Cidades Tocantins, Destaque

Esquema de venda de CNHs foi descoberto por agentes infiltrados, diz MPE

Operação prendeu vereador e mais sete pessoas suspeitos de participar de organização. Agentes infiltrados conseguiram comprar uma carteira com facilidade, segundo o Ministério Público.

Para descobrir o esquema de venda de Carteiras de Habilitação em Araguaína, o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual, infiltrou dois agentes da Polícia Civil na organização criminosa. As investigações começaram em 2016 e culminaram na prisão do vereador do município de Araguaína, conhecido como Gilmar da Autoescola (PSC), nesta quinta-feira (13), durante uma operação, realizada com o apoio da Polícia Civil.

O Detran informou que, em paralelo a Polícia Civil, está seguindo investigações internas. Disse que todos os envolvidos serão punidos de acordo com as competências administrativas do órgão. O site tenta contato com a defesa dos presos na operação.

Segundo o Ministério Público Estadual, os agentes infiltrados conseguiram comprar CNH com facilidade, por meio do vereador. Algumas informações sobre as investigações seguem em sigilo.

Nesta manhã, policiais civis cumpriram oito mandados de prisão. Segundo a polícia, um dos alvos é dono de autoescola e seis são funcionários do Detran de Araguaína. São eles: Helio Marcos Ferreira Sousa, Irismar Rodrigues, Célio Raildo Pereira Ribeiro, Jaésia Alves Oliveira, Fábio Fernandes Barroso, Alex André Escolar Morales e Cleyton Coelho.

Agentes do Gaeco apreenderam documentos na Câmara de Vereadores. Com o material apreendido durante a operação, os investigadores esperam alcançar os condutores que foram beneficiados com a compra das carteiras, que custariam de R$ 3 a R$ 4 mil.

Vereador foi preso durante operação da Polícia Civil — Foto: Reprodução/TV AnhangueraVereador foi preso durante operação da Polícia Civil — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Vereador foi preso durante operação da Polícia Civil — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

G1 Tocantins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.