A descoberta só foi possível graças a um complexo estudo de dados de arquivos e novas medições com um telescópio instalado no Chile.

Uma equipe de cientistas do observatório europeu descobriu a maior e mais antiga estrutura astronômica encontrada até hoje: o proto-superaglomerado de galáxias Hyperion, um objeto cósmico dos primórdios que se estabeleceu apenas 2,3 bilhões de anos depois do Big Bang (a explosão primordial).

“É a primeira vez que foi identificada uma estrutura tão grande”, explicou a autora principal da pesquisa, Olga Cucciati, do Instituto Nacional de Astrofísica de Bolonha (Inaf), na Itália. 

O Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês) informou nesta quarta-feira (17) que a descoberta só foi possível graças a um complexo estudo de dados de arquivos e novas medições com um telescópio instalado no Chile.

Ao estudar com enorme precisão objetos a bilhões de anos-luz, o instrumento permite na prática saber como era o universo em um passado remoto. Com informações do Estadão Conteúdo.

Por noticia ao minuto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here