou nesta semana à respeito de críticas feitas ao prefeito Carlos Amastha, motivadas por suas declarações durante a posse da Federação Nacional dos Prefeitos (FNP) em que citou Palmas como o “Patinho Feio” que ele transformou em “Cisne”.

Eduardo Siqueira afirma que “o vereador Tiago Andrino acusa adversários sem olhar o histórico de seus aliados e tenta mudar o foco do debate. Não há qualquer distorção da fala do prefeito. Ele disse sim, com todas as letras, que antes dele Palmas era um ‘Patinho Feio’. Assim como em outra oportunidade, o prefeito Amastha afirmou que preferia administrar Barcelona (ESP) a Palmas”, disse o parlamentar. 

O deputado ressalta as belezas de Palmas e relembra que também já administrou a cidade. “Reitero, Palmas é linda pela gente que a habita, pelo seu projeto e pela sua execução. É linda pela infraestrutura nela implantada como o Lago, a Ponte, a Praça dos Girassóis, a Theotônio Segurado, o Parque Cesamar, o Aeroporto, obras estruturantes e definitivas que consolidaram Palmas como uma cidade moderna e de qualidade de vida. Quanto a mim, que ajudei a construir esta cidade e sempre, desde seu primeiro dia a defendo, não aceitarei, seja de quem for, ações ou palavras que venham a depreciar esse grande patrimônio dos tocantinenses”.

Finalizando, Eduardo Siqueira diz que não entrará em debates ou bate-bocas “para ‘fulanizar’ uma situação que em nada, absolutamente nada, contribui para o crescimento de Palmas e do Tocantins. Afinal, só é possível tratar alguém como culpado após julgamento em última instância, e não nos esqueçamos que determinadas outras ‘cicatrizes’ iniciadas em Santa Catarina, tiveram continuidade na Capital Tocantinense e seguem sendo investigadas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal”, pontua.

T1/Noticias

Amastha deixa a prefeitura por 40 dias e reafirma que vai disputar governo

Prefeito de Palmas vai assumir de forma interina a Frente Nacional dos Prefeitos. Durante coletiva, ele anunciou medidas para 2018 e disse que vai renunciar no dia 13 de abril.

A prefeito Carlos Amastha (PSB) anunciou nesta segunda-feira (8) um afastamento de 40 dias da Prefeitura de Palmas. Ele vai assumir de forma interina a Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) até 20 de fevereiro.

O prefeito disse que vai “aproveitar os fins de semana para fazer política”. Quem assume é a vice-prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB).

Amastha também é pré-candidato a governador e avisou ainda em dezembro que deve renunciar para concorrer ao cargo nas próximas eleições. Nesta segunda-feira (8), ele reafirmou a decisão e disse que deixa o cargo no dia 13 de abril.

Durante a coletiva, a prefeita em exercício Cinthia Ribeiro informou ainda que pelo menos oito secretários devem deixar os cargos para disputar as eleições deste ano.

Durante a coletiva, a Câmara de Vereadores devolveu ao executivo mais de R$ 1,5 milhão. Conforme a prefeitura, o dinheiro vai para o Banco do Povo e deve fortalecer o empreendedorismo da cidade. Além disso, foram anunciadas medidas para o primeiro semestre de 2018:

  • A partir de abril haverá unidade do Resolve Palmas no Capim Dourado Shopping;
  • Um anexo da Fundação Cultural de Palmas está em funcionamento no mesmo shopping;
  • Criação da Agência Municipal de Tecnologia;
  • Fim do papel: A partir de agora, os processos administrativos passam a ser todos digitais;
  • Doação de área para entidades que fazem tratamento de crianças com autismo.

A prefeitura divulgou ainda a assinatura de convênio para a criação do programa Estação Juventude e lançou a campanha do Fundo da Criança e Adolescente.

“O Estação Juventude 2.0 é um programa do Governo Federal que tem por objetivo promover a inclusão e emancipação dos jovens. Palmas já conta com um Estação da Juventude no setor Santa Barbara, que atende 2000 jovens/mês. O segundo Estação Juventude de Palmas, será implantando no antigo complexo da 51, região norte da Capital”, disse o prefeito. 

Por fim, Amastha também assinou a autorização para licitar obras de pavimentação, drenagem, sinalização, calçadas e ciclovias de seis quadras do Taquari, além da 408 e 508 Norte. O valor aproximado das obras é de R$ 90 milhões.

G1 Tocantins

“É lógico que o Podemos vai caminhar com Amastha e Álvaro Dias” diz Adir Gentil

Consolidado como presidente do Podemos no TO, o secretário explicou que o partido pretende unir a experiência na iniciativa pública e privada e mira base política para Álvaro Dias no Tocantins.

Conforme adiantado pelo T1 Notícias, o subprefeito e secretário da Casa Civil de Palmas, Adir Gentil ingressou no partido Podemos/PTN assumindo então o comando da sigla no Estado, substituindo o deputado federal Carlos Gaguim. Em entrevista na tarde desta terça-feira, 21, Gentil destacou que “o Amastha tem uma amizade pessoal com o senador Álvaro Dias e nós percebendo o quadro nacional, onde é visível que todos nós queremos uma pessoa com uma larga experiência no serviço público e na administração privada, e ao mesmo tempo ficha limpa. O senador Álvaro lidera o Podemos Nacional atualmente e já estamos  trabalhando uma pré-candidatura em que ele nos convidou para abraçar essa causa do Podemos”, adiantou. 

O Podemos, antigo PTN, que se denomina um partido de centro, também apoia a pré candidatura do prefeito Carlos Amastha ao governo do Tocantins. “Nós todos entendemos que o momento atual é buscar as boas práticas da esquerda e da direita e fazer um governo onde você atue na área social, por exemplo, com elementos da iniciativa privada e, sobretudo com essa função de alavancar e de ter uma estrutura partidária em prol da candidatura do senador Álvaro Dias.

Sobre a troca de comando, Adir esclareceu que tudo indica que Gaguim deverá sair do partido já que não apoia a candidatura de Álvaro. “Como nesse momento o deputado Gaguim ainda não se decidiu quanto ao candidato dele à presidência da república, houve de comum acordo e eu conversei com o Gaguim, que eu então assumisse a presidência do Podemos. O Gaguim vai ver ainda o que ele vai fazer, se continua ou não, mas realmente nós vamos procurar estruturar o máximo possível o partido e criar base política para o senador Álvaro Dias aqui no Tocantins. E nós não podemos ter no nosso quadro ninguém que possa ter qualquer tipo de dúvida sobre o candidato”, afirmou Adir que será nomeado nesta quarta-feira, 22.

T1noticias/Foto divulgação

Prefeito de Palmas garante pagamento de progressões até abril e pede retorno às salas

O prefeito Amastha apresentou a proposta de pagamento da data-base e progressões, recomendou que os grevistas voltem para as salas de aula e reiterou o corte de ponto; Prof. Danilo destacou negociações.

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha apresentou o escalonamento do pagamento da data-base, progressões e retroativos dos servidores municipais. Na manhã desta sexta-feira, 22, em coletiva à imprensa o gestor esclareceu todos os pontos referente à greve dos professores e a concessão da data-base e demais benefícios dos servidores do município. Amastha destacou que o salário dos professores de Palmas é um dos melhores do país e que não vê motivos para a greve, já que garantiu que tudo o que é direito dos servidores será pago até o final de abril de 2018. Na ocasião também estiveram presentes o secretário municipal de educação, Professor Danilo Melo, e a Diretora da Associação dos Professores da Rede Municipal de Palmas, Rosa Maria da Costa, ambos discordam da continuidade da greve e reiteram que toda a pauta de reivindicações foi negociada e será cumprida.

Outro ponto cobrado pelos trabalhadores em educação é o pagamento do retroativo da Data-Base que o prefeito garantiu que até abril de 2018 será pago, assim como as progressões.

“A data-base de todos os funcionários dessa cidade serão pagas até dezembro. Esta é a única capital que pode cumprir o compromisso graças as medidas de contenção de despesas. Até o final de abril estaremos pagando retroativo, e ninguém ficará com qualquer direito atrasado. São mais de 30 milhões de reis que serão injetados na economia”, explicou o chefe do Executivo Municipal.

Proposta do Executivo

Durante a apresentação, Amastha enumerou os benefícios já concedidos para o quadro da educação em que 2.153 servidores receberam a 1° parcela do retroativo, e 5.229 servidores de nível fundamental, médio e Professor Nível I já recebem com a data-base. Para os demais servidores, o prefeito apresentou uma proposta de pagamento da data-base de forma escalonada. Os servidores que ganham de R$2 mil até R$3.500, terão sua data-base paga a partir deste mês de outubro. Num outro grupo os servidores com vencimentos de R$3.500 a R$5 mil, receberão a data-base a partir de novembro e, por fim, uma parcela pequena de servidores que recebem acima de R$5 mil deverão receber a concessão em dezembro.

O prefeito assegurou que até o final deste ano todos os servidores de Palmas terão a data-base paga. “Todo mundo vai receber a data-base até dia 31 de dezembro, independente das circunstâncias, mesmo que para isso eu tenha que fazer cortes de despesas e demissões. O que anunciamos hoje é compromisso”, afirmou.

Greve ilegal

Amastha reafirmou que a greve é ilegal e recomendou que os manifestantes voltem para as salas de aula. “Não estamos em greve, o que temos é algumas pessoas que estão faltando ao trabalho, no entanto, mais de 80% dos servidores da educação estão trabalhando. A greve já foi declarada ilegal. Não podemos ensinar às nossas crianças que a lei não deve ser respeitada. As pessoas que não estão trabalhando estão fazendo isso de maneira ilegítima e devem voltar a trabalhar”, avaliou.

Acordo e corte de ponto

Questionado sobre o acordo de 2015 que não foi cumprido, Amastha explicou que devido a crise nacional, acabou atrasando o compromisso. “Realmente nós atrasamos porque no ano de 2016 o país passou por uma profunda crise que nos obrigou a atrasar esse compromisso . A gente extrapolou o limite de responsabilidade fiscal, fizemos cortes e agora depois dessas medidas de contenção a gente começou a cumprir esse compromisso. Começamos a pagar antes mesmo da greve ser deflagrada, já estava sendo pago no mês de agosto e até o final de dezembro todos terão seus direitos garantidos”.

Na ocasião Amastha reafirmou ainda que o corte de ponto será feito, pois não pode pagar quem não está trabalhando, uma vez que a greve foi declarada ilegal. “Como a sociedade julgaria um prefeito que paga quem não trabalha. É uma responsabilidade com o dinheiro de todos nós. Como vamos pagar quem não está trabalhando?”, argumentou.

Pouca adesão e Eleição de diretores

Na ocasião o Secretário Municipal de Educação informou que o cenário nas escolas é positivo, pois há professores e alunos em sala de aula, e informou ainda que toda a pauta reivindicações está sendo negociada. “Estamos com mais de 80% dos funcionários trabalhando. Não faz sentido dizerem que Palmas não faz um bom ensino tendo um dos melhores IDEB’s das capitais do Brasil. Temos hoje só 15 escolas com menos de 100 alunos. 52% de alunos presentes e 72% dos servidores, na administração 90% está trabalhando e quase 60% dos professores em sala de aula”, pontuou.

Outro ponto da pauta de reivindicações que está sendo negociado é a eleição de diretores. O secretário garantiu que vai acontecer a eleição, não da forma como quer, pois a proposta da classe é autoritária. “A eleição de diretores vai acontecer. A gestão já tem uma posição sobre isso. Não vamos fazer eleição de diretores para servir o sindicato, vamos fazer para servir a comunidade. Ainda não conseguimos um consenso, mas o modelo que eles querem é autoritário e nós não concordamos. Tivemos uma experiência fracassada de gestão com o sindicato na Escola Caroline Campelo que não queremos repetir nunca mais. Foi um desastre do ponto de vista pedagógico, administrativo e social. Não vamos mais ceder esse tipo de situação. No modelo que eles querem chegou ao ponto da escola aplicar um castigo para os pais. Isso não existe”, avaliou o gestor da pasta.

T1noticias/Foto divulgação

Carlos Amastha é lançado pré-candidato a governador do Tocantins

Presidente do PSB Nacional afirmou que partido se empenha para a candidatura de Amastha.

Na noite deste domingo, 17, o prefeito de Palmas Carlos Amastha (PSB) foi lançado como pré-candidato ao Governo do Tocantins como o nome do partido para as eleições 2018.

Ao chegar ao Congresso Estadual do PSB na Assembleia Legislativa por volta das 19h, o prefeito se esquivou de confirmar sua pré-candidatura ao ser questionado sobre as expectativas de que seu nome fosse lançado para o Senado ou Governo. 

“Hoje é o nosso congresso e é inevitável não falar em 2018, mas não é o tema do dia. Hoje nós cumprimos nossa obrigação partidária quanto a organização e fortalecimento do nosso partido e orgulhosamente recebemos o nosso presidente da Nacional”, disse ao completar apenas que “em 2018 o PSB será protagonista. Nós vamos colocar em pauta o Governo do próximo ano” eleitoral, concluiu o prefeito.

No entanto, o presidente do PSB Nacional, Carlos Siqueira, deixou claro o motivo da sua vinda ao Tocantins. “Faço questão de vir aqui hoje pessoalmente para lançar a pré-candidatura do Carlos Amastha a governador do Tocantins. Ele é uma prioridade do nosso partido, nós vamos nos empenhar pessoalmente e toda nossa equipe em prol da candidatura dele ao governo do Tocantins e ele fará no Tocantins muito melhor do que esta fazendo em Palmas. É um prefeito exemplar do nosso partido”, afirmou.

Fonte: T1noticias/Foto divulgação

Amastha convida ex-deputado José Geraldo para gestão; pessebista fecha apoio de 11 partidos

Além do ex-deputado, vários auxiliares irão ser nomeados na oportunidade

O empresário e ex-deputado estadual José Geraldo assume hoje em Palmas –TO, às 14 horas, no Instituto Vinte de Maio, pasta na gestão do prefeito Carlos Amastha (PSB). José Geraldo que preside o PTB no Tocantins, foi convidado para assumir a pasta do Desenvolvimento Social. O partido reelegeu na Capital o vereador Etinho Nordeste.

Além do ex-deputado, vários auxiliares irão ser nomeados na oportunidade, entre eles, o deputado estadual Ricardo Ayres, Max Fleury, presidente estadual do PSDC, pastor João Campos, presidente do PSC de Palmas, Christian Zini, presidente estadual do PSL, ex-deputado Júnior Coimbra entre outros. 

GOVERNO 2018 – Conforme noticiado anteriormente pelo JM Notícia, Amastha está montando o governo na capital visando as eleições de 2018.

Ex-deputado Júnior Coimbra é o nome para assumir a secretaria de Governo na gestão do prefeito Carlos Amastha

Com a nova composição do Paço, o prefeito “amarrou” aliança com o PTB, do futuro secretário José Geraldo, que deve assumir o Desenvolvimento Social, Max Fleury, (PreviPalmas), presidente do PSDC, PSC, do deputado estadual Osires Damaso e Laudecy Coimbra (SD), que apesar da composição com o bloco dos independentes, é da base governista na Câmara. O ex-deputado Eduardo Gomes, vice-presidente nacional do SD é um dos articuladores da campanha de Amastha ao governo.

Amastha conta também para o seu projeto com o apoio do PSL, PTC, PSB, PMN, PSDB, PCdoB e o PRP. Ao todo, o prefeito contaria hoje com pelo menos 11 partidos.

PRÉ-CANDIDATOS – São cotados para disputarem o governo, a senadora Kátia Abreu (PMDB), Senador Vicentinho Alves (PR),Mauro Carlesse (PHS), presidente da Assembleia Legislativa, Senador Ataídes Oliveira (PSDB), e o atual prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB).(fonte:JM Notícias)

PF faz operação e cumpre mandados na casa do prefeito de Palmas

Mandados de busca e apreensão e de condução coercitiva são cumpridos.
Prefeito se manifestou nas redes sociais e disse que está na Espanha.

A Polícia Federal realiza uma operação na manhã desta quinta-feira (10) e cumpre 22 mandados de busca e apreensão e de condução coercitiva na casa do prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), e de secretários municipais. A investigação, segundo a PF, é sobre indícios de fraudes na licitação do Bus Rapid Transit (BRT).

Segundo a assessoria da PF, são 10 mandados de condução coercitiva e 12 de busca e apreensão sendo cumpridos em Palmas, Paraná e Santa Catarina.

Prefeito usa redes sociais para falar da operação da Polícia Federal (Foto: Reprodução/Twitter)
Prefeito usa redes sociais para falar da operação da Polícia Federal (Foto: Reprodução/Twitter)

Policiais federais foram até a casa do gestor, mas ele não foi encontrado. Um chaveiro foi chamado para abrir o apartamento dele, na quadra 204 Sul.

Nas redes sociais, Amastha disse que foi informado da operação, mas que está na Espanha.

“Bom dia Palmas. PF está nos meus endereços fazendo busca e apreensão. Resta colaborar. Estou rumo ao Smart Cities em Barcelona. Esperando”.

Mandados também são cumpridos no prédio da Prefeitura de Palmas e em imobiliárias.

A PF confirmou a operação, mas ainda não passou detalhes sobre os motivos da operação e o que está sendo investigado.(fonte:g1/to)