Em Palmeirópolis: Além da música, o Projeto Rede do Bem vem sendo destaque no gramado e ginásio de esporte.

“Craque na bola, craque na escola”, afirmou o secretário de esporte de Palmeirópolis Wagner Telles.

Educação aliada ao esporte. Este é o objetivo da Prefeitura Municipal de Palmeirópolis com o Projeto Rede do Bem. O público-alvo é formado por estudantes da rede municipal e estadual de ensino ter oportunidade de participar das modalidades oferecidas como: futsal, futebol de campo, basquete e vôlei. As aulas são gratuitas.

Coordenado pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer o esporte em Palmeirópolis tem conquistado muitos adeptos desde a sua implementação.

Hoje o projeto conta com aproximadamente 300 alunos no futebol e futsal e os trabalhos são divididos por categorias durante a semana, com os treinos de segunda a quinta-feira no período a tarde.

Os treinos começam na segunda-feira a partir das 17:15 horas, com o sub-10 com alunos de 8 a 11 anos, e as 18:15 horas com o sub-13, alunos de 11-12 e 13 anos.

Na terça-feira às 17:15 horas sub-8, alunos de 5-6-7 e 8 anos, as  18:15 volta o sub-10, alunos de 8- 9- 10 e 11 anos. Na quarta-feira sub -8 às 17;15 horas, na quinta feira os treinos iniciam-se com sub-13, e finaliza com sub-17.

Já o futsal, os treinos são realizados no ginásio de esportes as terças e quinta-feira a partir das 13:00 horas com os alunos de 9 a 14 anos de idade, o futsal feminino que inclui meninas de 9 a 15 anos.

O secretário de esporte de Palmeirópolis professor Wagner Telles diz que para participar, o aluno terá que está matriculado na escola, e é necessário ter boas notas, portanto se o aluno tiver com falta na escola impede de participar do Projeto Rede do Bem, que inclui também aulas de músicas. As matriculas são feitas no Centro de Referência e Assistência Social (CRAS).

Wagner Teles entende que o Projeto vem dando certo, “o nosso trabalho visa contribuir no desenvolvimento intelectual e físico das crianças e jovens de Palmeirópolis, criando condições para a melhoria da qualidade de vida e o estimulo ao convívio social e coletivo. Em relação ao nosso trabalho, os treinamentos são pautados nos fundamentos tático, técnico individual e coletivo, visando uma vivencia motora de cada atleta que aqui estão, ”afirmou.

O secretário relata que em Palmeirópolis há vários talentos, dentre eles: Mateus Silva, Pedro Henrique, Heitor Vaz, e outros. “Durante os treinos escolhemos os melhores para jogar, estamos aguardando a confirmação de um amistoso contra Minaçu na próxima semana”, enfatizou.

O estudante Abrahão Henrique de 13 anos, praticante da escolinha de futebol, disse que a disciplina é primordial no esporte. “O professor Wagner é rígido, a primeira coisa que ele observa são as notas e o comportamento na escola, atender ao pré-requisito de ter um bom rendimento escolar”, argumentou sorridente.

Para a secretária de Assistência Social Ana Paula, o programa de esportes é um sucesso graças ao esforço e competência de toda a equipe de gestores e professores. “A procura tem superado as nossas expectativas, não fazemos acepção de pessoas. Ficamos muito felizes com a demanda gerada na comunidade e com a satisfação dos nossos alunos”, comemora Paula.

Grande incentivador do esporte na cidade, o Prefeito Fábio Vaz explicou que, “A intenção é tirar as crianças das ruas e oferecer uma atividade onde elas poderão se exercitar, se ocupar e encontrar quem sabe até grandes sonhos. O esporte é muito mais que um simples exercício. É através dele que se pode aprender princípios, ter disciplina e mudar toda uma história. Quem sabe até revelar grandes talentos. É tudo questão de oportunidade”, disse.

Edilson Gonçalves/reporter esportivo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here