Garantir os portões fechados e uma cidade sem violência enquanto a população dorme, tem sido o trabalho dos “agentes prisionais” de Palmeirópolis, que continuam acordados vigiando a Unidade Prisional e garantindo um sono tranquilo a população.

Para garantir maior segurança e mais tranquilidade a população de Palmeirópolis e região, a unidade prisional da cidade, recebeu nesta quinta-feira 10, novos equipamentos que serão utilizados pelo serviço de carceragem.

Através da Diretoria de Administração e Infraestrutura Penitenciária  e Prisional (DAIPP) do Estado do Tocantins, a unidade prisional de Palmeirópolis foi reforçada com novos armamentos letais e menos  letais. 

Além de vários equipamento de efeito moral,  serviço prisional recebeu vários tubos de granadas lacrimogênio GB.705, granadas de efeito moral luz e som, GB 707 e granadas de pimenta GB 708, e cartuchos lacrimogênio GL 103 calibre 12 e cartuchos de pimenta GL 104.

Também foi entregue elastômeros, (balas de borracha), e munições letais calibre 12,  munições letais ponto 40, uma espingarda boito, calibre 12 tactical com 6 disparos.

No dia 28 de dezembro foi entregue um veiculo moderno de serviço de transporte de detento um Renault Master Forgão 2017.

O diretor da unidade prisional de Palmeirópolis, o agente Hélio Soares disse que é um veículo bastante sofisticado com assessório moderno,  sistema de monitoramento por câmara, sensores de aberturas de selas, ar condicionado e climatizado, quanto para os agentes, quantos para os detentos, no momento de transportes dos presos.

Hélio Soares explicou ainda, que assumiu a unidade prisional no inicio do mês de março do ano passado, e recebeu uma unidade sem estrutura administrativa operacional.

“Entretanto, alguns reparos estão sendo verificado para dar mais tranquilidade e segurança nosso trabalho. A nossa unidade tem capacidade para 16 detentos, mas  contamos com 26 presos condenados e provisórios. Recebem remissão de penas, através de artesanatos produzidos por eles, e presos que trabalham na manutenção predial e da hortaliças”, explicou.

Ainda de acordo com Soares, “com o apoio da prefeitura municipal, através do prefeito Fábio Vaz, comarca de Palmeirópolis e o apoio da comunidade civil em geral,  nossos agentes tem feito um bom  trabalho, e  garantido as portas da carceragem fechadas para que a população de Palmeirópolis possa ter um sono tranquilo enquanto a gente vigia”.

“Apesar dos pontos negativos, Palmeirópolis hoje conta com uma unidade de carceragem muito segura, existe um sistema de monitoramento 24 horas com câmara interligadas na parte interna e externa da unidade, os agentes fazem ronda constantemente para verificar qualquer tentativa de fuga”, finalizou o diretor Hélio Soares.

 Da Redação/Edilson Gonçalves.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here