Cidades, Destaque

Polícia prende suspeitos de roubar R$ 750 mil em cabeças de gado em fazenda de Porangatu

No dia do crime, dupla rendeu os caseiros, alugaram caminhões e transportaram 420 animais. Outras duas pessoas já estavam detidas investigadas por envolvimento no crime.

A Polícia Civil prendeu na terça-feira (8) dois homens suspeitos de integrar uma quadrilha que furtou R$ 800 mil em cabeças de gado, em Porangatu, no norte de Goiás. No dia do crime, em julho deste ano, criminosos renderam os caseiros, alugaram caminhões e transportaram 420 cabeças de gado.

Hugo Leonardo Gomes da Cruz e Matheus Gomes Oliveira foram presos em Anápolis. Segundo a polícia, eles são os responsáveis diretos pelo roubo. O G1 não conseguiu localizar a defesa dos presos até a publicação dessa reportagem.

“Após o crime, nós conseguimos prender um suspeito de ter organizado todo o crime. O pai dele é vizinho da fazenda roubada e sabia de todos os detalhes e encomendou o roubo. O Hugo e o Matheus cometeram o crime e encaminharam o gado para um receptador em São Paulo, que foi preso no domingo (5)”, explicou o delegado Glaydson Carvalho, responsável pelo caso.

O gado de corte foi recuperado no dia seguinte ao crime. Parte dele na cidade de Piracanjuba e a outra, em Frutal, Minas Gerais. Os animais foram devolvidos ao proprietário.

“No dia do roubo, os criminoso alugaram seis caminhões para transportar os animais. Com o caseiro e a esposa dele rendidos, pararam os veículos no curral e passaram o dia carregando os animais”, completou o delegado.

Os motoristas dos caminhões não foram presos porque, segundo o responsável pelo caso, eles não sabiam do crime.

Os presos vão responder por roubo e o fazendeiro que comprou o gado vai responder por receptação.

G1 Tocantins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.