Projeto desenvolvido pela instituição Conexão Cidadã traz show de Munhoz e Mariano e atrações locais e para celebrar sua abertura.

Apresentações locais, Folia de Reis, Circo de Amsterdã, Grupo de Catira e o show de Munhoz e Mariano são as atrações da inauguração do Centro de Cultura de Minaçu, no dia 14 de agosto, das 17h às 23h.

Este é o sexto centro de cultura e o primeiro no Centro-Oeste patrocinado pela ENGIE no Brasil, por meio da Lei de Incentivo à Cultura do governo federal.

O Centro de Cultura Minaçu nasce em parceria com a instituição Conexão Cidadã, responsável pela captação dos recursos para a construção e gestão do Centro.

A diretora da Conexão Cidadã, Andréia Oliveira, diz que o Centro de Cultura representa novas oportunidades de desenvolvimento sociocultural para a cidade, bem como para a região Norte de Goiás e o Sul do Tocantins.

“Atualmente oferecemos dez modalidades de oficinas: capoeira; musicalização; banda de percussão; violão; banda de percussão com alunos da APAE; coral de idosos; pintura em tecido; bordado manual livre; dança e teatro”, informa Andréia.

Segundo a diretora, o espaço oferecerá ampla oportunidade de conhecimento de práticas culturais e sustentáveis para a comunidade que aguarda ansiosa pela inauguração do Centro de Cultura, além de lazer para toda a família.

Serão oferecidas oficinas gratuitas para crianças, jovens, adultos e idosos, e os alunos recebem uniforme, instrumentos musicais e lanche.

Localizado estrategicamente, entre o Centro e a Praia do Sol de Minaçu, ao lado de uma quadra esportiva e próximo ao centro de saúde e duas escolas – municipal e estadual, o Centro de Cultura é composto por 1.420 m².

A área construída foi dividida em três salas de oficina – dança, música e artesanato – brinquedoteca, biblioteca, salas administrativas, de reuniões e sala de professores, cine-teatro com capacidade para 300 lugares, camarins, bilheteria, banheiros acessíveis e depósito.

A exemplo das demais unidades em outras regiões do país, o Centro de Cultura e Sustentabilidade já nasce com geração de energia fotovoltaica.

O espaço oferecerá ampla oportunidade de conhecimento de práticas culturais e sustentáveis.

“Este Centro é muito importante para a ENGIE, pois é o primeiro fora da região Sul e consolida o modelo de uso de incentivos fiscais adotado pela companhia”, afirma o diretor administrativo Júlio César Lunardi. “Ao disponibilizar atividades culturais para as comunidades onde estamos inseridos, entendemos que podemos transformar a realidade local, expandindo os horizontes da população, principalmente das crianças e adolescentes e aumentando a expectativa de qualidade de vida local com a disponibilização de atividades de lazer e cultura”, complementa.

A ENGIE e a Conexão Cidadã esperam atender entre visitantes, comunidade e alunos, aproximadamente 10 mil pessoas até o final de 2019.

PROGRAMAÇÃO DE INAUGURAÇÃO – A partir das 17 horas do dia 14 de agosto iniciam as atrações rotativas na rua e no palco do Centro de Cultura, aberto à comunidade. Na área interna do Centro, barraquinhas vão distribuir, gratuitamente, cachorro-quente, pipoca, churros e água. Depois serão oferecidas visitas guiadas para grupos formados por até dez pessoas, mostrando as dependências do Centro. 

Apresentações regionais e nacionais, como Munhoz & Mariano

Por meio da Trânsito Cia de Dança, jovens dos Centros de Cultura de Capivari de Baixo (SC), Alto Bela Vista (SC) e Entre Rios do Sul (RS) irão apresentar o espetáculo “Trilhas”.

A programação também prevê uma sessão de apresentação para o público escolar do espetáculo teatral “Pangeias Avessas” do grupo Pândegos da Casa, do Centro Cultural Concórdia, SC. O objetivo é promover um intercâmbio cultural e troca de experiências entre os Centro de Cultura patrocinados pela ENGIE no Brasil.

Como atração regional se apresentará o Grupo Teatral Limpando o Olho, de Uruaçu (GO), com oficinas circenses livres, e o espetáculo “BaluArte”, uma produção que estreou em agosto de 2018 para as comemorações dos 21 anos de existência do Grupo.

Também ocorrem apresentações da Banda de Percussão com alunos da APAE de Minaçu, o musical “Arte transforma vidas”, com alunos das oficinas desenvolvidas pela Conexão Cidadã, grupo de Folia de Reis da Vila de Malta, integrado recentemente à rede nacional de Pontos de Cultura; dois grupos de Catira com participação de tocadora de berrante.

Para encerrar a comemoração de inauguração do Centro de Cultura de Minaçu, será realizado no espaço vizinho, o show da dupla goiana Munhoz e Mariano, com 1h15 de duração. Na ocasião, os cantores farão uma apresentação comemorativa cantando seus sucessos como “Camaro Amarelo”, “Seu Bombeiro”, Mulherão da Porra”, “Que jeito que vai embora” e “Balada Louca”. O show será na rua do Fosfato, setor Marajoara, em frente ao Colégio Santiago Dantas.

Sobre a ENGIE

A ENGIE é a maior produtora privada de energia elétrica do Brasil, com capacidade instalada própria de 10.211 MW em 61 usinas, o que representa cerca de 6% da capacidade do país. O Grupo possui 90% de sua capacidade instalada no país proveniente de fontes limpas, renováveis e com baixas emissões de gases de efeito estufa.

A ENGIE também atua na comercialização de energia no mercado livre e está entre as maiores empresas em geração fotovoltaica distribuída. A empresa possui ainda um portfólio completo em soluções integradas responsáveis em reduzir custos e melhorar infraestruturas para empresas e cidades, como eficiência energética, monitoramento e gerenciamento de energia, gestão de contratos de fornecimento de eletricidade, iluminação pública, sistemas de HVAC, telecomunicação, segurança e mobilidade urbana.Contando com 2.300 colaboradores, a ENGIE teve no país em 2018 um faturamento de R$ 9,3 bilhões.

O Grupo é uma referência global em energia e serviços de baixo carbono. Para fazer frente às mudanças climáticas, a nossa ambição é nos tornarmos líderes globais da transição para uma economia de baixo carbono para nossos clientes, em particular empresas e autoridades locais.

Nós nos apoiamos em nossas atividades chave (energia renovável, gás, serviços) para oferecer soluções competitivas turnkey “as a service”.  Com os nossos 160.000 colaboradores, nossos clientes, parceiros e stakeholders, nós somos uma comunidade de Construtores Imaginativos, comprometidos a cada dia com um progresso harmonioso.

Receita em 2018: 60,6 bilhões de euros. O Grupo está cotado nas bolsas de Paris e Bruxelas (ENGI) e é representado nos principais índices financeiros (CAC 40, DJ Euro Stoxx 50, Euronext 100, FTSE Eurotop 100, MSCI Europe) e índices não-financeiros (DJSI World, DJSI Europe e Euronext Vigeo Eiris – World 120, Eurozone 120, Europe 120, France 20, CAC 40 Governance).

Ascom: Dauro Veras/créditos fotos: Acervo ENGIE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here