Caso aconteceu em Araguatins. Segundo delegado, crime pode ter sido motivado por uma briga sobre o pagamento de pensão alimentícia.

Policiais Civis da 10ª Delegacia Regional de Araguatins, (10ª DRPC), coordenados pelo delegado Eduardo Nunes efetuaram, na noite da última segunda-feira (5), a prisão de Maxsuel dos Santos Bezerra, de 19 anos de idade.

Ele é o principal suspeito de matar o próprio pai no Tocantins e foi preso em flagrante, em Araguatins.

Conforme o delegado Eduardo, na tarde do dia (5), familiares de Pedro Pereira de Sousa procuraram a delegacia de Araguatins e registraram um Boletim de Ocorrência comunicando que o homem estava desaparecido, desde a última quinta-feira, 01.

De posse das informações até então colhidas, o Delegado Plantonista, Eduardo Nunes, coordenou uma equipe de policiais civis com o objetivo de efetuar diligências no intuito de encontrar o desaparecido ou então, identificar possível prática de crime.

Após a investigação, os policiais civis apuraram que o suposto responsável pelo sumiço de Pedro foi o seu filho, pois este se encontrava em posse da motocicleta e também do aparelho celular da vítima, desde a última quinta-feira, não apresentando justificativa plausível quanto à aquisição destes bens e o sumiço de seu pai.

Consta dos autos do inquérito policial que Maxsuel dos Santos Bezerra de Sousa (19 anos), em razão de desavenças com seu genitor (Pedro Pereira de Sousa) quanto ao pagamento de pensão alimentícia, resolveu dar cabo da vida deste, premeditando o crime.

Segundo as provas obtidas, Maxsuel esperou a vítima sair pela porta dos fundos do imóvel e desferiu um golpe de martelo na cabeça deste e, em seguida, o atingiu com golpes de faca em uma região próxima ao coração.

Diante da morte do pai, Maxsuel escondeu o corpo no imóvel e esperou anoitecer, sendo que mais tarde, arrastou o corpo para o quintal e o enterrou, bem como as armas utilizadas para cometer o homicídio.

Mediante os fatos, o Delegado lavrou a prisão em flagrante de Maxsuel Bezerra pela prática do crime de ocultação de cadáver e representou por outras medidas, junto ao Poder Judiciário.

Em razão do ocorrido, o suspeito foi recolhido à Cadeia Pública de Araguatins, local em que permanecerá à disposição da Justiça.

Corpo de Pedro Pereira foi encontrado no quintal da casa do filho (Foto: Divulgação)

gazetadocerrado

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here