Destaque, Peixe

Dois corpos são encontrados em arquipélago após canoa virar no rio Tocantins

JianCarlo Consente e Valdemir Marcos desapareceram enquanto pescavam no Arquipélago do Tropeço, em Peixe.

Os corpos de JianCarlo Consente, de 48 anos, e de Valdemir Marcos Ribeiro Santana, de 36 anos, foram encontrados na manhã de ontém quarta-feira (13), no rio Tocantins, no município de Peixe, sul do estado. Eles desapareceram no Arquipélago do Tropeço após uma canoa virar. A região tem 366 ilhas e é o 3º maior arquipélago fluvial do mundo, segundo o Governo do Tocantins.

Barqueiros da região contaram que JianCarlo era estrangeiro e teria a licença de uso de uma das ilhas do arquipélago, conhecida como Ilha do Gringo. A Polícia Militar informou que ele era natural da Suíça. Ele morava há alguns anos na região.

Eles desapareceram na tarde desta terça-feira (12), quando pescavam no rio. A Polícia Militar, que auxiliava nas buscas, informou que três homens estavam pescando, quando a canoa bateu em algumas pedras e virou. Um deles conseguiu nadar, mas os outros dois se afogaram.

Desde o acidente, margulhadores e barqueiros da região realizavam buscas. Quando os Bombeiros chegaram ao local, nesta manhã, os corpos já tinham sido encontrados. Um dos homens estava preso embaixo da embarcação. O outro foi encontrado a cerca de 100 metros do local.

O corpo de Valdemir deve ser velado durante a quinta-feira (14) em Gurupi, no sul do estado. Já a família de JianCarlo está se deslocando da Suíça para Brasil e só deve decidir onde o corpo dele será enterrado após chegar ao Tocantins. 

G1/TO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.