Francisco Nery da Silva tinha dois mandados de prisão por roubo em aberto. Ele chegou a ser preso por assaltar banco 2010, mas foi inocentado por falta de provas.

A Polícia Rodoviária Federal de Araguaína prendeu Francisco Nery da Silva no começo da noite desta quarta-feira (8). Ele tinha dois mandados de prisão em aberto por roubo à mão armada. Segundo a PRF, Nery tentou apresentar uma Carteira de Habilitação falsa quando foi parado durante uma fiscalização de rotina.

Os policiais já desconfiavam da autenticidade do documento apresentado. Quando consultaram a placa da caminhonete que ele dirigia viram que ela pertencia a um foragido. Ao comparar as fotos, a farsa ficou comprovada.

Além dos dois assaltos pelos quais Nery era procurado, ele também respondeu por um assalto ao Banco do Brasil de Taguatinga em 2010.

Durante o crime, três homens entraram na casa do gerente do banco e levado dois filhos e a mulher dele. Eles exigiram que a vítima sacasse R$ 300 mil e dirigisse até a Bahia para deixar o dinheiro antes de libertarem os reféns. A família foi deixada acorrentada em um cativeiro na zona rural de Aurora do Tocantins.

Nery chegou a ser preso após ser reconhecido por uma das vítimas, mas foi inocentado por falta de provas. O advogado que defendeu ele durante o processo disse que ainda não foi comunicado da nova prisão e que não sabe quais são as acusações dos mandados que estavam em aberto.

O suspeito foi levado para a Polícia Federal em Araguaína e deve continuar preso até ser ouvido em audiência de custódia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here