Arraias, Destaque

Polícia Civil prende suspeito de praticar homicídio no interior do Estado

As investigações realizadas pela Polícia Civil apontaram que o assassinato teria sido cometido devido a uma disputa existente entre vítima e autor pelo controle de pontos de venda de drogas, em Arraias.

Policiais Civis da 9ª Delegacia de Arraias, comandados pela Delegada Vanusa Regina de Carvalho Nunes e pelo Delegado Regional José Antônio da Silva, efetuaram, na tarde desta quarta-feira, (21), a prisão de Tiago Teles da Silva, de 20 anos de idade.

Ele é o principal suspeito de ter matado a tiros, José Divino da Silva Menezes, crime ocorrido no dia 24 de maio de 2017 e foi capturado, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva, em Arraias.

Conforme a delegada Vanusa, as investigações realizadas pela Polícia Civil apontaram que o assassinato teria sido cometido devido a uma disputa existente entre vítima e autor pelo controle de pontos de venda de drogas, em Arraias.

Em seguida, os policiais civis identificaram Tiago como o autor do assassinato e, desta maneira, a Delegada Vanusa representou, junto ao Poder Judiciário, pela prisão do indivíduo, a qual foi deferida e comprida, nesta quarta.

Tiago foi capturado logo após deixar a Cadeia Pública da cidade e, no momento de sua prisão, o mesmo estava cumprindo pena, em regime semiaberto, pelo crime de tráfico de drogas.

Diante dos fatos, Tiago foi novamente recolhido àquela Unidade Prisional, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Ainda segundo a Delegada, chamou a atenção da Polícia Civil, o fato de que autor e vítima eram amigos e, um dia antes do crime, a vítima, José Divino, havia emprestado a Tiago Teles, um revólver calibre 38, que este, supostamente, usaria para realizar um entrega de drogas.

No entanto, no dia do crime, o suspeito foi até a casa da vítima e a chamou no portão. Quando José Divino saiu para atender, foi atingido por vários disparos e veio a óbito.

Secretaria da Segurança Pública/Rogério de Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.