Moradores de Paranã, Sudeste do Tocantins, fizeram um protesto, pedindo a reforma da ponte que já dura mais de dois anos.

A Ponte sobre o Rio São Domingos atende Aproximadamente 200 famílias que dependem diretamente do tráfego por ela.

Os moradores cantaram parabéns com bolo e cartazes com mensagens de apelo. Um dos moradores segurava um cartaz dizendo que um dos filhos morreu ao passar pelo local.

O apelo a prefeitura foi registrado pelos próprios moradores. A ponte tem 117 metros de extensão.
“Há pouco mais de dois anos um rapaz caiu de moto e faleceu no local, depois disso imediatamente começou a reforma da ponte mas não contemplou toda a ponte, foi feita só até a metade e a que não foi feita está em ruínas, caindo em pedaços, veículos pesados não podem fazer a travessia, as crianças para ir para a escola tem que ser escoltadas para não cair nos buracos”, explicou um dos líderes da manifestação.

A população que vive no local está indignada e busca uma reposta e ação do poder público. Uma das mais impactadas e a comunidade quilombola Kalunga do Albino que fica na divisa com Arraias.

O site busca uma resposta da prefeitura sobre o assunto.

Gazeta do cerrado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here