Gleydston Ragner foi socorrido, mas faleceu no fim desta tarde no hospital
Segundo a corporação, motorista de carro fez conversão em local proibido

O policial militar Gleydston Ragner dos Santos Ferreira, de 30 anos, morreu após ter a moto que pilotava atingida por um carro, em Goiânia. De acordo com a Polícia Militar (PM), o soldado foi socorrido e encaminhado para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), mas morreu no fim da tarde. Segundo a corporação, ele era aluno do Curso de Intervenção Rápida (Ciro) da PM.

O acidente aconteceu na Avenida 83, no Setor Sul,  na tarde desta sexta-feira (24). De acordo com a polícia, Gleydston estava em uma moto do Grupo de Intervenção Rápida e Ostensiva (Giro), quando foi atingido por um veículo que seguia em sentido contrário.

Em nota, o assessor de imprensa da PM, o tenente-coronel Ricardo Mendes, informou que a manobra feita pelo condutor do carro era proibida.

“O policial militar não estava em atendimento de ocorrência, transitava normalmente e em velocidade compatível com a via. O condutor do carro invadiu a faixa dupla durante o percurso tentando realizar uma conversão proibida”, diz o texto.

Mendes ressalta que o soldado estava participando da fase final do curso, que consiste em aulas práticas no perímetro urbano. O assessor lamentou a morte e se solidarizou com a família e colegas.(fonte:g1/go)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here