Destaque, Saúde

Governo troca comando da PM no Tocantins durante crise entre polícias Civil e Militar

Ex-comandante Glauber de Oliveira Santos foi para a Secretaria de Cidadania e Justiça. Coronel Edvan de Jesus Silva assume PM com déficit de 5,4 mil policiais.

O coronel Edvan de Jesus Silva assumiu na tarde desta segunda-feira (6) o comando da Polícia Militar do Tocantins. Durante entrevista, o novo comandante disse que as relações entre PM e Polícia Civil devem ser fortalecidas. O discurso faz referência ao delegado baleado por militares durante uma abordagem em Guaraí, região central do estado. Durante entrevista, ele disse que o caso está sendo investigado e será superado.

“Somos parceiros e amigos da Polícia Civil. Não vejo nenhum tipo de problema e o que vamos fazer é estreitar cada vez os nossos laços porque as nossas missões são comuns e juntos seremos mais fortes. Creio que não há necessidade de colocar lenha da fogueira. É algo que está sendo investigado e o importante é que o relacionamento entre as instituições deve ser fortalecido”, disse o novo comandante.

A troca de comando ocorreu no quartel do Comando Geral da Polícia Militar, em Palmas. O coronel Glauber de Oliveira Santos deixou o cargo, após 2 anos e 10 meses, para ser efetivado na Secretaria de Cidadania e Justiça.

A mudança foi anunciada após falas polêmicas do ex-comandante sobre o delegado que foi confundido com um criminoso e baleado. Em entrevista, Santos disse que “a abordagem foi realizada dentro dos padrões do procedimento operacional padrão de um veículo identificado como suspeito.”

Nesta segunda-feira (6), ele agradeceu o tempo que passou no comando. “Eu completo 30 anos na corporação e o que a gente sempre procurou fazer foi trabalhar da melhor forma possível”, afirmou.

O governo não confirmou oficialmente o motivo da mudança no comando. “O que nós queremos são resultados, a sociedade nos cobra resultados e nós temos procurado dar esses resultados. Eu acredito que pela experiência do coronel Edvan, o coronel Glauber, que assume a Cidadania e Justiça, e os demais companheiros, vocês vão ver todos trabalhando bem para a sociedade”, disse o governador Marcelo Miranda (PMDB), durante transferência de comando.Coronel Edvan de Jesus Silva assumiu comando da PM (Foto: João Guilherme Lobaz/G1)

Aumento da criminalidade

O novo comandante assume a Polícia Militar em período de críticas e relatos de aumento na criminalidade em todo o estado. Além disso, um levantamento feito pelo Ministério Público Estadual aponta que o número de policiais está bem abaixo do ideal.

A PM do Tocantins tem atualmente há 3.660 militares para uma população de mais de 1,5 milhão de habitantes. O número representa apenas 40% do que seria necessário. O déficit é de 5,4 mil PMs.

Delegado baleado

O delegado da Polícia Civil Marivan da Silva Souza foi baleado durante uma ação de policiais militares em Guaraí, na região central do estado, no dia 28 de outubro. Os policiais estavam descaracterizados procurando suspeitos do assalto a um carro forte no dia anterior.

Souza levou três tiros, um na mão, um na orelha e outro de raspão na cabeça. Ele perdeu parte da orelha. Os policiais militares que participaram da abordagem estão presos no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, em Palmas e entregaram as armas e a viatura usadas na ação.

G1/Tocantins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.