Dois detentos estão com o vírus, mas já estão recebendo o tratamento dentro da unidade. Casa de Prisão Provisória tem dois casos suspeitos.

A secretaria de Saúde de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, confirmou que dois detentos que estão no presídio da cidade estão com o vírus H1N1. Os presos começaram a ter sintomas mais graves durante um surto de gripe dentro do Centro de Inserção Social (CIS) unidade.

Dos cerca de 400 presos, 180 estavam gripados, sendo que quatro estavam com suspeita de H1N1. “Enviamos quatro amostras e duas delas deram positivo para H1N1. Todos esses pacientes foram tratados e o surto de gripe foi controlado”, disse o secretário de Saúde, Watherson Roriz.

A Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) explicou que recebeu apenas dois resultados de exames, sendo que um deu positivo e outro, negativo. O órgão disse que o interno que está com o vírus está isolado e recebendo os cuidados médicos.

Os presos já receberam tratamento dentro do presídio e já apresentaram melhoras, segundo a secretaria, já apresentam melhoras. O órgão explicou que a doença já está sob controle.

Além desses dois casos confirmados, ainda existe a suspeita de outros dois casos de H1N1 na Casa de Prisão Provisória de Luziânia. “Quando fizemos uma vistoria, 43 presos estavam com sintomas de gripe e 27 deles, com suspeita de H1N1. Em dois casos foram colhidas amostras, mas o resultado ainda não chegou”, completou o secretário.

A secretaria explicou que vai imunizar todos os presos contra a gripe durante a campanha nacional de vacinação, que começa na próxima semana.

 G1/Go

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here