A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) anunciou na tarde de segunda-feira, 2, o congelamento de bolsas para cursos de pós-graduação que ficariam ociosas a partir deste mês até o fim do ano.

Conforme a própria fundação, 5.613 pessoas serão impactadas com esta decisão adotada para atender o contingenciamento determinado pela União. A expectativa é que R$37,8 milhões sejam economizados em 2019, podendo chegar a R$544 milhões nos próximos quatro anos. Apesar da medida, o pagamento de todos os bolsistas já cadastrados foi garantido.

Pesquisas de grande relevância impactadas
Acionada pela Coluna do CT, a Universidade Federal do Tocantins (UFT) afirmou que recebeu ofício da Capes já nesta terça-feira, 3, informando sobre o cancelamento de pelo menos sete das 15 modalidades de bolsas de pesquisa em todo Brasil. Questionado sobre os impactos da decisão, a instituição tocantinense não falou em números, mas demonstrou preocupação. “Vai impactar as pesquisas no nosso país e em especial na região norte e na UFT. Essas bolsas eram destinadas para formação de professores e também para o desenvolvimento de pesquisas de grande relevância para a região norte”, discorreu.

Cleber Toledo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here