A equipe da DCAV também analisou o celular e o computador de Felipe, mas não encontrou novas provas

A delegada Cristiana Bento, da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), informou que há indícios que provam o suposto abuso sexual cometido pelo pastor Felipe Heiderich contra seu enteado, de 5 anos. No entanto, segundo ela, não há provas cabais.

“Efetivamente, ninguém viu o estupro. A prova que temos são relatos testemunhais. Trabalhamos apenas com indícios, e não com provas cabais”, esclarece Cristiana.

De acordo com a delegada, os relatos testemunhais de três babás que trabalham com a família, os laudos psicológicos e psiquiátricos da criança e o depoimento de Bianca Toledo, mãe da vítima, serviram de base para a definição das investigações.

Segundo informações do Extra, a equipe da DCAV também analisou o celular e o computador de Felipe, mas não encontrou novas provas.(fonte:noticias ao minuto)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here