Ministra Laurita Vaz entendeu que o cumprimento da sentença foi antecipado e autorizou Pisoni a recorrer em liberdade. Ele foi condenado a 28 anos de prisão pela morte de Vinícius Duarte de Oliveira, em 2007.

A ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça, decidiu conceder a Fábio Pisoni o direito de recorrer em liberdade da pena de 28 anos de prisão pela morte do estudante de agronomia Vinícius Duarte de Oliveira. Pisoni foi condenado em júri popular no dia 24 de março, mais de 10 anos após o crime.

A ministra acolheu o argumento da defesa de que o cumprimento da pena foi antecipado e que o réu não poderia ter sido preso até o fim do recurso na segunda instância. A expectativa é que Pisoni seja solto nesta sexta-feira (13). Ele está no Presídio Agrícola Luz do Amanhã, em Cariri do Tocantins.

O caso teve grande repercussão no estado. Segundo a denúncia, Fábio Pisoni atirou seis vezes contra um carro, onde estavam Vinícius e mais cinco pessoas. O motivo do crime teria sido uma discussão que começou em uma festa. O estudante de agronomia morreu no local.

A defesa também questiona o tamanho da pena, que considera desproporcional.

Pisoni chegou a ficar foragido entre 2008 e 2012. Ele foi preso duas vezes, mas em ambas foi colocado em liberdade. Esta é a terceira vez que a Justiça concede medidas liminares de liberdade para ele.

G1 Tocantins.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here